quarta-feira, 15 de setembro de 2021

Desejo ler calmamente para quem não sente ...


 *****

Desejo silêncio, estou vencida pelo cansaço
Desejo água, tenho sede, tenho a alma seca
Tenho o sonho suspenso, feito de embaraço
Desejo um ermo só para mim... a alma peca
*
Sinto a alma desassossegada neste mundo
Sinto que não consigo ir além do imaginário
Os pensamentos, os sentimentos profundos
São causa do cansaço dentro deste cenário
*
Ainda que a água seja abundante não chega
Para que a minha secura seja de vez saciada
Mas, a minha alma em silêncio... descarrega
Desaba, como um rio. Sinto-me sentenciada
*
Desejo silêncio como da vida desejo o amor
Desejo ler calmamente para quem não sente
Ainda, que no meu ermo, não exista o temor
O sonho continua numa alma que não mente
****
Cidália Ferreira

45 comentários:

  1. A veces hay que retirarse en el silencio del mar o del desierto y estar solo con nuestros pensamientos . Un abrazo y feliz día.

    ResponderEliminar
  2. Fortíssimo e identifiquei-me com algumas frases. Não é bom.

    Beijocas

    ResponderEliminar
  3. Muito linda e profunda poesia e sentimentos nela! Ótimo dia! beijos, chica

    ResponderEliminar
  4. A veces el alma lo único que necesita es un poco d esilencio para sentirse reconfortada.
    Muy bellos tus versos.
    Un abrazo, Cidália

    ResponderEliminar
  5. Foto muito bonita. Poema deslumbrante. A conjunção poética perfeita. Gostei muito.
    Beijo

    ResponderEliminar
  6. Belo poema, Cidália! :-)
    Dia Feliz!
    Beijinhos**

    ResponderEliminar
  7. Ese silencio y esa calma son las que yo anhelo.

    Besos.

    ResponderEliminar
  8. Um poema muito belo, revelador de tanto sentimento.
    Parabéns, Cidália
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  9. Um poema lindo!
    Invítote a passar pelo meu blog. Beijos!

    ResponderEliminar
  10. Un hermoso y bello poema que expresa los sentimientos del poeta.
    Un abrazo y buen resto de semana.

    ResponderEliminar
  11. The dreans are the energy for the time consists the reality, never quit dreaming but rest when we must. Enjoy your day.

    ResponderEliminar
  12. Momentos de desalento bem representados neste belo poema!
    muito bem, Cidália

    ResponderEliminar
  13. Oi Cidália
    Tudo o que deseja todos nós também: amor, carinho, respeito, companheirismos, ou seja tudo dividido para dar tempo para o amor.
    A vida é feita de pequenos detalhes pra quê se atropelar? Vamos nos amar devagazinho.
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  14. Silêncio…
    Vejo muito bem onde a Cidália quer chegar; mas não partilho o pessimismo do poema.
    Embora triste, a fotografia é linda.

    ResponderEliminar
  15. Um belíssimo poema que aplaudo e elogio, Cidália.
    Um carinhoso abraço.
    Verena.

    ResponderEliminar
  16. Poema lindíssimo, adorei!!

    Beijinhos.
    http://www.opecadomoraemcasa.pt/

    ResponderEliminar
  17. Belo poema

    Beijinhos de boa e santa noite

    ResponderEliminar
  18. Querida, Cidália!
    Que linda foto e o poema lindissimo que toca a alma. amei!

    Votos de uma linda noite.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  19. Belos versos!
    Gostei de ler!
    Beijos nas bochechas!
    😘

    ResponderEliminar
  20. E eu só desejo poder movimentar-me livremente.
    Ir a Londres visitar as minhas filhas, ir a Portugal visitar família e amigos.
    Quando?
    Bjs

    ResponderEliminar
  21. Oi, linda Cidalia!
    Passando para conhecer seu blog.
    Amo tudo que vejo e já fiquei aqui.

    Um beijo de boa noite!

    ResponderEliminar
  22. Mais um bonito poema que vim cá conhecer.

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  23. Um Poema emotivo que nos inunda a alma.
    Gosto muito da forma escreve, cara Cidália.
    Beijos
    Olinda

    ResponderEliminar
  24. Muito belo!
    Assim andamos mais ou menos quase todos.

    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  25. Lindíssimo poema,pois gosto de ler calmamente sentindo cada verso.

    Votos de um excelente dia.
    Bjinhos

    ResponderEliminar
  26. Nunca como agora tivemos tanto tempo, falta a calma...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  27. Belíssimo, seu Poema, querida, Cidália! Uma inspiração intensa e profunda!
    Beijinhos
    Valéria

    ResponderEliminar
  28. É sempre um prazer vir ao seu blog, as suas poesias são de encher a alma!
    Que a sua semana esteja a ser feliz.
    Fique bem Cidália!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  29. Desejos bem merecidos quando uma vida plena está dedicada a fazer o bem.
    Quanta beleza em cada verso!
    Abraço de vida

    ResponderEliminar
  30. Cidalia uma maravilhosa poesia, uma inspiração cada em cada palavra, bjs.
    http://www.lucimarmoreira.com/

    ResponderEliminar
  31. Boa tarde Cidália,
    Gostei imenso deste poema.
    Belíssimo!
    Todos andamos com esse cansaço e necessitamos acreditar em dias melhores.
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderEliminar
  32. Olá, Cidália!
    Belo, sentido, e intenso poema, que muito gostei.
    Parabéns, pela inspiração!

    Continuação de ótima semana.
    Beijinhos!

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderEliminar
  33. Imagen y poema que nos hacen pensar.

    Saludos.

    ResponderEliminar
  34. Oi Cidália as vezes nos sentimos assim secos, vazios, cansados; mas somos revigorados pelo amor.
    Muita emoção no seu poema, beijos.

    ResponderEliminar
  35. O sonho continua numa alma que não mente.

    Boa noite de paz, querida amiga Cidália!
    Muito bonito.
    Tenha dias abençoados!
    Beijinhos com carinho de gratidão

    ResponderEliminar
  36. Profundo, sensible y bello poema. Saludos amiga.

    ResponderEliminar
  37. O desassossego é cada vez mais uma situação normal nos tempos que correm.
    Por isso, não está sozinha...
    Excelente poema, gostei muito.
    Continuação de boa semana, amiga Cidália.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  38. Gratidão por nos fornecer versos encantadores..
    Maravilhoso poema que dá gosto vir e ler reler..
    Espero por mais destes.
    Um beijinho

    ResponderEliminar

A vossa visita e comentário é o balsamo que alimenta a minha alma... Muito obrigada. Todos os poemas expostos são de minha inteira autoria, no que, apenas deverão ser partilhados com os devidos créditos da Autora: DEP. Legal: 374 492/14 - Cidália Ferreira - (Eu) 😘