8 de dezembro de 2022

Surge, a voz do silêncio ...

 *********

Acordar cedo, e pela mais linda manhã
O sol rompe entre as fendas do tempo
E entre ramos desnudos da montanha
Há sempre quem desfrute o momento
.
E ao desfrutar, surge a voz do silêncio
Uma brisa suave sacode velhos ramos
Toda a natureza adquire um prenuncio
Venustidade que gostamos, admiramos
.
Acordar cedo, caminhar numa direção
À procura de um sol, que me alimente
Deixar que se abra, o pacato, coração
.
Com sussurros escutados com gentileza
Na suavidade do sol, que aquece a gente
Fica a saudade dos detalhes da natureza
*********
Cidália Ferreira 

7 de dezembro de 2022

Gosto da minha solidão ...

********

Sou o pensamento constante
O riso fácil na tristeza
A gargalhada na lágrima
O coração preocupado
Sou simplesmente o instante
.
Sou, a ajuda voluntária
A carícia de alguém
Sou o abraço sincero
De quem tão bem o merece
Mas não sou revolucionária
.
Sou humana, mas não gosto
De ser esquecida, porém
Gosto da minha solidão
Rodeada de alguma gente
Mas escondo tristeza do rosto!
****
Cidália Ferreira

3 de dezembro de 2022

Sentimento imaculado ...

 ~~~~~~~~

Queria ser um sonho perdido pelo paraíso
Rodeada da beleza que eu possa imaginar
Observar os dois mundos sem ter de parar
Porque nos sonhos nada faz perder o juízo
.
Queria, em cada sonho, ter-te a meu lado
Contar todas as estórias de amor sem fim
Neste sonho, o paraíso seria nosso jardim
Com envolvência e sentimento imaculado
.
Ser, ou não ser, paraíso em fim de estação
Florescido ou desnudo, tal como se mostra
Num estado ilusório, o meu coração gosta
 De vaguear contigo, sem denotar desilusão
~~~~~~
Cidália Ferreira 

30 de novembro de 2022

Numa caminhada, sem ver a estrada do arrependimento...

 
**********
A caminhada é longa, tão longa, como o sentimento
Tão longa como a distância que nos separa
Tão longa, como a sede e a fome, que nos consome
Numa caminhada, sem ver a estrada do arrependimento
-
Que nunca seja arrependimento a distancia percorrida
Quando o destino procurado seria desejado
Tão desejado, como se deseja o sol na natureza
Que alimenta, a minha alma, quando anda desnutrida
-
E numa caminhada de sonhos onde a natureza é rainha
Tudo é tão belo nesta longa distância
É comparada aos belos anos que já passaram
Onde tudo era tão verdadeiro, e a tua beleza era minha!
********
Cidália Ferreira

27 de novembro de 2022

Sinto o peso do tempo na melancolia

 ~~~~~~~~

Sinto o peso do tempo na melancolia
Queria libertar-me, como a mariposa
Que, no seu esvoaçar, em hora tardia
Me deixa parada a solidão melodiosa
~
Quero sentir leveza na minha vontade
Escutar meras advertências do tempo
Querer que os sentimentos de lealdade
Não sejam deixados num contratempo
~
Se das mãos nascerem coisas de bem
Como se notam nas asas da borboleta
Como ela, deixo ir recados, e também
Tudo aquilo, que a mim, me completa
~
Sentir o peso do tempo não é deceção
O choro será grande motivo para viver
É urgente, abrir seriamente, o coração
Deixa-lo em pura leveza para conviver
~~~~~~~
Cidália Ferreira

24 de novembro de 2022

23 de novembro de 2022

A luz, a minha ingénua escuridão...

******
Existe um sonho no meu imaginário
Uma sombra que me embala o olhar
Que me adormece o coração, ao luar
O sonho, que faz parte do dicionário
*
Afasto-me da luz, para poder receber
Afetos prometidos que me pertencem
Só quem sente, sabe, como se vencem
Pequenos sentimentos que fazem doer
*
O imaginário, podia ser o meu mundo
Podiam ser, sussurros vindos do vento
Podia ser tudo no olhar mais profundo
*
Sendo a luz a minha ingénua escuridão
Exponho a minha alma sobre o relento
Da minha poesia...que esconde a ilusão.
******
Cidália Ferreira 

