sexta-feira, 22 de junho de 2018

Segredos do pensamento

Do livro que tento escrever
Quando meu coração se sente
E em palavras não quer dizer
Porque o meu rosto não mente
Mas sente como ninguém
A falta que alguém nos faz
Como escrever em folhas brancas
Segredos do pensamento
*
Das flores que perfumam o livro
Quando fechado, e arrumado
Guardando segredos profundos
Mas minha alma adormece
Sobre as paginas amarrotadas
O sentimento não obedece
Aos sonhos mais moribundos
Quando, só queria um beijo
*
Abro o livro, apenas desejo
Que tudo já tenha passado
E tento voltar a escrever
Mostrar que não sou insensível
Mas se acharem que o posso ser
Nada será impossível
Haverá sempre um caminho
Por onde eu possa meditar...
***
Cidália Ferreira

36 comentários:

  1. Um poema muito bonito que termina com um tom de esperança. Gostei.
    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Não desiste pois então,
    de escrever esse livro
    sem contrariar o coração
    que o consiga acredito!

    Tenha uma boa tarde do primeiro dia do verão que hoje começa amiga Cidália Ferreira.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  3. Nunca desistas, os teus poemas são sempre lindos e carregados de emoção e muita sensibilidade.

    Beijinhos Cidália

    ResponderEliminar
  4. Creo que material para editar un libro no te falte.
    El poema muy bonito.

    Saludos.

    ResponderEliminar
  5. Que lindo Cidália!
    Deixar guardado em um livro coisas da vida é sempre um segredo trancado a sete chaves.
    bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  6. O amor com as suas nuances! Um poetar fluente em saudades...
    Com carinho

    ResponderEliminar
  7. Pelo que escreves... não és nada insensível, antes pelo contrário.
    Gostei imenso do poema , parabéns.
    Continuação de boa semana, amiga Cidália.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  8. Cidália lindo o poema não deixes jamais de escrever Cidália tenha uma ótima quinta feira bjs.
    http://www.lucimarmoreira.com/

    ResponderEliminar
  9. Mas o livro continua a ser escrito... apesar das hesitações, das dúvidas e memórias doridas..
    Gostei muito.
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  10. Escrever faz muito bem :)

    Gostei muito

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. o poder dos livros como o baú dos sentimentos que guardamos e que queremos manter ! bonito poema :)
    boa semana, beijnho

    Angela

    ResponderEliminar
  12. Bonito poema
    Grandes poemas não faltam para preencher as folhas em branco desse livro
    Bjs

    Hoje em Caminhos Percorridos - Nova dosagem de VIAGRA

    ResponderEliminar
  13. Olá, estimada amiga Cidália!
    Os sentimentos não obedecem...
    Verdade!
    Seja feliz e abençoada junto aos seus amados!
    Bjm fraterno e carinhoso de paz e bem

    ResponderEliminar
  14. Pessoa insensíveis não escrevem com tanto sentimento.
    Bfds

    ResponderEliminar
  15. Boa tarde, a flores perfumam este seu lindo poema repleto de belos sentimentos.
    Feliz fim de semana,
    AG

    ResponderEliminar
  16. Lindas palavras a condizer com a linda foto!
    Beijinho
    Joana

    ResponderEliminar
  17. Mais uma linda e encantadora poesia amiga! Parabéns! Bjus

    ResponderEliminar
  18. Olá Cidália,
    Achei a imagem linda e sua composição
    inspirada! Esse livro terá
    páginas repletas
    de recordações e amor...
    Beijos!

    ResponderEliminar
  19. Que esse livro seja um livro com muitos capítulos de felicidade

    ResponderEliminar
  20. INFORMAÇÃO

    Na Nossa Travessa já se encontra o texto n.º 5 a saga É DIFÍCIL VIVER COM UM IRMÃO MONGOLÓIDE. O título dele é “MAS QUE DEUS É ESTE?


    ResponderEliminar
  21. Oi Cidália
    Obrigada pelo carinho
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  22. A passar por cá para desejar bom fim de semana!

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  23. Pura sensibilidade e beleza sempre
    neste seu sentir poético, Cidália.

    Bela harmonia da imagem com
    o poema. ..

    Feliz final de semana!
    Beijos.

    ResponderEliminar
  24. Desejo um excelente fim de semana! Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  25. Mais uma encantadora inspiração... que nos deixa palavras de esperança... neste belo momento poético, Cidália!...
    Beijinho!
    Ana

    ResponderEliminar
  26. Aplaudo de pé!!!!!
    Poema sensacional e pleno de emoção! Uma elaboração cuidada e cheia de sensibilidade!
    Esta imagem encanta e merece nota máxima assim como o poema!

    Abraço grande

    ResponderEliminar
  27. Cidália!
    Quando o pensamento divaga, queremos deixar registrado todos os sentientos. Que lindo!
    “Não sei o que fazer do que vivi, tenho medo dessa desorganização profunda. “ (Clarice Lispector)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com/2018/06/divulgacao-cultural-86-41-poetizando-e.html

    ResponderEliminar