terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

Silenciadas ilusões

Silenciadas palavras, desalento, dia oneroso
Em noite que se aproxima, orvalhada
Aragem com a frescura da saudade
Os ramos aquietam-se no silêncio
Onde na solidão está meu coração, saudoso
*
Ilusórios, os meus momentos de alegria
Onde esvoaçam pequenas mariposas
O luar espreita pelos ramos, faz-se luz
No meu olhar, entre as estrelas silenciosas
Dentro do pensamento, perdido, em noite fria
*
Na aragem onde deixo vaguear o pensamento
Rejeitando palavras ocas e sem nexo
Sente o meu coração a mágoa, e lacrimeja
Mesmo que o luar desapareça, anteveja
Palavras que ferem, sem o arrependimento.
***
Cidália Ferreira.

42 comentários:

  1. "Mesmo que o luar desapareça, anteveja
    Palavras que ferem, sem o arrependimento."

    Mesmo que os olhos não vejam, o coração verá.

    Belíssimas palavras, Cidália.
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Brilhantes sentires poéticos... Viva a poesia!
    Beijos.
    ~~~~

    ResponderEliminar
  3. Muito linda! Ótima semana,bjs, chica

    ResponderEliminar
  4. Mais um poema que adorei ler, são sempre um encanto! :) Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  5. OI CIDÁLIA!
    MUITO LINDO.
    PALAVRAS FEREM, POIS SÃO COMO LÂMINAS AFIADAS E DEPOIS DE LANÇADAS, NÃO HÁ COMO EXCLUÍ-LAS.
    PERFEITO COMO TUDO QUE SE LÊ AQUI.
    ABRÇS
    https://zilanicelia.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  6. Bonito mas algo triste, Cidália Ferreira.
    Beijinhos, boa semana

    ResponderEliminar
  7. Boa noite Cidália, vim te ler, pareceu-me que em algum momento aqui já vim, mas não importa, importa esta música linda que toca as fibras de minha alma e o teu poema triste, nostálgico, saudoso, mas muito belo, parabéns poetisa escreve muito bem. Obrigada querida por estes momentos, beijos

    ResponderEliminar
  8. Na aragem da poesia... a leitura de belo poema!
    Boa semana ...

    ResponderEliminar
  9. Por aqui não falta inspiração! Mais um bonito poema.



    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  10. Alguma melancolia neste poema:))

    Hoje:- Sou tudo, sou nada. Sou o coração vadio.

    Bjos
    Votos de uma óptima Segunda - Feira.

    ResponderEliminar
  11. Tão triste como belo. Maravilhoso.
    Beijinho e boa semana!

    ResponderEliminar
  12. Tão melancolicamente belo, minha Amiga Cidália!
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  13. Um poema com conflitos e extravasos da alma...
    Boa semana... Abç

    ResponderEliminar
  14. Um triste poetar,mas sempre maravilhoso em palavras.
    Bjs Cidália.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  15. Com o seu coração saudoso,
    tenha sempre o que mais deseja
    onde quer que neste mundo esteja
    porque melhor não haverá outro?

    Continuação de boa semana amiga Cidália.
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  16. É inverno no coração, que saudoso treme e anseia em noites longas de lembranças o aconchego perdido numa estação qualquer.
    Em poesia uma bela construção/inspiração amiga.
    Beijo e feliz semana.

    ResponderEliminar
  17. É sempre mau e doloroso se houver algo na nossa vida que nos cause arrependimento. Amei o poema

    Bjo

    ResponderEliminar
  18. Apesar da tristeza que transparece em cada palavra, o poema é lindo

    Beijinhos Cidália

    ResponderEliminar
  19. Não é tristeza, é poético.
    Muito bonito.
    Boa semana
    Beijinho

    ResponderEliminar
  20. Oi Cidália,
    É dos tristes momentos, da dor da perda é que saem as mais lindas e tristes poesias.
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  21. A saudade, essa palavras tão nossa, tão portuguesa, foi sempre o mote para lindos poemas.
    Este seu, Cidália, não fugiu à regra. Bonito demais, na verdade.

    Beijos, boa semana.

    ResponderEliminar
  22. Lindo poema mas de uma tristeza
    Gostei de ler
    Bjs Cidália

    Kique

    Hoje em Caminhos Percorridos - Depilação e os seus perigos...

    ResponderEliminar
  23. Gostei do poema.

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    O blog está em HIATUS DE VERÃO até o dia 23 de fevereiro, mas tem post novo. Comentarei nos blog amigos nesse período.

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderEliminar
  24. Que lindo, Cidália, muita sensibilidade nessa tua construção de sentimentos, aplausos!
    Beijo, ótima semana!

    ResponderEliminar
  25. Mais um lindo poema beijinho e que nunca silenciamos as palavras

    ResponderEliminar
  26. Sua poesia é além de bela,
    toca o coração pela sensibilidade
    da imagem que evoca.

    Me vi nessa imagem, principalmente no finalzinho:

    "...Palavras que ferem, sem o arrependimento."

    Agradeço por novamente poder ler suas inspirações
    Cidália,é delicioso estar em seu espaço.

    Estou tentando retornar ao mundo da escrita, depois de
    alguns anos fora do mundo virtual.

    Um carinhoso abraço.

    ResponderEliminar
  27. Um poema muito bonito, Cidália.
    Gostei imenso.
    Uma boa tarde.
    Ailime

    ResponderEliminar
  28. Quando se exprime solidão, os poemas carregam a tristeza nas palavras.


    Boas inspirações poéticas, Cidália!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  29. Caros amigos leitores!

    Agradecendo as vossas visitas, convidamos-vos hoje a ler o capítulo 8 do nosso conto escrito a várias mãos "Ecos de Mentes". Esta semana pela mão da Fernanda Simões, interpretando Sebastião.
    https://contospartilhados.blogspot.com/2019/02/ecos-de-mentes-capitulo-8.html

    Com votos de uma excelente semana,
    saudações literárias!

    ResponderEliminar
  30. Suas poesias sempre vem ao meu encontro, porque no fundo sou um pouco de todos os seus versos. Quando somos movidos por fortes emoções, seja tristeza, solidão, amor etc, nascem lindas escritas.

    Abraços
    Dan

    ResponderEliminar
  31. Cidália!
    São tantas as nossas ilusões... amei!
    cheirinhos
    Rudy
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderEliminar
  32. Sublime e poderoso!!!
    Grandes e inesgotáveis inspirações!
    Parabéns amiga, sempre poemas de grande qualidade escrita e emocional!

    Abraço!

    ResponderEliminar
  33. Um momento poético, intenso e sofrido... muito bem transposto em palavras!...
    Gostei imenso, Cidália! Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar

A vossa visita e comentário é o balsamo que alimenta a minha alma...Muito obrigada. Todos os poemas expostos são de minha inteira autoria, no que, apenas deverão ser partilhados com os devidos créditos da Autora: DEP. Legal: 374 492/14 - Cidália Ferreira (Eu) 😘