21 de novembro de 2022

Guardo em mim mil emoções ...

~~~~~~~~~~~~
Num deambular de pensamentos
Guardo em mim mil emoções
Segredos
Desejos
E muito mais...
Guardo momentos de ilusões
Dos cânticos das aves
Da liberdade
É a natureza
Mostrando detalhes da saudade...
E de um abraço nasce energia
Nascem palavras
De poesia
Neste deambular sem medos
De abraçar com o coração
Uma natureza
Que extravasa, toda a sua beleza...
~~~~~~~~~~
Cidália Ferreira

19 de novembro de 2022

Atenção:-🍾 Hoje deveria ser feriado Nacional... 🥂

Outro amigo atento à leitura.
~~~~~~~~

Amigos e amigas; Como sabem, todos os dias são dias de festejar alguma coisa. Hoje, - 19-11- 22, algures, na blogosfera, mais concretamente aqui ao lado, há um blogue que atinge uma bonita idade - 14 anos de existência. Sendo que, já o sigo à cerca de dez, onze anos. Em 2014 lançou o seu 1º Livro de poesias.

Os sonetos são o seu ponto forte. É esmerado em tudo o que faz, e muito atento. Considero-o, o meu melhor amigo, Homem. O melhor Poeta... É afável, amigo, exigente, fiel aos seus precipícios, e aos seus amigos. É ser humano com um coração incrível. Merece que festejemos com ele o aniversário do seu Blogue. 

Ser Amigo é ser algo especial
É ser exigente com a verdade
É ser o orgulho da disposição
É saber ouvir, e doar lealdade
Partilhando coisas do coração
Ser Amigo, é ser, confidencial
-
Cidália Ferreira.

🥂🥂

Bom Fim de semana.

18 de novembro de 2022

O silêncio da água a cair... Reedição.

 *****

Ao deixar passar o tempo
Por margens do pensamento 
Saltam pontos de desejo
De tudo aquilo que anseio,
Meu corpo deseja o teu
Como fonte de prazer
Adormecer no teu regaço
Deixar que bebas de mim
O amor em simples pureza,
Áh, como te queria satisfazer,
Neste sonho que já foi meu
Deixo que o desejo entre
Pelo poder dos abraços
Que sinto a desvanecer, 
Numa natureza a fluir
Pelas margens do pensamento
O silencio da água ao cair
Engrandece meu sentimento.
****
Cidália Ferreira

 | Reedição.  Agosto de 2015. | - Acredito que muitos leitores não leram. 

17 de novembro de 2022

Existem palavras guardadas em mim

 ~~~~~~
Conto as teclas do meu pensamento
Em cada uma está um passado feliz
Estão palavras escritas, como se diz
Aliadas ao coração, com sentimento
.
Existem palavras guardadas em mim
Momentos melancólicos despertados
Saudades do presente, e dos passados
Tudo passa. As flores secam no jardim
.
Cada tecla que escreve solta a emoção
Numa alma, que se sente desesperada
Mesmo assim dá espaço à imaginação
.
Conto nas teclas todas a letras sem cor
Apenas os olhos as vêm, como aliadas
Num passado feliz, de palavras d'amor
~~~~~
Cidália Ferreira 

14 de novembro de 2022

Nas pedras, as ondas beijam com afeição

