28 de setembro de 2022

Queria viver simplesmente na ilusão...

 ~~~~

Queria viver isolada do mundo
Não queria ouvir barulho em volta
Não queria sentir o aperto no peito
De uma ansiedade que insiste
E me guia num sentimento profundo
~
Queria perceber o porquê das coisas
Porque é que tudo tem de ser angustiante
Tanta gente, sem lar, e sem pão
Isto faz-me parar, para pensar
E reparar nas coisas mais sinuosas
~
Queria viver simplesmente na ilusão
Que tudo começasse de novo
Que o mundo fosse fiel aos cidadãos
Que o silêncio fosse o alimento
E que acabasse com toda a confusão!
~~~~
Cidália Ferreira


26 de setembro de 2022

A emoção da voz, em triste noite escura ...

******
Se as lágrimas fossem a emoção da voz
No momento em que as quero silenciar
Diria, que existem momentos entre nós
Que são impactantes no meu fiel olhar
*
Se as lágrimas substituíssem palavras
Caiam de forma cautelosa e sem ilusão
Dariam mais o lugar às coisas austeras
E fariam de cada momento a libertação
*
Escondem os olhos, segredos revelados
As lágrimas libertam, ou são amargura
São ciosas, e geram ansiedade e revolta
*
São as palavras, factos, mais reservados
A emoção da voz, em triste noite escura
Num desabafo com preconceito em volta
*****
Cidália Ferreira

23 de setembro de 2022

Sentem-se os ventos de mudança

~~~~

Sentem-se os ventos de mudança
Sente-se o calor doentio
Desmedido
A saturação do momento,
Deseja-se o ameno do tempo
A brisa mais fresca ao amanhecer
Mas é contido
E faz tantas vidas sofrer
Com a seca, e causas nefastas,
Mas fica em nós a promessa
De conseguir mudar
Para que o tempo seja de esperança!
~~~~
Cidália Ferreira

20 de setembro de 2022

NÃO ADIANTA...

Não adianta querer saber mais que o universo
Não adianta, ficar ansiosa, pelo que acontece
Das mãos que querem fazer o simples reverso
Não conseguem ir mais além, ninguém merece
.
A vida é feita de momentos bons, menos bons
De provas de fogo, como desafios que cegam
É feita de silêncios que nos suprimem os sons
Deixando que emoções positivas se distingam
.
Não adianta reclamar do sol que aquece demais
Nem da chuva, que não cai em seu tempo certo
Tudo se ajeita e rejeita, quando o universo quer
.
O universo, tem segredos, que parecem banais
Não adianta, querer chegar primeiro... liberto 
Porque há emoções são inimigas d'qualquer ser
~~~~
Cidália Ferreira.
.
Como não estou a conseguir resolver o problema embora tivesse conseguido arranjar 7 blogues, fiquei bloqueada no sistema "esquema"... Por tal razão, a "vida" continua. Esperando, porém, que alguém consiga alguma coisa e queira partilhar comigo/connosco. Thanks 

18 de setembro de 2022

ATENÇÃO À LISTA DE BLOGUES

Uma informação útil para todos no qual a mim, está-me a deixar os nervos em franja. O Sistema do blogue está outra vez com uma (diarreia cerebral) desculpem o temo mas é o que sinto. Há um tempo que eu sentia que o blogue/blogues custavam/custam a abrir. Detetei que ao fundo da lista de blogues tem “um cento” deles que deixaram de funcionar. Ou seja, não atualizam, nem abrem.

Já estive a tentar arranjar alguns e consegui, mas turra-me a paciência. Chamo a vossa atenção a verificarem no fundo da vossa lista a ver se o problema não é só meu. Se calhar terei que remover a lista e voltar a colocar mas é muito complicado.

É assim que se apresentam se clicar

Para isto, vou estar “off” até ter o meu problema resolvido. Qualquer coisa que seja interessante para vocês farei uma publicação.

Até lá, deem-me tempo. Sou muito teimosa por isso, vou ver se tento solucionar o problema.

Atentamente: Cidália Ferreira

Bom Domingo🥰

17 de setembro de 2022

Palavras soltas...

 ~~~~
Sinto o meu peito apertado
E mergulhado na fúria
Dos dias longos, sem fim,
.
Sinto que vou desabar
Nesta angustia que me segue
E me atrofia o pensar,
.
E no momento da lucidez
Ter a razão do meu lado
É ter uma voz que se solta,
.
Não serei assim tão pouco
Não me falta a honestidade
Nem a sabedoria não se mede
~~
E por hoje assim me fico
Mergulhada na ansiedade
É assim que me identifico
Quando me faltam à verdade
 ~~~~
Cidália Ferreira

16 de setembro de 2022

Olho o além com esperança

 ******

Aprecio a chuva quando cai
Olho o além com esperança
Abro a alma, que descontrai
Quando regressa, a bonança
*
Ávida terra, variação que faz
Em tudo, na vida, e universo
Para alguns, a chuva satisfaz
Para outros é todo um reverso
*
Sem as árvores para amparar
Matar sede de outros tempos
Agora, cai a chuva e faz calar
As preces de outros momentos
*
Aprecio a chuva mais serena
Aquela, que forma a gotícula
Embeleza a natureza, é plena
E quando cai deixa partículas
******
Cidália Ferreira

14 de setembro de 2022

Deambulam pensamentos ...

******

Deambulam os meus pensamentos por aí
Onde tudo, parece ser um paraíso fictício
Onde os ramos têm vida, e falam entre si
E os meus pensamentos fazem o exercício
.
Tentam entender, a beleza exulta o olhar
O coração vai palpitando com admiração
E cântico dos pássaros que tentam calar
Cada pensamento meu, onde reina ilusão
.
Se o paraíso é assim tão simples e sincero
Quero embarcar neste sonho mesmo assim
Onde ninguém me possa contrariar, quero
Desta trilha, fazer o oásis, do meu jardim.
******
Cidália Ferreira.

11 de setembro de 2022

Um presente que viaja ao passado...



Fomos para a terra, vindimar
Estavam as videiras carregadas
Uvas maduras, encanto no olhar
Depressa começaram a ser cortadas
.
Cachos brancos e cachos tintos
Alegria... sempre boa disposição
E jamais ficaríamos famintos
Porque, quase servia de refeição


Os baldes cheios enchiam os sacos
E mais umas videiras vazias
Acusar cansaço era para fracos
Diziam os antigos, palavras sábias
.
Ao finalizar o trabalho, com alegria
A que todos nos propusemos
No trator se carregou, ainda era dia
No lagar se descarregou como pudemos
.
******
Agora... já pisado... bem se diz
Quanto mais se trabalha mais se tem
Dores no corpo, e não é de aprendiz
Mas com o tempo ficará tudo bem.

Uma passagem verídica e presente, que me faz sempre viajar ao passado. Assim foi o meu dia 9 ... Bom Domingo
_____Cidália Ferreira.

10 de setembro de 2022

Enquanto as ondas dormem no mar

*****

Ouço...a agitação das ondas, além
Algures, vincada aos meus sonhos
Sinto a brisa tocar nos meus olhos
O sonho agitado, de tanto que tem
.
Noite agitada, pelo silencioso sono
Enquanto as ondas dormem no mar
Acordo... e com um sorriso no olhar
Adormeço, para que volte o outono
.
Já se sente, na melancolia dos dias
E dos sonhos agitados com o vento
Fazem sumir, folhas velhas, vadias
.
E no mergulhar de um sonho sereno
Mesmo, que o silêncio, seja sedento
Sinto...a agitação do mar, em pleno.
*****
Cidália Ferreira