terça-feira, 20 de abril de 2021

Escondi os olhos em pranto...


 ****

Chegou a noite, escondi o meu rosto
Escondi os olhos em pranto
Escondi meu corpo e entretanto
Aflorou um sentimento descomposto
*
São os sonhos o tormento em brado
Agitação das noites mal dormidas
No corpo cansado, lágrimas omitidas
Rebolando num sonho inacabado
*
Chegou a noite numa escuridão subtil
Onde tantos sonhos guardados
Outros tantos já realizados
Entram na alma num sussurro dócil
*
Nesta escuridão de mistas sensações
Onde tudo se sente, e tudo se chora
Tudo é duro quando chega a hora
E sente, que sonhos, são meras ilusões
*
Escondi meu rosto para fugir da rotina
Deixei que as lágrimas secassem
Queria que os sonhos se libertassem
E assim, poder acordar, atrás da cortina.

****
Cidália Ferreira

58 comentários:

  1. Um poema cheio de melancolia e sensibilidade.
    Uma boa semana com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  2. Um bonito poema cheio de melancolia.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  3. Às vezes acontece mesmo.
    Bonito e triste...

    Beijocas

    ResponderEliminar
  4. Un bello y triste poema pero a veces van de la mano. Una feliz semana.

    ResponderEliminar
  5. Por vezes essa "cortina" faz bem.... Linda poesia!Ótima semana! beijos, chica

    ResponderEliminar
  6. Um poema muito lindo com alguma tristeza ás vezes um bjo.

    ResponderEliminar
  7. Não se esconda Cidália.
    Gosto de a ver por aqui.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Deixa que as lágrimas corram livremente
    Que molhem o teu rosto belo e lindo
    Pois as lágrimas são amor ardente
    Que do teu coração está fluindo
    .
    Não que saiam por amor ter terminado
    Numa noite menos cheia, mais vazia
    Mas sim, por terem transbordado
    Esse teu coração cheio de fantasia
    .
    Uma fantasia de amor e não de rotina
    Um amor que te mostrará pela certa
    Que não se esconda atrás da cortina
    Mas sim, que olhe a vida, em janela aberta
    ............................
    Deixando um beijinho suave, amigo e carinhoso

    ResponderEliminar
  9. Gostei muito do poema...um beijinho e uma boa semana.

    ResponderEliminar
  10. Não escondo os olhos em pranto ... abro os olhos para a felicidade que vem do meu bem-estar interior — estou de bem comigo e com o mundo.

    A imagem é linda de morrer.

    ResponderEliminar
  11. Boa tarde Cidália,
    Gostei deste lindo poema, embora melancólico.
    Estados de alma que, por vezes, nos assaltam.
    Beijinhos e saúde,
    Ailime

    ResponderEliminar
  12. Que sorte poder chorar...

    Beijinho, semana boa :)

    ResponderEliminar
  13. Um poema meio tristinho mas inspirado.
    Cidália poeta, nada de lágrimas.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  14. Tem que colocar a tristeza de lado
    seque suas lágrimas,
    abra as cortinas
    e as janelas.
    Então veja um mundo lá fora
    que está esperando
    para trazer a você amor e muitas alegrias.

    Excelente semana
    Um abraço

    ResponderEliminar
  15. As noites refletem nosso sentimento interior, desbravados nos sonhos e refletidos na alma.
    :D Forte abraço

    ResponderEliminar
  16. Olá Cidália
    Poetizas lindamente,sempre bem inspirada.
    Beijos,boa semana!

    ResponderEliminar
  17. Este é um poema diferente, mas nem por isso menos bonito.
    Tristeza e solidão, são palavras que ultimamente todos usamos muito.
    Há que olhar para o lado alegre e mais airoso da vida.
    Com a abertura gradual do desconfinamento, o nosso olhar também há-de brilhar mais e com mais Esperança.

    Um abraço e boa semana.

    ResponderEliminar
  18. Maravilha, Cidália!
    Uma criatividade inesgotável e muito expressiva!
    Boa semana. Beijinhos
    ~~~~~~

    ResponderEliminar
  19. Belíssimo poema, Cidália
    Tenha uma semana feliz
    Um carinhoso abraço.
    Verena.

    ResponderEliminar
  20. Bonito mas triste. Talvez produto deste tempo estranho que atravessamos.
    Abraço, saúde e boa semana

    ResponderEliminar
  21. Todos um dia vertemos alguma lágrima por algum sonho baldado ou tardio em realizar-se. Mas são muito poucos os que conseguem expressar isso tão bem como tu, rsrs. /eis mais um belo poema!