 ~~~~~~~~

Sinto-te a falta, como quem sente, sede
Da brisa no rosto que dá aso ao sorriso
Do cheiro da maresia que não se mede
Pelo valor que tem no alimento preciso
.
Ondas serenas, delas se sente a ternura
Sente-se fortaleza, poder na substancia
Tudo o que a alma precisa, é de loucura
Mesmo que o mar seja a mera distância
.
Nas pedras, as ondas beijam com afeição
O sol brilha, para alegria da minha alma
E na areia desenham-se coisas do coração
Mas sinto falta deste mar que me acalma
~~~~~~~~~
Cidália Ferreira

{Um excelente fim de semana, para todos os Amigos e Amigas, deste cantinho.}

11 de novembro de 2022

Voltei ao lugar, onde o passado foi uma vida

Foto minha 
~~~~~~~~ 
Voltei ao lugar, onde o passado foi uma vida
Onde, uma simples casa nova, foi o acolhimento
Que durante vinte anos, foram muitas as lutas
Lágrimas, alegrias, tristezas, sorrisos e saudades
Onde tantas as vezes, a luta, foi dissolvida 
.
Voltei ao lugar que nos acolheu com esperança
Bateu uma saudade profunda, de tanta paisagem
O meu coração perguntou-me, onde está a casa?
Teve saudades de quem a habitou, e partiu com ela
O que me trouxe à memória melancolia, relembrança
.
Como pode um coração ser feliz com o que vê
Escapou a árvore e o poço, que nos alimentava a sede
Para que possamos saber o nosso ponto de passagem
Mas é tão estranho, resumir numa imagem, um passado
Quando o futuro é um mistério que ninguém prevê!

~~~~~~~~

Um pequeno e modesto poema, com imagem minha, que fez parte de metade da minha vida. Onde existia uma casa com bastante atividade, muito trabalho, crianças, e horas certas para colocar o almoço na mesa. De uma hora para a outra, tudo mudou quando o mundo desabou sobre nós. A partir daí, tudo ficou ao abandono... foi destruído... sobra o poço e uma nogueira. Ao lado, passava e passa a linha do comboio que "despertava" às 7H da manhã. para que não nos esqueçamos o nosso ponto de partida...

Poema com contornos verídicos.____ Cidália Ferreira

9 de novembro de 2022

Pode a esperança ser o meu porto seguro...

 ******

Perco-me, entre brincadeiras de criança
Entre desejos como se fossem ordens sãs
Onde pudesse, partilhar esta esperança
E não fossem apenas meras ilusões, vãs
.
Cada bolha, é amor que se espalha no ar
É uma estória, uma vida, um sentimento
A caminhada, que se sente, num respirar
É a ilusão de criança mas em pensamento
.
Vagueio na sensação dum tempo perdido
Quero trazer para fora, o melhor de mim
E observar cada bolha com outro sentido
.
Pode a esperança ser o meu porto seguro
A minha ilusão de criança ser um jardim
Então, este mundo, será um novo futuro.
******
Cidália Ferreira

7 de novembro de 2022

Tentarei guiar o coração irrequieto

******
Existe uma luz onde me refugio
Onde medito seriamente
Onde me liberto severamente
Limpo as minhas lágrimas salgadas
De coração, como uma bomba relógio
.
E, se a luz se apagar, não volto atrás
Não voltarei pelo mesmo trajeto
Tentarei guiar o coração irrequieto
Olhar a luz que brilha no horizonte
E perceber, se o brilho me satisfaz
.
Existe, entre a luz, e a escuridão
Um sentimento nefasto
Onde de memórias me abasto
Sem esquecer quem me quis bem
Mesmo assim tento proteger o coração!
*****
Cidália Ferreira

4 de novembro de 2022

Um olhar subliminal ...

****** 

Nascem flores no caminhar dos nossos dias
Nas manhãs frescas, e calçada escorregadia
Um olhar soslaio, o sorriso curioso, a magia
Ser a única, na curiosidade, e nas fantasias
.
As vezes que passamos na calçada cinzenta
De mãos dadas, ao futuro que parece astuto
Por despertar a atenção, que dá vida, e fruto
E tudo é belo ao olhar de uma criança atenta
.
De mãos dadas, saboreando a brisa matinal
Observando os recantos nos seus pormenores
Sentir pelos mais pequenos, detalhes maiores
Com alegria na caminhada e olhar subliminal
******
Cidália Ferreira

1 de novembro de 2022

"Que este dia, seja sereno, para todos os que visitam os seus ante queridos."

Por minhas mãos, ainda que pouco habilidosas, eis que até ficou satisfatório. Em tempos de crise há que remediar o que remediado está. Flores ofertadas por Uma Senhora - vizinha - da minha falecida Mãe, que eu já não via há 30 anos. Há coisas incríveis. Este "centro" foi para Ela / Eles... 🙏


"Que este dia, seja sereno, para todos os que visitam os seus ante queridos...nos seus repousos, em Paz" __ Cidália Ferreira

31 de outubro de 2022

Pintam flores com aguarelas

 *****

Lindo de ver, crianças, que muitas são
Que vivem protegidas e alegres
Rodeadas de amor sem fim
Que desfrutam de todos os recantos
Pintam flores com aguarelas
Deixam os sorrisos escapar
Na sua mais pura inocência
*
Crescem saudáveis de seu berço
Seguem destinos diferentes
São genuínas de coração
O exemplo, que muitos desejam
A perspicácia as faz crescer
O amor, é fundamental
Como as flores que as rodeiam!

*****
Cidália Ferreira.

"Um poema leve e positivo, para atenuar a melancolia, de um fim de semana chuvoso e sem cor"

28 de outubro de 2022

Sinto o murmurar dum silêncio desejado


****** 
Deambulam os meus sonhos pelo brilho
E pelo areal, a lua, ilumina meus passos
As ondas revoltas guiam-me pelo trilho
E dos passos, fazem-se sonhos escassos
*
Sinto o murmurar dum silêncio desejado
As ondas, embrulhadas umas nas outras
Paro, e escuto a melodia do mar agitado
E continuo os passos pelas marés neutras
*
A luz do luar trespassa minha alma sadia
O cheiro da noite traz-me as recordações
Que guardo, como guardo olente maresia
Numa viagem de muitas, e belas emoções
******
Cidália Ferreira

25 de outubro de 2022

Quero sentir o tremor do teu coração...

 | Imagem da google |
---------

Quero sentir de novo aquele abraço
Aquele que nos comove certamente
Que nos provoca o riso embaraçado
E nos deixa de coração tão contente
-
Os abraços de ternura aconchegantes
São o balsamo, que causam calafrios
Sentimentos mais puros e instigantes
Que nos invadem nos nossos desafios
-
Quero sentir o tremor do teu coração
Onde sentirás o meu, e naturalmente
Que o sentimento, é mera recordação
-
Quanta saudade passa pelos meus dias
Tu não estás, para amparar as tristezas
E aquecer com um abraço, manhãs frias
---------
Cidália Ferreira

23 de outubro de 2022

Sinto a falta de beber as tuas mágoas...

