terça-feira, 15 de maio de 2018

Passos despercebidos

Foto de Cidália Ferreira.
Apetece-me caminhar sem ver um fim
Sem ter rumo
Sem ter de enfrentar a multidão
Sem que vejam os meus passos lentos
Sem que me julguem
Sem que sofra o meu coração,
Mas não consigo sair, deste atrofio
*
Apetece-me soltar o grito sufocado
Aquele... que só eu sei
Que permanece dentro do meu peito
Onde tantas vezes eu errei
Não fui capaz, foi ficando
E o grito tornou-se num pranto,
Apetece-me tanto, libertar esta revolta
*
Neste caminho onde nada se solta
Fica a revolta dos sonhos proibidos
Fica a saudade
Do que é meu, mas não me pertence
E do que guardo na realidade,
Mas meu coração não se convence
E caminha sem rumo em passos despercebidos
****
Cidália Ferreira.

41 comentários:

  1. Sem ver o nosso fim,
    caminhamos na vida
    porque já era assim
    quando nascemos amiga!

    Tenha uma boa tarde cara amiga poetisa Cidália,
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  2. Lindo esse caminhar! Bela poesia! bjs, ótima semana! chica

    ResponderEliminar
  3. Será que podemos sempre fazer o que nos apetece?
    Beijo, Cidália, boa semana.

    ResponderEliminar
  4. Publicação maravilhosa. Um poema sublime que mostra a sedução de um coração apaixonado
    .
    * Meu amor ... o que amo em ti *
    .
    Abraço poético.

    ResponderEliminar
  5. Com saudade, ou não, com alegria ou dor, há que seguir em frente.
    Abraço e uma boa semana

    ResponderEliminar
  6. É bom ter essa
    Consciência de que
    Seguir em frente é
    Primordial.
    Lindos versos.
    Ótima nova semana.
    Bjins
    CatiahoAlc.

    ResponderEliminar
  7. Muito bonito, também apetece-me,

    caminhar sem ver um fim
    Sem ter rumo
    Sem ter de enfrentar a multidão
    Sem que vejam os meus passos lentos
    Sem que me julguem
    Sem que sofra o meu coração,
    Mas não consigo sair, deste atrofio

    Enfim, uma pausa, um descanso da multidão!
    Beijo, Cidália!

    ResponderEliminar
  8. Por vezes também me apetece!
    Gostei de ler ... bj

    ResponderEliminar
  9. Nada como soltar o grito e assim atingir a libertação.
    Adorei o poema e a foto que o ilustra.

    Beijinhos Cidália

    ResponderEliminar
  10. Olá Cidália!
    Às vezes apetece sair sem rumo e gritar bem alto para que ninguém oiça mas alivia a alma.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Que bonito poema! :) Eu gosto muito de caminhar faz bem ao corpo e à alma! :) Beijinhos e boa semana.
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  12. Este poema tocou fundo no meu coração, revejo-me um pouco nele .... um grande beijinho. Boa noite

    ResponderEliminar
  13. Um belo caminhar, por vezes também me apetece.
    Bjs

    ResponderEliminar
  14. Boa noite Cidália,
    Muito linda a imagem e a poesia!
    Caminhar sem rumo em passos despercebidos,
    nos impedem de apreciar muitas belezas
    pelo caminho...
    Bjs!

    ResponderEliminar
  15. Caminhar sem destino nem hora.
    Uma boa proposta.

    ResponderEliminar
  16. Minha querida Cidáliamiga

    Um poema carregado de desassossego mas também de revolta à mistura com tristeza com passos sem rumo. Bonito, Cidália, bonito.

    Muitos qjs deste teu amigo e admirador

    Henrique, o Leãozão
    _____
    Na Nossa Travessa pode ler-se um artigo intitulado Do smartfone à sogra

    ResponderEliminar
  17. O caminhar para meditar...fugir...é uma constante necessidade humana.
    Um belíssimo poema em perfeita simbiose com a imagem.
    Adorei como sempre amiga!
    Abraço gigante

    ResponderEliminar
  18. Poema lindo, mas muito melancólico. Adorei

    Hoje:- Sonhei...Com uma rosa prometida.

    Bjos
    Votos de uma óptima terça-Feira

    ResponderEliminar
  19. Um longo caminhar, revolta dos sonhos perdidos. Amiga, quando olhamos para trás e percebemos que a vida passou por nós e não vivemos, da mesmo essa revolta.Parabéns pela linda poesia! Abraços, continuação de uma semana feliz.

    ResponderEliminar
  20. Um grito de saudade pelo que não se viveu, neste brilhante poema!

    Parabéns!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  21. Há dias assim ;)

    Beijinhos e boa semana

    ResponderEliminar
  22. Cara amiga Cidália, nos presenteia com mais um belo poema composto por versos contundentes. Um abração daqui do sul do Brasil. Tenhas uma linda semana.

    ResponderEliminar
  23. bonito poema
    https://retromaggie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  24. Olá Cidália
    Linda imagem, que o nosso caminhar seja leve. Bjs querida.

    ResponderEliminar
  25. Um caminhar sem olhos a espreitar, apenas o silêncio como companheiro, Versos soberbos!
    Bjs amiga Cidália!
    Diná

    ResponderEliminar
  26. Adoro o poema, muito bonito! =)
    Beijinhos,
    https://chicana.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  27. Olá, querida Cidália!
    Apetece-me tanto libertar esta revolta... é preciso! Faz bem ao coração e a poesia agradece...
    Seja muito feliz e abençoada junto aos seus amados!
    Bjm fraterno de paz e bem

    ResponderEliminar
  28. Belo e inspirado poema, querida amiga Cidália. Gostei muito. Parabéns.
    Um beijo.
    Pedro

    ResponderEliminar
  29. Lindo poema querida, tão inspirador.
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  30. Ci, toda a gente tem , por vezes, esse desejo de liberdade.


    Beijinhos e bom final de semana

    ResponderEliminar
  31. Momentos de introspecção e reflexão... traduzidos em palavras de pura inspiração...
    Mais um belo e sentido momento poético, Cidália!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
  32. Bom dia, Cidália,
    versos que caminham, que querem, que apetecem, ms que às vezes são dificultados pelos passos do coração. Uma caminhada feita nos versos deste poema.grande abraço!

    ResponderEliminar
  33. Há que caminhar sempre mas será mais fácil se houver um rumo.
    Maravilhoso poema
    Beijinhos
    Maria
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar
  34. Cidália!
    Maravilha mesmo poder caminhar para longe ou estar perto de muitos, importante é que os passos não sejam desapercebidos...
    Maravilhosa semana!
    “Gosto de ouvir. Aprendi muita coisa por ouvir cuidadosamente. A maioria das pessoas nunca ouve. “(Ernest Hemingway)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/2018/05/divulgacao-cultural-65-36-poetizando-e.html

    ResponderEliminar
  35. Beautiful image the building You chose well for the theme.
    Your blog is very nice,Thanks for sharing good blog.
    starbet promotion

    ResponderEliminar