quinta-feira, 1 de julho de 2021

Amor em tempo de pandemia...

"Imagem familiar"

****
Amor, em tempo de pandemia
Onde tanto tempo já se perdeu
Em meu coração a falta sentia
Como tu cresceste, amor meu
*
O teu sorriso é tão contagiante
A tua luz ilumina meu coração
Neste dia distinto tão marcante
Sorriste comigo, com exaltação
*
Peguei-te na mão com carinho
Senti meu coração apertadinho
Pelas saudades que tinha...tuas
*
Gosto da tua rebeldia perspicaz
A tua alegria a mim me satisfaz
Porque nos entendemos as duas
****
Cidália Ferreira

Poema a pedido da autora da foto. A minha mana com a minha neta Maria. 🌹 

42 comentários:

  1. Belo poema, Cidália! :-)
    Muitos Parabéns!
    Dia Feliz!
    Beijinhos**

    ResponderEliminar
  2. Cuando el amor es real, bello no hay pandemia que lo anule ...siempre esta ahí.
    Un beso.

    ResponderEliminar
  3. Bela imagem e belo poema.
    Um beijinho, também carinhoso.

    ResponderEliminar
  4. Existem fotos que "falam" por mil palavras de tão belas que são. A aqui "oferecida" é uma dessas fotos.
    Poema muito bonito que ilustra de forma sublime a beleza da foto

    Beijinho

    ResponderEliminar
  5. Bom dia de julho, querida amiga Cidalia!
    Pandemia ou qualquer outra peste não destrói um grande amor.
    Isolados sim, separados de 💙, jamais!
    Tenha um novo mês abençoado!
    Beijinhos carinhosos e fraternos de paz e bem

    ResponderEliminar
  6. Que lindo! Adorei mesmo. Dedicatória linda :)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  7. A foto é espectacular a acompanhar um bonito e sentido poema.
    Beijinhos Cidália

    ResponderEliminar

  8. Olá, Cidália!
    Muito lindo e sentido poema, que reflete os difíceis tempos que vivemos.
    Parabéns, por esta linda e sentida dedicatória!

    Beijinho, e feliz dia!

    ResponderEliminar
  9. tempos difíceis onde o amor se faz mais ainda necessário. se cuida. beijos, pedrita

    ResponderEliminar
  10. ADOREI a foto e poema! Lindos!! Falam muito!!! beijos, chica

    ResponderEliminar
  11. Um poema de amor, desses inspirado pelo maior afeto. Sei como é. Lindo o poema e o sentimento .
    A foto, maravilhosa. Lindas !!

    Beijo e abraço querida Cidália!!

    ResponderEliminar
  12. Ternura e doçura. Tão bom. Uma foto que inspira. Parabéns.

    Isto já não é pandemia...
    É uma espécie de castração.

    Resto de um bom dia. Que o sol brilhe.

    ResponderEliminar
  13. Que foto tão bonita acompanhada de um poema delicioso!
    Adorei!
    Beijinhos e muita saúde!

    ResponderEliminar
  14. A pandemia afastou-nos do carinho dos nossos entes queridos, embora eles sempre estivessem presentes no nosso coração.
    Gostei muito da ternura da foto e do bonito poema a pedido.

    Um abraço e dias felizes.

    ResponderEliminar
  15. O amor não escolhe tempos...
    Belíssimo soneto.
    Continuação de boa semana, amiga Cidália.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  16. A foto é uma ternura e o poema está a condizer muito bem.

    Beijinho e bom Julho para as três :)

    ResponderEliminar
  17. Tão bonito e emocionante, Cidália.
    A foto está perfeita e o poema feito com o coração.

    Beijinho e feliz Julho para todos !

    ResponderEliminar
  18. Que linda dedicação de amor!
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  19. Linda foto familiar , amiga. E que belos versos.
    Que nada , nunca, impeça o amor de ser dado e recebido, seja da forma que for possível, especialmente nos tempos que estamos vivendo.
    Beijinhos,
    Valéria

    ResponderEliminar
  20. Belo poema :) lindo :)

    Beijinhos grandes de boa e santa noite

    ResponderEliminar
  21. Poema que reflete bem as saudades que tantas famílias sentiram e ainda sentem. A pandemia trouxe-nos este afastamento e uma grande saudade dos nossos mais queridos.

    Que a poesia seja uma mão estendida, um abraço de palavras sentidas, um coração maior.
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  22. Que lindo poema, cheio de amor e linda foto, parabéns

    ResponderEliminar
  23. Oi Cidália,
    A poesia é linda, mas o medo da Pandemia é real
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  24. Não se subestime, amiga Cidália, quando quer também é capaz de escrever sonetos.
    Imagem enternecedora e texto de pura concórdia familiar.
    Abraço amigo.
    Juvenal Nunes

    ResponderEliminar
  25. Um belo poema e uma imagem que gostei muito.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  26. Muito doce o poema e a foto, Cidália.
    Gostei imenso.
    Um carinhoso abraço.
    Verena

    ResponderEliminar
  27. Que fofo e lindo seu poema!
    Gostei muito de ler.
    E a foto passa carinho e afeto.
    💕🥰

    ResponderEliminar
  28. Um poema sentido de quem é mãe duas vezes.
    Bjs, bfds

    ResponderEliminar
  29. Muy bonito poema amiga. Esta pandemia nos quito bellos momentos .... Saludos amiga.

    ResponderEliminar
  30. Esplêndido poema, adorei!!!
    Desejo-lhe um fim-de-semana muito feliz!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  31. Versos ditados pelo coração, acompanhados de uma linda, linda, fotografia.
    3 beijos.

    ResponderEliminar
  32. Que ternura de soneto a acompanhar uma foto tão linda.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  33. Boa tarde Cidália,
    Bonito poema e uma magnífica foto cheia de ternura.
    Beijinhos e bom fim de semana.
    Ailime

    ResponderEliminar
  34. Oi linda poetisa Cidádila simplesmente lindo o poema amei ler !
    Feliz fim de semana de muita luz ,paz e amor para vc !
    Abraço carinhoso...🙏💐💝🌺

    ResponderEliminar
  35. Uma foto fantástica amiga que bem ilustra a beleza de seu poema.
    Sobreviver para viver cada momento de real grandeza é tudo,
    que temos nesta onda, que nos tenta nos tirar o eixo.
    Vamos seguir amiga.
    Beijo e feliz seja toda semana.

    ResponderEliminar
  36. Boa noite Cidália!
    Lindíssimo poema e muita bela imagem.

    Bom fim de semana

    ResponderEliminar
  37. Cidália!
    Bom ter a família como inspiração.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderEliminar

A vossa visita e comentário é o balsamo que alimenta a minha alma... Muito obrigada. Todos os poemas expostos são de minha inteira autoria, no que, apenas deverão ser partilhados com os devidos créditos da Autora: DEP. Legal: 374 492/14 - Cidália Ferreira - (Eu) 😘