~~~~~~~~
Sinto-te longe dos meus olhos tristes
Sinto a falta de beber as tuas mágoas
Sinto que a distância leva as palavras
Junto com a neblina, triste, tão densa
-
Sinto-te escapar por entre meus dedos
Como a água que se some num deserto
Sinto que meu coração bate desiludido
Ao olhar o horizonte e nada vislumbra
-
As árvores foram sacudidas pelo vento
Já não há folhagem que embeleze o dia
Não há palavras que consolem o meu eu
Nem mensagens que me deixem satisfeita
-
Não há mais nada que me faça acreditar
Que o sol possa, regressar, à mesma hora
Sinto a falta, das lembranças do passado
Sinto-te tão longe desta minha esperança
~~~~~~
Cidália Ferreira

20 de outubro de 2022

Fecha-se o tempo, sente-se o vento

~~~~~~~~ 

Tão desejada mas tão melancólica
Como os dias curtos que se aproximam
O sol vai aparecendo sem noção
Que queima e sufoca o coração
Dando lugar à chuva, por vezes diabólica
~~
Fecha-se o tempo, sente-se o vento
Fugaz e por vezes assustador
Tanto se agradece como se deseja
Mas pela sua força, muitas vezes troveja
Com a chuva, que da terra, é o alimento
~~
Esvoaçam as folhas, e ao abandono
Ficam sem prever o seu destino
As árvores desnudas parecem tristonhas
Numa estação de têmperas enfadonhas
Num mundo, sem rumo, e sem dono!

~~~~~~~

Cidália Ferreira


18 de outubro de 2022

Existem pensamentos entrelaçados

****** 

O mundo anda doentio e assustador
Anda com falta, de pessoas de bem
Não importa onde vivem, mas além
Existe gente humilde cheias d'amor
.
Existem pensamentos entrelaçados
Amizades que se seguram pela mão
Existe um mundo à parte que se dão
E se unem, com escritos engraçados
.
A realidade aproxima famílias irreais
Faz-nos querer crescer pela aventura
Avançar, para percorrer outro mundo
.
Nos pensamentos partilham-se ideais
Também se ganha pela curiosa leitura
Não fiquemos neste silêncio profundo.
******
Cidália Ferreira

Este poema, tem participação "especial", no blogue da amiga Gracita.

16 de outubro de 2022

Beleza que exalas...

"Não importa se nasceste num qualquer recanto. O que importa é a beleza que exalas, ao  captares o olhar, de com quem te cruzas..."  Cidália Ferreira.

Bom Domingo - extensivo a todos.

[foto autorizada]

15 de outubro de 2022

A natureza é sabia, mas por vezes dura...

*******
Correm as águas por riachos sequiosos
Nascem as ervas nas margens
As árvores despedem-se das folhagens
Os dias ficam mais pequenos
Existe melancolia nos dias misteriosos
.
Fazem-se caminhadas em diversão
Na esperança de um amanhã melhor
Não importa, mas seja quem for
Que reponha energias neste cenário
Porque a vista é o bálsamo do coração
.
Correm as águas que tanto se agradecem
A natureza é sabia, mas por vezes dura
Deixando os caudais na desventura
Do tanto, que por vezes é nada
E de repente, as águas, desaparecem...

******
Cidália Ferreira

12 de outubro de 2022

Entre os muros, a solidão, e o desejo

