segunda-feira, 31 de maio de 2021

Caem gotículas do meu rosto vazio


****

Correm as mágoas pelo rio abaixo

Levando as palavras insignificantes

Deixando a amargura nas margens

*

Quando a tempestade se repousar

E com ela o sentimento adormecer

De certo, que acordará, silencioso

*

A fluente que leva a paixão mortiça

Deixa nas águas mensagens banais

Dilacerando o coração, gota a gota 

*

Correm as mágoas, como ninguém

Olha-se a margem do rio, e tão frio

Caem gotículas do meu rosto vazio

****

Cidália Ferreira


sábado, 29 de maio de 2021

Fragilidades...

"imagem de net"
****

No caminho longo que se vai fazendo
Avistam-se escombros cinzentos
O revivescer dum passado misto
A ventania sobre a mente saturada,
E as nuvens escuras e carregadas
Fazem do caminho, o cansaço, o vazio
A sensação de um sonho inacabado
Onde o desejo de acordar é urgente
*
É o sonho, a aparência do pesadelo
Vagueando pela noite mais escura
De coração triste, angustiado
Como a alma, que em desassossego
Mostra as fragilidades do tempo,
Um tempo que passa, e na frieza
Um corpo desnudo de pensamentos
E um coração sonhador, mas magoado.
****
Cidália Ferreira.
.
Feliz fim de semana para todos.

sexta-feira, 28 de maio de 2021

Encantamento das estrelas...

****

As estrelas são ilusões em noite escura
Pensamentos que esvoaçam, veemente
Quando os corações entram em loucura
Os corpos se fundem em chama ausente
*
Abraçam as estrelas por magia, sedução
Desejos de viajar pelas veredas incertas
Nos recantos, as sombras são a emoção
Que levam sentimentos às vias desertas
*
Noite escura, entusiasmados pelo sonido
Quando, por pensamentos se entrelaçam
E tudo o que se imagina diz-se ao ouvido
*
As estrelas não são ilusões do momento
E sim, enredos que na vida se alcançam
E que faz das ilusões o tal encantamento
****
Cidália Ferreira 

terça-feira, 25 de maio de 2021

Se o mundo rodasse numa esfera colorida

 ****

Se não existissem almas como a tua
Já não estaria por cá, certamente
Não olharia o mundo da mesma cor
Não seria quem sou, mas mormente
Não existe outra alma que te substitua
*
Se o mundo rodasse numa esfera colorida
Sem desalentos ou desilusões
Certamente não existiam as escolhas
Viveria numa montanha sem emoções
Ou simplesmente numa vida suprimida
*
Ainda que permaneçam as almas atentas
Delas, apenas absorvo com ternura
Cada palavra escrita guardo no diário
E mesmo com esforço, sigo esta loucura
Por entre passadas incertas das tormentas
****
Cidália Ferreira 

segunda-feira, 24 de maio de 2021

Fraquezas no sentido lato

 ****

Debrucei-me sobre as minhas fraquezas
Derramei sentimentos que não esperava
Cobrei em palavras mas sem ter certezas
Silenciei o coração, enquanto fraquejava
*
Debrucei-me, sobre o tempo que já perdi
De momentos que não vivi, e queria viver
Sobretudo porque com alguém eu aprendi
Que o tempo não espera, há saber perder
*
As fraquezas são minhas, no sentido lato
Ou talvez, no mais verdadeiro sentimento
E por gostar de escrever apenas constato
Que intocável é, saber-te, meu fragmento
****
Cidália Ferreira.
****
👏👏👏👏👏👏
Numa amizade verdadeira o destaque prevalece, sempre! OBRIGADA DE💖

Não percas a alegria de viver
Tens família, amigos, verdade
Não te deixes enfraquecer
Abre o coração à felicidade
.
Existem momentos na vida
Em que se sente nostalgia
Há sempre uma luz nascida
iluminando um outro dia
.
Tens família, amor, amizade
Escrevendo dá largas à alegria
Nessa encontras a felicidade
Nos versos da tua poesia
.
Mesmo existindo incertezas
Não te deixes enfraquecer
Sendo os poemas doces belezas
Nunca te canses dos escrever
...
Tem um domingo feliz
Um beijinho grande para ti
E olha: Seja como quem diz
Sorri perante o que escrevi  

****
Será por isto que gosto de ti... É! 

Estou em falta nos vossos blogues, mas, com calma, visitar-vos-ei a todos/as...Bom fim de semana. 

sábado, 22 de maio de 2021

OBRIGADA

Mimo único, oferecido pela "misteriosa, mas bondosa"  noname


O ontem já passou. Hoje, é dia de agradecimentos pela disponibilidade que cada um/a teve em me felicitar pelo meu aniversário. A minha gratidão. Aos que vieram. Aos que não puderam vir, e aos que ainda virão.

Bom fim de semana.🌹 _______  Nem sempre se recebe o que se deseja... mas vida segue, hoje mais velha, e frágil...


