terça-feira, 1 de abril de 2014

Desorientada...

Desorientada, entristecida, com o medo
De estar nesta escuridão ...sozinha
Vou caminhar, contigo no meu segredo
E encontrar-me com o meu eu, pela noitinha

Deixa-me entrar no teu coração, por favor
Anda triste desvanecido, e cansado
De mim, tens o carinho e o meu amor
São saudades de, por mim seres embalado

Ilumino-te a tua vida que é tão bela
Não deixes que essa escuridão te assuste
A vida é tão bonita, tenta sorrir para ela
Abre o teu coração por muito que te custe

Quero que sejas a minha estrela brilhante
Quero dar-te o meu colinho confortável
São as saudades, de um coração confiante
Porque a distância se torna inconsolável.
****

Cidália Ferreira


22 comentários:

  1. Desorientada, mas levemente confortada num colinho aconchegante da saudade. Saudade é assim,.. Linda poesia.

    ResponderEliminar
  2. se calhar todos nós, alguma vez andamos assim.
    bem rimado.
    boa semana.
    beijos

    :)

    ResponderEliminar
  3. Bom dia querida
    Deixe de ser desorientada, entre
    nesse coração e que ele seja a estrela
    que brilha sempre, um belo poema

    ღღ¸╭•⊰✿¸.•*ღ ღ¸╭•⊰✿¸.•*
    Abraços com carinho!

    └──●► *Rita!!
    ღღ¸╭•⊰✿¸.•*ღ ღ¸╭•⊰✿¸.•*

    ResponderEliminar
  4. Desorientação? Oh, Ci, acho que isso é, infelizmente, estado comum nestes tempo duro que vivemos...

    Tenha excelente dia

    ResponderEliminar
  5. A saudade e vontade de estar juntos desorienta, mas te inspira! beijos,chica

    ResponderEliminar
  6. Desorientada? Tu?...não acredito

    Ou será por ser dia 01 de Abril?

    Fica feliz

    ResponderEliminar
  7. Só pelo "colinho", vale a desorientação...ahahahahahahahahah

    Desorientados, andamos todos nós Amiga. Seja pelas ausências, seja pelas incertezas, tudo nos causa tristeza e desconfiança.
    Mas nada de desanimar, a vida é demasiado curta, para nos apegarmos ás tristezas......façamos por ser felizes e busquemos sorrisos...nem que seja para disfarçar o que vai por dentro.
    - Beijinho e continuação de um agradável dia !!!

    ResponderEliminar
  8. Desorientada mas pelos vistos com as ideias e sentimentos bem definidos acerca do que queres.
    Belo poema!
    xx

    ResponderEliminar
  9. Quando o amor está distante morremos de saudades.
    Lindo amiga Cidália.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  10. oi Ci

    Gostei da nova aparência do blog.
    Vc nunca está sozinha Deus é contigo sempre!!!

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  11. Boa noite!
    algumas vezes sentimos-mos confusos causado por algo que desejamos e não se realiza, faz-nos perder a concentração, inesperadamente tudo acontece e a confusão passa a dar lugar á paz que necessitamos.
    Poema maravilhoso como sempre.
    Parabéns pela nova imagem do blog que é linda.
    Abraço
    ag

    ResponderEliminar
  12. OI CIDÁLIA!
    UM TEXTO DE PURO AMOR, DAQUELE QUE QUER CONFORTAR O SER AMADO.
    ACHEI LINDO DEMAIS.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  13. Oi Cidália,
    Desorientada? Com dois braços e um colinho para ofertar?
    Parabéns pela sua desorientação.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  14. Na presença da desorientação, do medo e da saudade,
    Só um abraço forte e sincero pode ajudar,
    Pois transmite o verdadeiro amor ou amizade.
    Que só sabe ser dado, por quem de um jeito incondicional sabe o dar.

    Adorei mesmo.

    Daniela M.

    ResponderEliminar
  15. Amiga lindo poema mesmo estando desorientada mais esta em boas mão.
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
    Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis

    ResponderEliminar
  16. Olá Cidália!
    Lindo poema! Muito inspirador!
    Beijos de luz.

    ResponderEliminar
  17. Boa tarde Cidália ,maravilhoso como sempre.Um lindo fim de tarde ,bjs.

    ResponderEliminar
  18. lindo poema , maravilhoso , ,posso dizer que não fiquei desorientado , mas feliz poe ler as tuas lindas palavras , mas desorientado ''?? so acredito por ser dia um de abril , ,quem ama , e que tem amor , não pode estar desorientado , parabéns pelo teu lindo poema , continua para alegria de todos os teus admiradores , no qual eu estou incluído ,,,,beijinhos

    ResponderEliminar
  19. Cidália, linda essa desorientação, quando se ama não se quer ficar nenhum momento longe da pessoa amada, amei ler!
    Abraços!

    ResponderEliminar
  20. Amiga, a distância nos desorienta, nossa como doe....
    Linda poesia, bjus

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Cidália
      Deixe-me felicitá-la pela nova imagem da sua página inicial. Ficou muito linda!
      Quanto ao poema, reflecte bem como ficamos, levados pela saudade! Parabéns.
      Beijinho
      Beatriz

      Eliminar