~~~~~~

Pela aurora, definem-se os trilhos
Alcançam-se, os objetivos de vida
Sentem-se as folhas como rastilhos
É tanta aridez, que à água convida
.
Ramos desnudos e sonhos desfeitos
Quantos deles dão azo à melancolia
Traçam-se trilhos que causam efeitos
Na vida, onde se gera tanta discórdia
.
Entre os muros, a solidão, e o desejo
Num misto de emoções, e ansiedade
De caminhar sem conhecer o destino
.
Pela aurora escuta-se a voz do bocejo
Percorrem-se os caminhos da verdade
Na essência de cada um, sem desatino
~~~~~
Cidália Ferreira

10 de outubro de 2022

A saudade, é ...

****** 

Saudade é, algo significante que me define
Aquilo que sinto em certos momentos
Também o que me incomoda, por vezes
E rasga, o verdadeiro dos meus sentimentos
*
Saudade é, viver com a preocupação
Querer dar colo e também escutar
Dividir as conversas com emoção
Saber calçar, os sapatos do outro, e andar
*
É sorrir, chorar, e correr sem canseira
Saber reconhecer, sem nunca cobrar
É nunca deixar que se faça asneira
Mas, a saudade mata, se não a partilhar!

******
Cidália Ferreira

8 de outubro de 2022

Se escrevesse o que sente a minha alma

~~~~~~
Se escrevesse o que sente a minha alma
Escreveria certamente um livro extenso
Um livro aberto de vogais em suspenso
Com virgulas e pontos finais em calma
~
Se eu escrevesse a minha vontade de ler
Tal como é a minha vontade de vaguear
Seria, talvez, a aventura do verbo amar
Mesmo que tivesse, de alguém, descrever
~
Mesmo que fosse em folhas amareladas
Importava, era, o verdadeiro sentimento
Que transportasse a escrita do momento
Numa tarde de outono, letras timbradas
~
Escreveria o livro da minha vida, talvez
As coisas que amaciassem o meu coração
E são tantas, as vezes, que sinto emoção
Por extensas lembranças, também altivez.
~~~~~~
Cidália Ferreira

5 de outubro de 2022

Ver fluir, o que vos une, é a mais pura melodia

******

Os sonhos vagueiam em modestos labirintos
Como a água que espelha em transparência
Os vossos olhares trocam-se ainda famintos
De sonhos que desejam com mais apetência
*
Silenciosos os momentos que marcam a vida
As palavras que se juram, formam os desejos
Os momentos são carícias e ninguém duvida
Que há sonhos que são na realidade gracejos
*
Escutar as águas serenas em puro esplendor
Ter em volta, beleza, que completa o belo dia
Tudo se transforma num momento de glamour
*
Passam poucos anos, mas tudo é tão precioso
Ver fluir, o que vos une, é a mais pura melodia
Assim vagueia a realidade de um amor valioso
******
Cidália Ferreira.

[ Foto pessoal e familiar ]

3 de outubro de 2022

Não importa aonde fomos...

'Os meus tios maternos mais chegados'
No meu/nosso passeio (Sénior) a Fátima
.
Não importa aonde fomos...
Não importa quantos somos...
Não importa o que vestimos...
Não importa o que levámos...
.
Não importa se somos frágeis...
Não importa se fomos poucos...
Não importa o que fomos ver...
Nem importa o que fomos fazer...
.
Não importa...
Mas importa, com quem fomos...
Muito poucos, mas tão bons...
Os melhores... Os meus tios..
Aqueles, que estão sempre lá...
Porque a “distância do tempo” não tem fim...
E as recordações ficam para mim...
.
Cidália Ferreira

1 de outubro de 2022

Dia de folga.


Hoje é dia de folga. Entretanto deixo este miminho para todos os que aqui passarem. Hoje, fui passear numa excursão Sénior.  

Bom fim de semana.

Cidália Ferreira. 

30 de setembro de 2022

Manhas desertas, ruas de outono...