OBRIGADA

sexta-feira, 21 de maio de 2021

"NASCEU UMA ESTRELA"🥂

Hoje, poderia ser feriado Nacional. Então e porquê, perguntar-me-ão? Porque, há cinquenta e oito anos, pelas seis horas na manhã, nascia uma estrela EU... Com mau feitio, e com o tempo, e ao longo dos anos, tende a piorar. Salva-se o meu coração, mole, penso que é razoável.. Lol

Pronto, hoje os parabéns são para mim, pode ser? Acho-me velha, redondinha, e cada vez mais baixa. Sintomas da idade. Lool  Digam de vossa justiça...será?


Sirvam-se com os olhos... porque estão de dieta :)🍾🍾🍾🥂

Cidália Ferreira: Agora, com 58 anos e uma vida pela frente. 😜

quinta-feira, 20 de maio de 2021

O silêncio incita o coração ...


 ****

Os dias ensolarados são o desejo
De quem espera e desespera
Por uma têmpera certa,
E em cada manhã que desperta
Se vêm as flores que se abrem
Para os olhares que se rendem
E se perdem nas pétalas dum beijo
*
O sol nasce, e nos dias de frescura
Sente-se a cada pensamento
As emoções num frenesim
Envolvidos nas flores do jardim,
Ali, se deixam desalentos
E se elevam outros sentimentos
Numa natureza que parece pura
*
Os dias crescem, como as flores
E na paisagem desafiante
O silêncio incita o coração,
Quando os olhares em emoção
Se deixam levar pela beleza
No ensolarado recanto da natureza
Deixando enamorados, os amores
****
Cidália Ferreira.

quarta-feira, 19 de maio de 2021

Liberdade, em deixar passar o vento ...

'imagem minha'
*****
Liberdade, em deixar passar o vento
Abrir os braços sem medo, e respirar
Observar as ondas, nelas me invento
Olhar enternecido, mas ávido de mar
*
Desço escadas sem percalço da brisa
Fecho os olhos, e liberto a ansiedade
Vagueio por momentos, mas indecisa
Que esta liberdade não seja o entrave
*
Ouvindo o barulho das ondas bravias
Enrolam na areia deixando a candura
E do movimento se imaginam os dias
*
Quanta saudade de olhar o horizonte
Sentir o vento no rosto, e por loucura
Esperando que o mar não amedronte
*****
Cidália Ferreira

segunda-feira, 17 de maio de 2021

É preciso acreditar, para vencer


 *****

É preciso escutar o coração
Dos sinais que aclama
Da dor que sente, calado
Das voltas que a vida dá
Das vezes que também ama
Ou se sente amargurado
É preciso escutar com emoção
*
É preciso dar-lhe a vez
E o sentimento
Dar a vida, enquanto há vida
Dar-lhe o o devido cuidado
Por vezes o momento
Em que a vida é atrevida
Tudo se transforma em mudez
*
É preciso acreditar para vencer
Cuidar, alimentar
E mimar enquanto bate,
O coração, é o motor
O contratempo sem ar
Muito mais do que se esbate
É preciso cuidar, para não sofrer.
*****
Cidália Ferreira

sábado, 15 de maio de 2021

Neste sossego aonde me permito esperar ...


 ****
A lua mostrava-se sem qualquer pudor
A noite serena, o meu bálsamo da alma
Sossego preciso, para entender o amor
Sem que a brisa me faça perder a calma
*
A lua carrega consigo grandes emoções
Guarda palavras segredadas de respeito
Guarda também os momentos sem jeito
Deixando meu mundo em meras ilusões
*
Aprecio encantada as borboletas voando
Como se fossem as minhas mensageiras
Me visitassem, felizes, de vez em quando
*
Neste sossego aonde me permito esperar
A lua ofusca as estrelas mais desordeiras
Deixando toda a beleza no meu despertar
****
Cidália Ferreira 

quinta-feira, 13 de maio de 2021

13 primaveras ...


Hoje, dia 13 de Maio, a mais nova "dos filhos" a Beatriz, faz 13 primaveras. É uma data bonita, até porque, se comemoram as Celebrações em Fátima. [Por isso é sempre uma data importante.] Uma idade bonita, talvez o começo "da parvalheira", o normal da idade...Lool. Cá estaremos para a encaminhar pelo caminho certo, esperamos nós. Esta foto (com pouca qualidade) foi tirada no Domingo, dia da sua Profissão de Fé. 

Desejamos-te felicidades e tudo de bom na tua vida. No final das aulas, à noite, terá uma simples festinha surpresa. Até porque merece pelas boas notas que tem conseguido.
 

Da Madrinha: Cidália Ferreira


quarta-feira, 12 de maio de 2021

Perdida num sonho entre a multidão...


