sexta-feira, 31 de julho de 2020

O meu coração pertence ao teu mundo...

****
Divido o meu coração com quem o merece
Com quem me dá tudo, parecendo nada
Com quem dá colo no momento da solidão
Com quem nada diz, apenas se interesse
E queira saber, se lhe pertence o meu coração
*
Sim, o meu coração pertence ao teu mundo
Pertence ao teu espaço desassossegado
Pertence-te, simplesmente porque te quero
Quero que entres no meu lado mais profundo
Quero e desejo, que sempre sejas sincero
*
Divido os meus momentos sempre contigo
Divido os sorrisos, também as tristezas
Recebo de ti, o melhor dos presentes
O teu coração, é o ninho onde me abrigo
Desta eterna amizade, que também a sentes.
****
Cidália Ferreira

quinta-feira, 30 de julho de 2020

Folhas orvalhadas, o coração enternecido

****
Formam-se as gotas de um amor diferente
Quando a madrugada chega, devagarinho
Orvalhando as orlas dum coração ausente
Deixando gotículas no meu belo caminho
*
Amanheceu, o amor sempre me encantou
O verdejante, a frescura, e a brisa matinal
Foram etapas que a vida me proporcionou
Dando-me tudo de bom dentro do original
*
Folhas orvalhadas, o coração enternecido
Palavras escritas, que o orvalho conserva
Dentro dum amor que me parece excessivo
*
Nunca fizeram, tanto sentido, nesta vida
As gotículas, que me parecem a conversa
Dum sentimento onde me sinto precavida
****

Cidália Ferreira

segunda-feira, 27 de julho de 2020

Que o meu destino não seja, a solidão.

[Imagem da net ]
****
Sentada no meu sonho aventurado
Dum outono ameno, folhas caindo
Brisa suave, no meu rosto tocando
*
Raios de luz iluminado o caminho
Flores abertas projetando perfume
Que me embalam, como o costume
*
Ramos secos, e folhas esvoaçando
No meu sonho que embalado sorri
Esperando um amanhecer por aqui
*
Uma cadeira ilusória, e um jardim
Um silêncio num sonho comovido
Quando sentada pareço em sentido
*
Quero, no meu coração, a liberdade
Quero, que neste outono seja verão
Que meu destino não seja a solidão
****
Cidália Ferreira

