segunda-feira, 28 de junho de 2021

Quantos gritos em silêncio já se ouviram...

'Imagem privada'
 *****
Num grito, desesperado, saído do peito
Onde não caberiam mais palavras ocas
E tantas vezes, silenciadas, no respeito
Ficava o vazio amargo e atitudes loucas
*
O desespero, de não querer viver assim
Sendo o coração, alarme do sentimento
Num aviso, evoca, que morreu o jardim
Pouco mais haverá a fazer de momento
*
Existe o oposto da medalha, a retomada
Numa libertação, de saudável, harmonia
Para que nenhum sinta, a vida sufocada
Precisa saber viver, em plena pandemia
*
Quantos gritos em silêncio já se ouviram
Quantas lágrimas derramadas pelo rosto
Quantas palavras conselheiras aceitaram
Aqueles que o infortuno causou desgosto
****
Cidália Ferreira 

[Poemas, são apenas poemas.]🌹 

46 comentários:

  1. Mais um bonito poema que vim cá conhecer. Bom domingo Cidália!

    Isabel Sá  
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  2. Poema lindíssimo. Muito atual. Fala de Pandemia, desassossego, desgosto, lágrimas derramadas, gritos de impotência. Lindo demais sem dúvida. Deixo o meu mais fervoroso elogio de admiração.

    Viva Portugal
    Um domingo feliz.

    ResponderEliminar
  3. Lindo e profundo, fortes palavras nesse belo poema! beijos, ótimo domingo! chica

    ResponderEliminar
  4. É verdade Cidália... e não queremos que isso aconte aconteça!!! Bj

    ResponderEliminar
  5. Cidália!
    Um poema lindo é verdade o desespero de não querer viver assim um bjo lindo domingo.

    ResponderEliminar
  6. Um lindo e sentido poema.
    Onde as emoções emergem, num grito lancinante de dor e revolta.
    São momentos duros, que todos estamos a passar.

    Parabéns, amiga Cidália. Sensibilidade sublime, manifestada nestas belas palavras!

    Beijinhos, e feliz domingo!

    ResponderEliminar
  7. Profundas letras las que nos dejas en esta mañana de domingo . Abrazos .

    ResponderEliminar
  8. Belo poema :)

    Beijinhos e bom domingo

    ResponderEliminar
  9. Um lindo poema Cidália.
    É um momento difícil de muita dor,
    e que todos nós queremos que tudo volte ao normal.

    Ótimo domingo
    Um abraço

    ResponderEliminar
  10. Olá Cidália,
    Atravessamos momentos muito complicados.
    Na intransponível forma que a vida nos dá, somos cada vez mais uma sombra silenciosa que compreendeu finalmente a intangível, frágil e perfeita arquitectura da vida, sabendo que a morte é o mais privado de todos os encontros.
    Que todos saibamos aprender com este tempo negro e sombrio!

    Um abraço!

    ResponderEliminar
  11. Devemos acalmar a alma e esperar com esperança essa pandemia passar. Boa semana para você. Bjs.

    ResponderEliminar
  12. Tempos de muita ansiedade que vamos conhecendo Cidália
    isto tudo triste...
    procuramos a esperança de dias melhores, e o poema traduz bem esses sentimentos de mágoa e de incerteza

    ResponderEliminar
  13. Tudo grita em silêncio neste tempo complicado, Ci...

    Beijinho, tudo de bom

    ResponderEliminar
  14. A pandemia não está sendo fácil pra ninguém, temos que apenas confiar em Deus, Cidalia bjs.

    http://www.lucimarmoreira.com/

    ResponderEliminar
  15. Olá poetisa Cidália simplesmente lindo o poema ,amei ler ...
    Com carinho sempre tenha uma feliz semana iluminada !
    Abraço carinhoso💝💐🙏

    ResponderEliminar
  16. Ah! Se o silêncio falasse...Ele não tem voz e nos faz muito mal. Saudades, Cidália! Beijos!

    ResponderEliminar
  17. Oi Cidália
    Linda poesia, não suporto o silêncio
    Gosto de conversar, mas parece que o povo está mudo e bravo.
    Será O fim?
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  18. Poema muito lindo! Apesar das interrogações e incertezas nele contidas.
    Tempos difíceis e incertos que vivemos, que nos fazem refletir no nosso amanhã...