    Beijo

    ResponderEliminar
  22. A vida e os seus momentos mais melancólicos.
    A poesia também se alimenta desse estado
    de alma, feito de sonhos e ilusões.
    Gostei muito, amiga Cidália.
    Beijos
    Olinda

    ResponderEliminar
  23. Esconder o rosto porquê???
    A vida não acabou!!
    Boa semana!

    marisasclosetblog.com

    ResponderEliminar
  24. Cidália,
    As noites, são as mais complicadas de gerir.
    Compreendo e sinto como meu, esse seu belo e sentido poema.

    Um beijinho e muita paz e saúde.

    ResponderEliminar
  25. Mais um lindíssimo poema, Cidália.
    Um carinhoso abraço.
    Verena.

    ResponderEliminar
  26. Tão bonito, Cidália!
    Há sonhos assim!

    Beijos e boa semana!

    ResponderEliminar
  27. A iniciar a semana com mais um lindo poema.

    Boa semana.
    http://www.opecadomoraemcasa.pt/

    ResponderEliminar
  28. Que belo poema, gostei muito

    Beijinhos de boa e santa noite e uma excelente semana que agora começou

    ResponderEliminar
  29. Quando o triste se torna bonito na arte Cidália.
    Belo trabalho amiga.
    Beijo e feliz semana.

    ResponderEliminar
  30. Oi Cidália
    linda poesia
    Gostei muito
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  31. Muito bonito, esconder o rosto faz parte...
    tomara que os sonhos se libertem...
    😍👍😘🌼

    ResponderEliminar
  32. Suas postagens são ótimas, estou seguindo seu blog e curtindo bastante!! Parabéns!

    Meu Blog: Isadora Cavalcante

    ResponderEliminar
  33. Olá Cidália
    A vida e seus problemas, mas depois da noite escura o sol volta sempre a brilhar. Tem frase sua no meu blog, passa lá. Bjs querida.

    ResponderEliminar
  34. Um poema que denota muita nostalgia.
    Temos de saber viver um dia de cada vez o melhor que se puder.
    Boa semana.
    beijinhos
    :)

    ResponderEliminar
  35. Mais um Excelente Poema, Cidália! :-)
    Muitos Parabéns!
    Resto de dia Feliz!
    Beijinhos**

    ResponderEliminar
  36. Olá, querida amiga Cidalia!
    Muito bonita a forma como retratou o engolir o não possível.
    Tenha dias abençoados!
    Beijinhos carinhosos e fraternos

    ResponderEliminar
  37. Querida amiga Cidália, lindíssimos versos sensíveis, a alma do poeta tem disso, poder mostrar que se vive cada segundo como ele possa se apresentar!
    Abraços bem apertados querida amiga!

    ResponderEliminar
  38. Un poema lleno de sensibilidad y sentimiento en el cual las lagrimas que cubren los ojos son esas que no deberían salir de los lacrimales.

    Saludos.

    ResponderEliminar
  39. Que poema triste! Força amiga que essa tempestade vai passar.
    Big Beijos,
    Lulu on the sky

    ResponderEliminar
  40. O silêncio da noite aperta muitas vezes a alma e o coração.
    Nostálgico, sentido e belo poema
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  41. À noite a alma fala mais fortemente. Poetou revelando emoções de um tempo medonho!
    Muita saúde e paz, Cidália... Meu carinho...

    ResponderEliminar
  42. Quando a poetisa tem o dom de fazer das dores um texto maravilhoso. Um poema lindíssimo!

    ResponderEliminar
  43. Lindo, bom é deixar as lágrimas escorrerem pela face.
    Depois vem o soluço e a calmaria.
    Abraços!

    ResponderEliminar
  44. Chorar limpa a alma...
    Beijos e abraços.
    Sandra C.
    Bluestrass

    ResponderEliminar
  45. Gostei de saber que tens um bichinho de estimação, Cidália.
    Desconhecia a raça. Gostei de conhecer.
    Agradeço a sua constante presença no meu blog.
    És sempre muito bem vinda!
    Um carinhoso abraço
    Verena.

    ResponderEliminar
  46. Os sonhos que não conseguimos realizar transformam-se em acres desilusões, mas saber perseverar poderá ser a melhor solução para os alcançarmos.
    Abraço amigo.
    Juvenal Nunes

    ResponderEliminar
  47. Um poema muito belo e melancólico... mas que até se integra muitíssimo bem, nesta fase que atravessamos... e que não a poderia traduzir melhor!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar

A vossa visita e comentário é o balsamo que alimenta a minha alma... Muito obrigada. Todos os poemas expostos são de minha inteira autoria, no que, apenas deverão ser partilhados com os devidos créditos da Autora: DEP. Legal: 374 492/14 - Cidália Ferreira - (Eu) 😘