 ~~~~~~~

Manhãs frescas, céu nublado, ruas desertas
Árvores coloridas e paredes bem adornadas
Ventos estranhos, em temperaturas incertas
Assim vai o sentido, durante as caminhadas
.
Olhares tristes adivinhando tempos difíceis
A chuva ameaça, não chega, para harmonia
As terras empoeiradas são como os mísseis
Que matam qualquer seara, em terras férteis
.
Que mundo este, que a humanidade estragou
Não existe noção da maldade que tanto mata
É estranho, sentir a brisa agressiva sem rumo
.
Manhas desertas, ruas de outono, que chegou
A brisa descontrolada, as nuvens cor de prata
Deixam antever tempestades. Já me acostumo
~~~~~~~
Cidália Ferreira

28 de setembro de 2022

Queria viver simplesmente na ilusão...

 ~~~~

Queria viver isolada do mundo
Não queria ouvir barulho em volta
Não queria sentir o aperto no peito
De uma ansiedade que insiste
E me guia num sentimento profundo
~
Queria perceber o porquê das coisas
Porque é que tudo tem de ser angustiante
Tanta gente, sem lar, e sem pão
Isto faz-me parar, para pensar
E reparar nas coisas mais sinuosas
~
Queria viver simplesmente na ilusão
Que tudo começasse de novo
Que o mundo fosse fiel aos cidadãos
Que o silêncio fosse o alimento
E que acabasse com toda a confusão!
~~~~
Cidália Ferreira


26 de setembro de 2022

A emoção da voz, em triste noite escura ...

******
Se as lágrimas fossem a emoção da voz
No momento em que as quero silenciar
Diria, que existem momentos entre nós
Que são impactantes no meu fiel olhar
*
Se as lágrimas substituíssem palavras
Caiam de forma cautelosa e sem ilusão
Dariam mais o lugar às coisas austeras
E fariam de cada momento a libertação
*
Escondem os olhos, segredos revelados
As lágrimas libertam, ou são amargura
São ciosas, e geram ansiedade e revolta
*
São as palavras, factos, mais reservados
A emoção da voz, em triste noite escura
Num desabafo com preconceito em volta
*****
Cidália Ferreira

23 de setembro de 2022

Sentem-se os ventos de mudança

~~~~

Sentem-se os ventos de mudança
Sente-se o calor doentio
Desmedido
A saturação do momento,
Deseja-se o ameno do tempo
A brisa mais fresca ao amanhecer
Mas é contido
E faz tantas vidas sofrer
Com a seca, e causas nefastas,
Mas fica em nós a promessa
De conseguir mudar
Para que o tempo seja de esperança!
~~~~
Cidália Ferreira

20 de setembro de 2022

NÃO ADIANTA...

Não adianta querer saber mais que o universo
Não adianta, ficar ansiosa, pelo que acontece
Das mãos que querem fazer o simples reverso
Não conseguem ir mais além, ninguém merece
.
A vida é feita de momentos bons, menos bons
De provas de fogo, como desafios que cegam
É feita de silêncios que nos suprimem os sons
Deixando que emoções positivas se distingam
.
Não adianta reclamar do sol que aquece demais
Nem da chuva, que não cai em seu tempo certo
Tudo se ajeita e rejeita, quando o universo quer
.
O universo, tem segredos, que parecem banais
Não adianta, querer chegar primeiro... liberto 
Porque há emoções são inimigas d'qualquer ser
~~~~
Cidália Ferreira.
.
Como não estou a conseguir resolver o problema embora tivesse conseguido arranjar 7 blogues, fiquei bloqueada no sistema "esquema"... Por tal razão, a "vida" continua. Esperando, porém, que alguém consiga alguma coisa e queira partilhar comigo/connosco. Thanks 

18 de setembro de 2022

ATENÇÃO À LISTA DE BLOGUES

Uma informação útil para todos no qual a mim, está-me a deixar os nervos em franja. O Sistema do blogue está outra vez com uma (diarreia cerebral) desculpem o temo mas é o que sinto. Há um tempo que eu sentia que o blogue/blogues custavam/custam a abrir. Detetei que ao fundo da lista de blogues tem “um cento” deles que deixaram de funcionar. Ou seja, não atualizam, nem abrem.