    Votos de uma excelente semana, amiga Cidália!

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  19. Belíssimas palavras no seu poema, Cidália.
    Tenha uma nova semana feliz.
    Um carinhoso abraço.
    Verena.

    ResponderEliminar
  20. Verdade, a vida de todos mudou nesta pandemia,
    alguns se adaptaram bem, já outros...
    Que saibamos ouvir os que sofrem!

    😘🌺

    ResponderEliminar
  21. Palavras que vão fundo no coração.
    Não tenho muito a dizer, apenas lamentar os que desdenham desta dor,
    dos que ainda não entenderam a dor alheia e vivem como se fosse normal.
    Que Deus nos proteja amiga nesta imunização.
    E Portugal não ganhou, mas a vida segue seu curso.
    Beijo e cuide-se bem.

    ResponderEliminar
  22. Aveces gritamos en poemas.......... Saludos amiga.

    ResponderEliminar
  23. Tempos complicados estes, minha Amiga Cidália. O seu poema feito grito de alerta tocou-me.
    Uma boa semana com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  24. Lindissimo poema. Este poema grito em silêncio tocou-me muito.
    Bjs

    ResponderEliminar
  25. Um poema gritante e realista.
    Boa semana... Abçs

    ResponderEliminar
  26. Palavras lindas.

    Boa semana.
    http://www.opecadomoraemcasa.pt/

    ResponderEliminar
  27. Excelente poema, gostei imenso!
    Beijo, uma boa semana.

    ResponderEliminar
  28. Poema maravilhoso, Cidália. Um retrato fiel do que tantos estão a viver, cada qual o seu quinhão, mas todos tem os seus infortúnios e dores. Realmente tempos difíceis, mas tenho fé que hão de passar.
    Um boa semana, querida, beijinhos
    Valéria

    ResponderEliminar
  29. Como a compreendo, a vida também não tem sido fácil para mim!
    Boa semana, beijinhos!!

    marisasclosetblog.com

    ResponderEliminar
  30. Sempre inspirada, Cidália!
    Parabéns!
    Resto de dia Feliz!
    Beijinhos**

    ResponderEliminar
  31. Todos têm o direito de procurar viverem felizes...
    Excelente poema, Cidália. Parabéns.

    Obrigada pela presença, dedicação e carinho.

    Estou a me despedir porque vou começar umas longas férias de verão.
    Tenho um post sobre um balé andaluz de que vai gostar...
    No Refugio dos Poetas cantei o mar de novo...

    Desejo a si e seus entes queridos um bom verão, com mais liberdade apesar da máscara...
    E vamos esperar com paciência, o fim desse carnaval de luto.
    Grande abraço de boa amizade.
    ~~~~

    ResponderEliminar
  32. Muitos estou pensando eu,
    de aflição se terão ouvido
    mais um belo poema escreveu
    disso é que eu não duvido!

    Tenha uma boa noite amiga Cidália Ferreira. Bjs.

    ResponderEliminar
  33. A vida nem sempre é fácil. Gostei do poema.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  34. Oi Cidália
    Hoje não fez postagem?
    Mas como é muito linda tenho a gentileza de dizer que ela ficou maravilhosa.
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  35. Vivemos em consonância com nossa escolhas
    O poema é soberbo amiga Cidália
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  36. Quantas? Demais!

    Triste e muito bonito.
    Real, também.
    https://florbytesemmeemoria.blogs.sapo.pt/?tc=74927768620

    ResponderEliminar
  37. Tem sido uma época de muitos gritos, de muito sufoco, de muita dor para muita gente.
    Bjs, boa semana

    ResponderEliminar
  38. Bom dia sereno, querida amiga Cidália!
    Há silêncios gritantes em nós... seus versos expressam bem assim.
    Tenha um dia abençoado!
    Beijinhos carinhosos e fraternos de paz e bem

    ResponderEliminar
  39. Grande inspiração e tocante poema!
    Adorei!!! Parabéns!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  40. Cidália!
    O silêncio as vezes é nosso melhor companheiro.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderEliminar

A vossa visita e comentário é o balsamo que alimenta a minha alma... Muito obrigada. Todos os poemas expostos são de minha inteira autoria, no que, apenas deverão ser partilhados com os devidos créditos da Autora: DEP. Legal: 374 492/14 - Cidália Ferreira - (Eu) 😘