domingo, 26 de julho de 2020

Um alvorecer diferente, auspicioso

****
Um olhar distante e descontraído
Um amor ausente
Num segredo que trago escondido
O coração sente
*
Um olhar para a lua, no horizonte
O parecer distante
Pode ser, um por-do-sol, defronte
Beleza contagiante
*
Um alvorecer diferente, auspicioso
Numa mudez
Sentimento que se torna contagioso
Com nitidez
*
Um olhar, que no fundo do coração
Gera a magia
Quando a natureza gera pura emoção
Nasce a poesia.
****
Cidália Ferreira 
~~~
Bom fim de semana a todos... Aos que deixam um pouco de si, levando um pouco de mim.🌼

sexta-feira, 24 de julho de 2020

O sonho do tempo que me resta....

****
Sinto-me num sonho das fantasias
Num tempo multíplice de estações
Onde a chuva, o sol, todos os dias
São pétalas, perfumando, emoções
*
Sou o sonho do tempo que me resta
Sou emoção, a desilusão, o paraíso
Sou o sol que me aquece na floresta
Aqui me sinto livre de qualquer juízo
*
São as fantasias que vivem em mim
Que me fazem superar,  dificuldades
Aquelas que me guiam ao teu jardim
*
Sinto-me perdida, no tempo infortuno
Abrigada na natureza de diversidades
Aonde alegremente sinto, que nos uno
****
Cidália Ferreira 

quarta-feira, 22 de julho de 2020

"Um coração entre tantos"

****
Um coração que entre tantos
Se destaca,
Se mostra tão ausente
Se emudece
Mas, que será sempre crente
No meio de alguns encantos.
*
Podem ser muitos e nenhuns
Podem ser frios
Vadios
Podem ser o fingimento
Emoções devastadoras
Em sentimentos tão comuns
*
Mas, numa idade já madura
Uma escolha
Do interior, que dele conta
As ações, a emoção
Do mais belo sentimento
Que até parece loucura
*
Um coração que destacado
Se demonstra
Se entrega com fervor
Pode até, não ser amor
Mas o carinho relevante
Torna-o sensível, acarinhado.
****
Cidália Ferreira

terça-feira, 21 de julho de 2020

Andarilhando...

****
Enquanto andarilhava pelo paredão
As ondas bailavam ao sabor da vida
As luzes que lá longe me ofuscavam
Sentia-me serena, cómoda, impávida
*
Na escuridão do meu caminho, a luz
A luz que não vejo mas que imagino
Sinto na maresia, que o alento seduz
Num silencioso ruído mas repentino
*
Sentia meu coração, o ser mensageiro
Sentia a maresia e numa caricia suave
Sentia, que o meu rosto lhe agradeceu
*
Enquanto andarilhava, sem nevoeiro
Sentia, as ondas desfeitas de saudade
Numa energia, que renovava, meu eu
****
Cidália Ferreira

domingo, 19 de julho de 2020

A minha razão de viver 🎂🍾🥂

Hoje é um dia especialmente diferente. Faz pelas 18H25 - 31 anos, que fui Mãe pela última vez. Sou ou (somos uns pais orgulhosos) Eu sou uma Mãe galinha, e uma Avó muito babada. Os netos (as) são 3 - futuramente - 4, Se Deus quiser.  Sei que, concordam comigo. Se amamos os filhos, os netos são a nossa razão de viver... Pelo menos eu sinto assim. 
Claro que, hoje, como nos outros Domingos, não almocei com o filho's, mas, ainda espero a sua visita para um abracinho e um lanchinho.

Um feliz domingo, repleto de Paz  - "O resto o universo traz" (Cláudio Ramos)
Cidália Ferreira.

sábado, 18 de julho de 2020

Rosas, espinhos, e missões

****
A vida dá-me de tudo. Alegria, tristeza
Dá-me tanto, parece a montanha russa
Dá-me, momentos de grande incerteza
Dá-me rosas com espinhos...e esmiúça
*
A vida dá-me, as aventuras e desafios
Dá um pouco de tudo, e também retira
Sentimentos, que guardados, são brios
Numa vida, de tantas rosas de mentira
*
A vida tem rosas, espinhos, e missões
Tem tristeza, alegria, tem reviravoltas
Tem de tudo, como no amor, as ilusões
Porque é vida, dona de muitas revoltas.
****
Cidália Ferreira

quinta-feira, 16 de julho de 2020

Na emoção dum sonho meu...

****
Perdi-me, na emoção dum sonho meu
Nas ondas do profundo mar
Na espuma que banhava o areal
Onde o meu olhar se embebecia
Tudo era, tão natural
Quando na ilusão do verbo amar
Era o sonho que comandava o meu eu
*
Sentei-me, para contemplar o fascínio
Apenas o murmúrio se ouvia
Neste mar deserto, de gente
O meu coração em introspeção
Dava a indicação, mormente
Uma verdade que eu sentia
E me deparava com o olhar desígnio
*
Queria mergulhar neste mar abençoado
Que fosse apenas por uma vez
Limpar a minha alma
Sentir o meu corpo nesta aventura
Banhar-me de calma
Escutar do meu silêncio a sensatez
Numa emoção, de coração apaixonado.
****
Cidália Ferreira

terça-feira, 14 de julho de 2020

A Linha da Vida

[Cedida pela Raquel Costa - mas da net]

****
Tempos difíceis, se confinam em nossos dias
Onde, todas as gerações poderão vir a sofrer
É amargurado, para quem vive, sem nada ter
Duro para quem tem não se salva de heresias
*
Nesta linha da vida, que atravessa gerações
O maior sentimento tem que prevalecer ileso
Não se pode separar o amor, com o desprezo
Nem alimentar as mais incertas especulações
*
A vida oferece-nos os mais obscenos desafios
Por amor damos tudo de nós sem ter canseira
Quem amor tem para dar, não deixará os seus
*
Tempos difíceis, para o mundo, preso por fios
A união e proteção, nunca poderá ser barreira
Nesta linha da vida quero a proteção, de Deus
****
Cidália Ferreira.

domingo, 12 de julho de 2020

Sopram os Ventos... Bom Domingo.

****
Sopram os ventos, chamam a chuva
Em fim de tarde atarefada
Ouvia-se a trovoada,
Lá longe...
*
As árvores sacudidas pelo vento
Existia o receio dentro de mim
As flores sumiam do jardim,
Chovia...
*
A noite caía, tão assustadora
E um calor insuportável
Desconfortável,
