terça-feira, 26 de junho de 2018

Barco abandonado...

Adormeci na saudade do teu regaço
Do teu carinho, do teu abraço
Das tuas palavras aconchegantes
Dos passeios imaginados à beira mar
E de todos os momentos inebriantes,
Sinto-te no mundo, tão distante
Sabes; tenho tantas saudades tuas
Todos os dias e a toda a hora
Até sinto saudade das tempestades
Queria, a tua força, d'outrora
*
Adormeci, sozinha e triste
Pelas veredas da imaginação
Como um barco no mar, abandonado
Qual coração triste magoado
Sem a brisa que o faz mover,
Mais nada no meu coração existe
Se esta saudade permanecer
Não quero perder o que me tens dado
Fazes-me falta ao amanhecer
Mas, mais falta fazes, ao meu coração.
***
Cidália Ferreira.

37 comentários:

  1. Olá, querida amiga Cidália!
    Descreve bem demais como se sente um coração ardente necessitado da brisa suave do coração amante.... Lindo!
    Seja muito feliz e abençoada junto aos seus amados!
    Bjm carinhoso e fraternal de paz e bem

    ResponderEliminar
  2. Saudades...do amor distante...
    Obrigada pela visita
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  3. Recordações do que se amou e se foi. Saudades, que entristecem a alma.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderEliminar
  4. Um coração triste e magoado!
    Linda inspiração Cidália.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  5. Apesar de triste é muito belo. :))

    Bjos
    Votos de uma óptima Segunda - Feira

    ResponderEliminar
  6. Parabéns, Cidália! Lindo teu poema de amor! Saiba que quando adormeces sozinha, o teu sonho é companhia que serve de marco, guia e luz que ao rumo te alinha! Cumprimentos pela bela postagem! Grande abraço. Laerte.

    ResponderEliminar
  7. Poema lindo que fala da saudade este sentimento tão nosso! :) Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  8. Tão bem escrito! Com tanto sentimento!
    Bjs

    ResponderEliminar
  9. Vejo aquele barco além,
    nas águas calmas do lago
    dentro dele sem ninguém
    quem lá o terá deixado?

    Muito belo o seu poema cara amiga poetisa Cidália Ferreira.
    Tenha uma boa noites.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  10. Que lindo Cidália


    A saudade é dolorida de verdade....

    Beijos
    Ani

    ResponderEliminar
  11. Adormeço todas as noites assim….

    ResponderEliminar
  12. Poema encantador triste e saudoso
    Bjs

    Hoje em Caminhos Percorridos - Triste Sina

    ResponderEliminar
  13. Oi Cidália,
    Um lindo poema
    Belíssimo
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  14. que belo poema
    https://retromaggie.blogspot.com

    ResponderEliminar
  15. Lindo poema,querida.

    Adorei!
    Estou com problemas para acessar os blogs pelo celular e com pouquíssimo tempo para a Net.
    Obrigada pela visita e,assim que meu marido se recuperar das 3 cirurgias feitas em fevereiro e março de 2018,tudo voltará ao normal,se Deus quiser.

    Beijos sabor carinho e uma semana com muitas bênçãos!

    Obs: Desculpe a mensagem copiada,mas é o que consigo agora para agradecer quem me visita e comenta.

    Donetzka

    Blog Magia de Donetzka

    ResponderEliminar
  16. Uma saudade que navega em sua alma poética!!!bj

    ResponderEliminar
  17. Lindo...lindo...lindo!!!
    Um poema sensacional e cheio de sensibilidade! A saudade é um sentimento comum a todos os mortais e tão poetizada por todos os poetas do passado e do presente.
    Adorei e a imagem é perfeita!

    Abraço amiga

    ResponderEliminar
  18. Belíssima imagem para um poema de saudade - aqui tão bem cantado!

    Beijos.

    ResponderEliminar
  19. Lindas palavras acerca da saudade...
    Beijinho
    Joana

    ResponderEliminar
  20. Gostei muito, reflecte na perfeição a ausência de um amor (saudade)

    Boa tarde :)

    Beijinhos grandes

    ResponderEliminar
  21. Adorei!
    A eterna saudade de quem ama!

    Parabéns!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  22. Olá, Cidália, como excelente poeta que és, soubeste aproveitar o tema saudade com maestria. Gostei muito. Parabéns.
    Beijo.
    Pedro

    ResponderEliminar
  23. Oi Cidália
    Muito belo
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  24. Cidália!
    Que adormecimento solitário...

    “Não sei o que fazer do que vivi, tenho medo dessa desorganização profunda. “ (Clarice Lispector)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com/2018/06/divulgacao-cultural-86-41-poetizando-e.html

    ResponderEliminar
  25. Dói tanta saudade!
    Poema emocionante!

    Beijinhos Cidália

    ResponderEliminar
  26. um poema triste mas bonito
    http://retromaggie.blogspot.com

    ResponderEliminar
  27. Um amor inquebrantável, eterno e sempre presente...
    Tocante e belo.
    Abraço
    ~~~

    ResponderEliminar
  28. Um poema tocante, marcado pela nostalgia e pela saudade!...
    Adorei, este mar de emoções, na forma de palavras!... No qual, a Cidália, é imbatível!...
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
  29. I like your blog,I sincerely hope that your blog a rapid increase in traffic density,
    which help promote your blog and we hope that your blog is being updated.
    starbetlogin

    ResponderEliminar