 ****
Perdida pelos caminhos da incerteza
Procurava por ti no meu sonho
Eras a minha alma gémea
O sonho tornado realidade, queria eu
Mas tudo o que encontrava era tristeza
*
Sonhava estar perdida em teus braços
Olhando os teus olhos cor de mel
Desenjaulando teus lábios nos meus
Era assim, o meu sonho atribulado
Que me deixou em ávidos embaraços
*
Perdida num sonho entre a multidão
Sentia o perfume das rosas
Entrei na embriaguez do sono
E numa investida fiquei sem nada
Acordei, triste, mergulhada na escuridão
*
Nesta escuridão, um sinal de ti existiu
Era algo mais que o imaginário
Era o desejo do beijo não esquecido
O sabor dos teus lábios, no silêncio
Dum sonho, que do sonho, se desistiu!
****
Cidália Ferreira

segunda-feira, 10 de maio de 2021

A brisa descansa, e abre o caminho ...


 ****
Ondulam as águas com sapiência
Recanto onde a riqueza exemplar
E na simplicidade com a essência
Marcando quem passa, num olhar
*
Sombrio, o caminho, da esperança
Onde se solta a alma e em fantasia
Se desnuda em tempo de mudança
Onde o silêncio vagueia, em magia
*
A brisa descansa, e abre o caminho
Para que se possa andar livremente
Olhando a natureza o amor ausente
*
Ondulam nas águas gotas de carinho
E se libertam numa onda de certezas
Onde se respiram outras delicadezas
****
Cidália Ferreira

sábado, 8 de maio de 2021

O pouso da ousadia ...

 ****
Quero sentir-me esvoaçante
Como uma borboleta
De flor em flor vai pousando
Com certa delicadeza
E no meu sentir deslumbrante
*
Mãos suaves, afáveis, atraentes
Recebem e aconchegam
O pouso da ousadia
Da liberdade em voar
Dentro dos sentidos inocentes
*
Quero, sentir-me livre, ao vento
Dar as mão ao sentimento
Esvoaçar contigo
Sussurrar-te ao ouvido
Ver as lembranças em movimento
*
E dessas lembranças que guardo
Leves como o algodão
Ficam nas asas, as marcas
Dos meus dedos aveludados
Ao sentir neles o colo abençoado
****
Cidália Ferreira

quarta-feira, 5 de maio de 2021

Não quero ficar neste panorama...


 ****

Passo horas a lembrar-me de ti
De coisas que o presente levou
Ainda que façam parte... eu vou
Guardar-te perpetuamente, aqui
*
E se o tempo me levar a beleza
E me devolver o que me define
Então deixar-me-ei na natureza
Esperando que o tempo termine
*
Não quero ficar neste panorama
Se sozinha toda a tristeza voltar
E saber o que te leva, não te traz
*
Passo horas e meu olhar reclama
Saber, que as névoas, vão passar
E se dia nascer, não voltarei atrás
****
Cidália Ferreira

segunda-feira, 3 de maio de 2021

Coisas da alma...

Deixo cair a minha alma na escuridão. Caem as lágrimas.... Sinto-me sozinha no meio de tantas palavras, palavras com um sentimento agridoce, talvez de culpa. E na escuridão da noite, apenas um raio de luz me guia, me retira do abismo, e diz-me, amanhã é outro dia! Levanta-te, pede desculpa e não voltes a cair...

Cidália Ferreira.

domingo, 2 de maio de 2021

Feliz dia, para todas as Mães. Ser Mãe, é...

«Imagem minha 'silvestre'»
****

Ser Mãe, é...
Trazer ao mundo o melhor de nós
É ter a alma cheia de coisas
É ter um sorriso para dar
Um colo para acolher
É ser a luta, lutando
Receber os filhos de braços abertos
É sofrer, a dor deles
Fazer parte de todas as preocupações
*
Ser Mãe, é...
Ser o apoio das horas vagas
É deixar tudo, e correr
Amparar nos momentos difíceis
Arranjar força, sem saber de onde vem
É estar lá, disponível, sorridente
Mesmo de coração partido
Ser mãe é tudo, é tudo é pouco
E sentir dos filhos, um privilégio
*
Ser Mãe, é...
Saber, que um dia, o fim chegará
Que a vida é apenas o seguimento
E saber, que Ela, um dia faltará
Então vivamos, unidos, cada momento
*
Ser Mãe, é dar seguimento à vida, dentro da própria vida...
-

Da Mãe, e Avó: Cidália Ferreira 🌹 

sábado, 1 de maio de 2021

Noite cintilante e pensamentos vãos


 *****
Noite luminosa em que a lua jubila
As estrelas  dançam, em meu redor
Tanta serenidade enche-me de amor
Cada pedaço da minha pele rejubila
*
Cândido, e acetinado vestido, o meu
Que humedece com o orvalho caído
Que me deixa, num radiante sentido
Enquanto escuto um silenciado breu
*
Noite cintilante e pensamentos vãos
Desejos que não passam à realidade
Onde palavras contidas são verdade
Ficando, com teu coração nas mãos
*
Mas se no futuro as estrelas sorrirem
E a lua te trouxer até ao meu paraíso
Prometo ao universo, e ao meu juízo
Se, algum dos desejos, se cumprirem
*****
Cidália Ferreira