domingo, 6 de junho de 2021

As cartas escritas com nostalgia ...

*****
Nem sempre lágrimas nem sempre amor
Nem sempre as amarguras fazem chorar
Nem sempre as lágrimas são o desamor
Mas sempre há palavras fazendo sonhar
*
Existem as cartas escritas com nostalgia
Que são guardadas no coração do tempo
Onde tantos momentos fizeram da magia
E horas passadas em pranto e destempo
*
Nem sempre as palavras foram as certas
Nem sempre...mas o sentimento verídico
É do mais importante, nas horas incertas
*
E das cartas que já escrevi e não mandei
Existe sempre um amor que não é fictício
Mas existe... nesta vida que sempre amei
****
Cidália Ferreira.

39 comentários:

  1. As cartas de amor agora são SMSs! É pena porque não vai restar nada.

    Beijinhos, um bom fim-de-semana:))

    ResponderEliminar
  2. Bom dia, Cidália
    Lindo poema, bjs querida.

    ResponderEliminar
  3. Excelente poema, Ci!

    Beijinho, bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  4. Oi Cidália querida, bom dia!
    Saudade do tempo das cartinhas envelopadas e lidas com amor e carinho. Hoje tudo mudou e p/piorar por aqui infelizmente a empresa dos CORREIOS funciona pessimamente.
    Bjssss amiga e um feliz FDS é o que desejo p/vcs

    ResponderEliminar
  5. As cartas de amor são lindas e serão sempre lembradas... Linda! bjs, chica

    ResponderEliminar
  6. Poemas e Cartas de amor são Amor escrito em versos.
    Liiindo!

    Beijo
    SOL da Esteva

    ResponderEliminar
  7. Palavras bem ditas, nos trás o acalento de boas lembranças.
    Obrigado por partilhar esse belo poema.


    Abraço,
    Calebe Borges

    ResponderEliminar
  8. Cartas de amor quem nunca as escreveu e recebeu? Claro que falo das pessoas um pouco mais velhas. Os jovens de agora já não escrevem cartas de amor. Hoje em dia, é mais SMS, video chamadas, Skype, facebook, entre outras redes análogas. Poema muito bonito e, imagino, sentido.
    Beijo
    Feliz fim de semana

    ResponderEliminar
  9. Mais um belo poema que vim cá conhecer!

    Isabel Sá  
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  10. Adorei o poema, desejo um lindo fim de semana. Bjus

    ResponderEliminar
  11. Muito bonito, Cidália. É difícil ser indiferentes a estas cartas.
    Um beijinho e um fim de semana bem carinhoso.

    ResponderEliminar
  12. Boa noite, Cidália,
    Cartas de amor, verdadeiras ou fictícias são sempre escritas com nostalgia.
    Bonito e sensível o seu soneto.

    Grande beijinho, continuação de bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  13. Maravilhoso poema que me fez lembrar outros tempos.
    Bom fim de semana
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  14. Um belo poema.

    Bom final de semana.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  15. Com ou sem nostalgia esses escritos são verdadeiras cartas de amor, onde se pode ler um expressivo romantismo.
    Também cultiva o soneto, pelo que aguardo a sua participação em: UM SONETO PARA MACHADO DE ASSIS.
    Abraço poético.
    Juvenal Nunes

    ResponderEliminar
  16. Has amado amiga, y eso es lo mejor. Lindo poema. Saludos.

    ResponderEliminar
  17. Bonito poema cartas de amor quem não se lembra de receber um bjo😘🥰.

    ResponderEliminar
  18. São sempre belos, teus versos,
    Cara Cidália Ferreira!
    São perfeitos! Chegam à beira
    De divinais universos
    Em que os anjos diversos,
    Onde Arcanjo e querubim
    Cantam versos em latim
    A iluminar do Divino.
    Teus versos, têm o destino
    De qualquer alma afim!

    Parabéns! Abraço cordial! Laerte.

    ResponderEliminar
  19. Bom domingo de paz, querida amiga Cidalia!
    Nem sempre as lágrimas são o desamor...
    São desafogo da alma e expressam vários sentires
    Muito bonito seu poema.
    Tenha uma nova semana abençoada!
    Beijinhos carinhosos e fraternos

    ResponderEliminar
  20. Existem vários tipos de cartas de amor, quem nunca recebeu, Cidalia bjs.
    http://www.lucimarmoreira.com/

    ResponderEliminar
  21. Como era bom receber aquela cartinha,hoje só boas lembranças.
    Beijos⁸

    ResponderEliminar
  22. Das 'cartas escritas com nostalgia' todos temos uma_ quem não as tem, sofre mais ! rs
    Gosto cada dia mais de vir ler seus poemas, Cidália.
    Escreves muito à luz da vida , obrigada, amiga
    meu abraço e boa semaninha .

    ResponderEliminar
  23. Boa noite Cidália,
    Bonito poema! Cartas de amor quem as não tem?
    Beijinhos e boa semana.
    Ailime

    ResponderEliminar
  24. Cidália,
    Ah as cartas...
    quando iam era um suspiro,
    quando voltava
    eram outros muitos.
    E o tempo da espera?
    Belíssimos versos.
    Encantada
    deixo
    Bjins de boa nova semana
    CatiahoAlc.

    ResponderEliminar
  25. Já nem lembro qual foi a última carta que escrevi.
    Bjs, boa semana

    ResponderEliminar
  26. Um romantismo, uma ternura nesse poema que me deixou saudades do tempo que eu escrevia cartas.
    Parabéns amiga Cidália. Seus escritos são um primor!!
    Beijinhos querida!!
    Bom.dia

    ResponderEliminar
  27. Já não escrevo uma carta há tanto tempo!
    Saudades e de as receber também.

    Beijocas

    ResponderEliminar
  28. Gostei muito deste poema da nostalgia! Bjs

    ResponderEliminar
  29. Um poema belíssimo, que nos remete para as cartas de amor de antigamente... agora os emails e os SMS... substituíram-nas... mas não perduram na memória, como as primeiras...
    Beijinhos! Desejando-lhe uma boa semana, com saúde, para si e todos os seus...
    Ana

    ResponderEliminar
  30. Cartas de amor... recebi muitas e a todas respondi.
    Lindo poema!!!
    Beijo.

    ResponderEliminar
  31. Belo poema, Cidália! :-)
    Sempre inspirada!
    Beijinhos**

    ResponderEliminar
  32. Loa às cartas de amor.
    O perfume nas folhas, e as vezes gotas de lágrimas
    de uma saudade dolorida.
    E elas transportam amor, saudade e dor.
    Belas lembranças poetizadas belamente.
    Beijo amiga.

    ResponderEliminar
  33. Cartas de amor agora são relíquias, são patrimônio!
    Agora são mensagens electrónicas, sms e chat, coversas ditas, muitas vezes sem valor, às vezes troca-se-lhe o sentido, as vezes apagam-se!
    Beijinhos

    ResponderEliminar

A vossa visita e comentário é o balsamo que alimenta a minha alma... Muito obrigada. Todos os poemas expostos são de minha inteira autoria, no que, apenas deverão ser partilhados com os devidos créditos da Autora: DEP. Legal: 374 492/14 - Cidália Ferreira - (Eu) 😘