quinta-feira, 22 de abril de 2021

São lembranças que o destino traça


 *****
São lembranças que o destino traça
Crianças que foram e cresceram
De corações separados
Guardado nas suas memórias,
Existe sempre a inocência
Duns beijinhos, e abraços
Sorrisos verdadeiros, ternurentos
São alusões à infância
São assim, lembranças cheias de graça
*
Se pudesse parar o tempo, voltaria atrás
Às brincadeiras pelos campos
Onde a liberdade não corria perigo
As flores cresciam e floriam,
Os arvoredos exalavam fragrância
Duma natureza sem poluição,
Das sombras nasciam os refúgios
Sem horários para voltar
São sim, lembranças que o tempo traz.
**
Uns beijos dados na meninice
Uma flor oferecida, perfumada
Fazem do momento, meiguice
Torna uma infância enamorada
****
Cidália Ferreira 

37 comentários:

  1. Tão lindo este poema...
    Acho que todos independentemente da idade que tenhamos, vivemos amores destes na infância, e são tão bons e tão puros!!

    Beijos e abraços.
    Sandra C.
    Bluestrass

    ResponderEliminar
  2. Quanto mais vivemos, mais lembranças temos! Linda poesia! beijos, chica

    ResponderEliminar
  3. Cidália eu amo de coração essa foto e a maneira como é descrito o poema ficou lindo quem me dera voltar também a ser criança...um beijinho.

    ResponderEliminar
  4. Recordar é viver. Sabemos que o passado não se volta a viver mas serve sempre de estímulo para se melhorar que houve de menos bom e sorrirmos do bom que houve
    Poema nostálgico mas muito bonito de ler

    Beijinho no presente.

    ResponderEliminar
  5. Olá, querida amiga Cidalia!
    "Lembranças cheias de graça".
    Assim foi nossa infância e a sua provoca estes belos poemas que faz hoje.
    Que seus dias sejam abençoados!
    Beijinhos carinhosos e fraternos

    ResponderEliminar
  6. Lembro o primeiro beijo que recebi do meu vizinho Jorge — tínhamos 10 anos — dei-lhe tamanho encontrão que ele caiu ao chão.

    ResponderEliminar
  7. Uma recordação maravilhosa.
    Como eram bons os momentos de inocência da nossa infância.
    Um beijo

    ResponderEliminar
  8. Parabéns, Cidália!!!
    (sempre repleta de inspiração! :-))
    Resto de dia Feliz!
    Beijinhos**

    ResponderEliminar
  9. Oi Cidália, uma poema lindo que me deixou cheia de saudades da infância.
    Ah... os beijos dados na meninice...
    beijos
    Chris


    Inventando com a Mamãe / Instagram  / Facebook / Pinterest

    ResponderEliminar
  10. Que recuerdos tan lindos los de la infancia. Me encanta es imagen es toda ternura. Un abrazo

    ResponderEliminar
  11. Que ternura de poema Cidália.
    Ah, minha amiga, se pudéssemos voltar à nossa meninice...

    Um beijinho grato por este belo momento.

    ResponderEliminar
  12. Um poema lindo e que nos dá aquela nostalgia boa do nosso passado :)

    Beijinhos de boa e santa noite

    ResponderEliminar
  13. Que ternura de imagem e poema.
    Tão bom recordar a nossa infância
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  14. Boa noite Cidália,
    Um bonito poema com ternas lembranças da infância.
    Um beijinho e saúde.
    Ailime

    ResponderEliminar
  15. Cidália,
    Que delícia de versos!
    Minha mente passeou
    no meu tempo de
    meninisse...
    Bjins
    CatiahoAlc.

    ResponderEliminar
  16. Voltar à infância?
    Só se fosse para viver muitos mais anos.
    Bjs

    ResponderEliminar
  17. uma doce poesia, adorei, Cidália, e que aconchegante teu cantinho, como sempre.
    estou retornando aos blogs e tenho um novo, aguardo tua visita e peço que me sigas, estou iniciando, mas acho que vais gostar. bjs

    https://mulheresquecorremcomsapos.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  18. Belo poema.
    Gostei.
    Continuação de boa semana, querida amiga Cidália.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  19. Recordar é viver.Muito bonito.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  20. Olá, Cidália. A infância deixa sempre saudades e é bonito o modo como trata o assunto poeticamente. Contudo, o presente traz outras meiguices que também são necessárias e boas.
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  21. "Este pão é a minha carne, que eu darei pela vida do mundo." Que as bençãos de Deus chegem até nós e que tenhamos um dia Feliz. ✋ ✋ ✋ 💞 🌼

    ResponderEliminar
  22. Muito lindo o poema e também a foto a minha infância não foi das melhores um😘😍

    ResponderEliminar
  23. Muito belo este poema que fala de momentos da infância.
    É sempre um bálsamo para a nossa alma recordar a inocência e a simplicidade de quando éramos crianças!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  24. A descoberta do primeiro beijo.
    Desejo inocente e um coração a cavalgar.
    Como se fosse uma patifaria e a alegria de "provar".

    Muito bonito

    Tenho uma foto e se autorizar usarei parte deste poema. Com os créditos a que tem direito, claro.
    Fique bem
    Dida

    ResponderEliminar
  25. Um lindo poema.
    A infância foi uma parte da nossa vida que deixou muitas memórias.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  26. Ai quem dera voltar à infância feliz que tive!!
    xoxo

    marisasclosetblog.com

    ResponderEliminar
  27. En esté bello poema nos llevas a aquella infancia que unos tenemos mas lejos y otros mas cerca, pero siempre intentando recordar.

    Saludos.

    ResponderEliminar
  28. E como é tão bom, poder revisitar as nossas lembranças, de quando em vez... as boas!...
    Lindíssima inspirarão, com a sensibilidade de sempre!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
  29. Que saudades de uma boa infância cheia de boas lembranças..
    :)

    ResponderEliminar

A vossa visita e comentário é o balsamo que alimenta a minha alma... Muito obrigada. Todos os poemas expostos são de minha inteira autoria, no que, apenas deverão ser partilhados com os devidos créditos da Autora: DEP. Legal: 374 492/14 - Cidália Ferreira - (Eu) 😘