Eu temia...
*
Mas, olhando o sol que amanheceu
Até o meu coração se acalmou
A chuva e a trovoada passou,
Mas voltará...
*
Domingo que se sente tão quente
Onde o calor é muito violento
As nuvens voltam, e o vento,
Promete...
***
Domingo feliz para todo o mundo
"Com saúde e paz
O resto, o universo traz"
(frase de Cláudio Ramos)
🌼
Cidália Ferreira

sábado, 11 de julho de 2020

Sinto as fragrâncias de uma outra primavera

****
Quando desfolho as páginas da minha mente
Existem momentos que libertam  ansiedade
Outros, que me fazem meditar, serenamente
*
Esquecendo as etapas passadas sem sucesso
E lembrando as aprendizagens e improvisos
Em cada página desfolhada, sinto progresso
*
Sinto as fragrâncias de uma outra primavera
Quando esvoaçam borboletas, outros sonhos
Sinto que a minha mente não será tão severa
*
Existem momentos que libertam as saudades
Outros, que não quero remexer do meu peito
Assim passo a outras páginas de diversidades
*
Nas páginas perfumadas de palavras cruciais
Tento que o meu mundo, não seja a desilusão
Porque, as palavras que escrevo são tão reais
*
Faço destas páginas o meu encantado mundo
Perfumo-as com os sentimentos tão verídicos
Porque tudo o que transmito, é bem profundo
****
Cidália Ferreira 

quinta-feira, 9 de julho de 2020

Chegas devagar ao meu mundo

Como funciona a atração entre homens e mulheres - Max Amadeus
****
Chegas devagar ao meu ombro
Tão cheiroso
Com o semblante sedutor,
Com as tuas mãos levezinhas
Seguras o meu cabelo
Sussurras-me coisas de amor
Momento silencioso,
Apenas os corações
Vibravam sem terem noção
Na dimensão das emoções,
Mas, alimentam-me a alma
Desde aquele mês de novembro
*
Chegas devagar ao meu mundo
Abraças-me o pensamento
Olhas-me, conquistas, meu eu
Fazes-me renascer
Despertas tudo de mim
Que agora também é teu,
Provocas em mim sentimento
Quando em noites de luar
Te sinto nas minhas quimeras
Será a minha forma de amar
Que é a loucura fatal
Mas num sentimento profundo
****
Cidália Ferreira
🌹

quarta-feira, 8 de julho de 2020

Silenciam-se as palavras ...

****
Sozinha, na linha da vida. É meu destino
Serve, para testar minha fraquejada força
Perco-me no tempo, o pranto em desatino
É um facto da vida, que também destroça
*
São desgostos desafiados pelas quimeras
São as lágrimas, derramadas pela solidão
São as palavras vorazes, mas tão severas
Que formam nó na garganta. Pura ilusão
*
Silenciam-se as palavras no pensamento
Silencio-me por te amar, e nunca desistir
Mesmo que o sentido não seja argumento
*
Mil pensamentos me passam pela cabeça
Gostar de ti, é preciso, para me distinguir
Nesta linha da vida, há quem me conheça
****
Cidália Ferreira

terça-feira, 7 de julho de 2020

Gosto dos teus lábios sedentos ...

****
Quero... quero o teu beijo, repetido
Quero voltar a saborear os teus lábios
Quero sentir o arfar do teu peito
Quando me abraças, com jeito
Quero com gosto voltar à saudade
Quero teu carinho outrora prometido
*
Gosto das palavras sussurradas ao ouvido
Gosto dos teus lábios sedentos
Gosto seu sabor, e do teu carinho
Quando me agarras meiguinho
Quando, com o olhar me beijas
Gosto do teu jeitinho assim, atrevido
*
Sinto-me a vaguear na incerteza da vida
Sinto, que recordar o beijo que gostei
Cresce uma saudade infindável
Num querer, repetir, o imaculável
Porque o tempo passa e não volta mais
Mas quero-te, o meu coração não te olvida.

****
Cidália Ferreira.🌼

segunda-feira, 6 de julho de 2020

O querer do meu Olhar ...

****
Perco-me, no olhar, além do meu querer
Refletindo a razão porque te gosto tanto
Olho para além do horizonte e sem saber
Carrego no coração sentimentos e pranto
*
Perco-me na magia de uma janela aberta
Lampejam os meus olhos na imaginação
Quando fixam os teus traços. Mas liberta
Num sentido, envergonhado, de emoção
*
Dizem, que os olhos são janelas da alma
Que expressam sentimentos pela ternura
Por lágrimas derramadas, porque acalma
Mas também sofrem de mudez e loucura.
****
Cidália Ferreira
🌹 

sábado, 4 de julho de 2020

Deambulo no baú dos sentimentos ...

****
Existem tesouros bem guardados
Que valem tudo na vida,
Posso não o conseguir ver
Nem o conseguir sentir
Mas esse tesouro guardado
Consistem dois corações
Que pertencem ao passado
Ainda, com um presente
Conforme a vida oferecer
E um controlo de emoções
Com que a vida me surpreende,
Existem tesouros abençoados
*
Um baú, repleto de sentimentos
Que abro no meu silêncio
Sussurro baixinho, sorrio
Dou asas à fantasia
Deambulo no teu beijo
E no cheiro do teu perfume,
Fecho os olhos, mordo o lábio
Acelera o meu desejo
E, deambulando na magia
Não faço qualquer queixume
Porque, ainda és meu tesouro
No baú, dos meus pensamentos
****
Cidália Ferreira 

quinta-feira, 2 de julho de 2020

Luar em silenciada noite.

****
O verão chegou às nossas noites de luar
Os olhares vibram, sentimentos meros
Os abraços dão-se num ápice, sinceros
As águas serenam neste formoso olhar
*
O luar, desperta sentimentos, salutares
Traz recordações que nos faz esquecer
Dias menos bons que podem acontecer
Mas, tudo serena quando me abraçares
*
Noites quentes, luar cintilante, desejos
Os nossos olhares atentos, misteriosos
Trocam-se, e sentindo-se tão vaidosos
Mimam-se... num aconchego de beijos
*
Trocamos carinhos na silenciada noite
Onde os sussurros do mar nos mimam
O luar ilumina, e os corações palpitam
Num momento em que o desejo pernoite
****
Cidália Ferreira
🌹