Já estive a tentar arranjar alguns e consegui, mas turra-me a paciência. Chamo a vossa atenção a verificarem no fundo da vossa lista a ver se o problema não é só meu. Se calhar terei que remover a lista e voltar a colocar mas é muito complicado.

É assim que se apresentam se clicar

Para isto, vou estar “off” até ter o meu problema resolvido. Qualquer coisa que seja interessante para vocês farei uma publicação.

Até lá, deem-me tempo. Sou muito teimosa por isso, vou ver se tento solucionar o problema.

Atentamente: Cidália Ferreira

Bom Domingo🥰

17 de setembro de 2022

Palavras soltas...

 ~~~~
Sinto o meu peito apertado
E mergulhado na fúria
Dos dias longos, sem fim,
.
Sinto que vou desabar
Nesta angustia que me segue
E me atrofia o pensar,
.
E no momento da lucidez
Ter a razão do meu lado
É ter uma voz que se solta,
.
Não serei assim tão pouco
Não me falta a honestidade
Nem a sabedoria não se mede
~~
E por hoje assim me fico
Mergulhada na ansiedade
É assim que me identifico
Quando me faltam à verdade
 ~~~~
Cidália Ferreira

16 de setembro de 2022

Olho o além com esperança

 ******

Aprecio a chuva quando cai
Olho o além com esperança
Abro a alma, que descontrai
Quando regressa, a bonança
*
Ávida terra, variação que faz
Em tudo, na vida, e universo
Para alguns, a chuva satisfaz
Para outros é todo um reverso
*
Sem as árvores para amparar
Matar sede de outros tempos
Agora, cai a chuva e faz calar
As preces de outros momentos
*
Aprecio a chuva mais serena
Aquela, que forma a gotícula
Embeleza a natureza, é plena
E quando cai deixa partículas
******
Cidália Ferreira

14 de setembro de 2022

Deambulam pensamentos ...

******

Deambulam os meus pensamentos por aí
Onde tudo, parece ser um paraíso fictício
Onde os ramos têm vida, e falam entre si
E os meus pensamentos fazem o exercício
.
Tentam entender, a beleza exulta o olhar
O coração vai palpitando com admiração
E cântico dos pássaros que tentam calar
Cada pensamento meu, onde reina ilusão
.
Se o paraíso é assim tão simples e sincero
Quero embarcar neste sonho mesmo assim
Onde ninguém me possa contrariar, quero
Desta trilha, fazer o oásis, do meu jardim.
******
Cidália Ferreira.

11 de setembro de 2022

Um presente que viaja ao passado...



Fomos para a terra, vindimar
Estavam as videiras carregadas
Uvas maduras, encanto no olhar
Depressa começaram a ser cortadas
.
Cachos brancos e cachos tintos
Alegria... sempre boa disposição
E jamais ficaríamos famintos
Porque, quase servia de refeição


Os baldes cheios enchiam os sacos
E mais umas videiras vazias
Acusar cansaço era para fracos
Diziam os antigos, palavras sábias
.
Ao finalizar o trabalho, com alegria
A que todos nos propusemos
No trator se carregou, ainda era dia
No lagar se descarregou como pudemos
.
******
Agora... já pisado... bem se diz
Quanto mais se trabalha mais se tem
Dores no corpo, e não é de aprendiz
Mas com o tempo ficará tudo bem.

Uma passagem verídica e presente, que me faz sempre viajar ao passado. Assim foi o meu dia 9 ... Bom Domingo
_____Cidália Ferreira.

10 de setembro de 2022

Enquanto as ondas dormem no mar

*****

Ouço...a agitação das ondas, além
Algures, vincada aos meus sonhos
Sinto a brisa tocar nos meus olhos
O sonho agitado, de tanto que tem
.
Noite agitada, pelo silencioso sono
Enquanto as ondas dormem no mar
Acordo... e com um sorriso no olhar
Adormeço, para que volte o outono
.
Já se sente, na melancolia dos dias
E dos sonhos agitados com o vento
Fazem sumir, folhas velhas, vadias
.
E no mergulhar de um sonho sereno
Mesmo, que o silêncio, seja sedento
Sinto...a agitação do mar, em pleno.
*****
Cidália Ferreira