quarta-feira, 9 de maio de 2018

Alma vadia por trilhos da noite escura

Foto de Cidália Ferreira.
Meditando sobre  o que me atormenta
Porque a minha alma em tom libertino
Se deixa envolver, sem o que aparenta
Não deixando  seguir seu doce destino
*
Alma vadia por trilhos da noite escura
Onde o meu corpo se sente à média luz
Será no momento desta minha loucura
Que a alma segue o amor que a conduz
*
Meditando, deixando a alma adormecer
Mesmo que a luz apareça sem anoitecer
Que a tormenta seja o sonho indesejado
*
Mas que a luz se acenda, a alma acorde
A reflexão seja o motivo que se recorde
A alma, seja meu corpo por ti almejado.
****
Cidália Ferreira

34 comentários:

  1. Fiquei a pensar, sim...
    Bonito poema!
    Beijinhos,
    https://chicana.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  2. Que nunca falte a luz!! Linda poesia! bjs, chica

    ResponderEliminar
  3. Bom dia. Que se acenda essa luz tão almejada pelo teu coração.

    * Ouvindo o silêncio dos Areais. *
    .
    Cumprimentos Poéticos

    ResponderEliminar
  4. Meditando, deixando a alma adormecer ... e depois escrever o sentimento que daí brotou faz sempre um belo poema para se ler!!!bj

    ResponderEliminar
  5. Que esta luz tão almejada traga o brilho desejado ao coração
    Um poema pleno de sentimento e beleza
    Beijos

    ResponderEliminar
  6. Boa tarde, Lindo poema muito bem construído, a forte luz vai entrar e ficar.
    Continuação de feliz semana,
    AG

    ResponderEliminar
  7. Magnífico poema!
    Que a luz nunca falte nos nossos corações.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  8. A alma se conduz pelo caminho do amor com muita luz nessas suas lindas palavras.
    Gostei muito Cidália.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  9. Meditando e escrevendo o que lhe vai na alma.
    beijinhos
    :)

    ResponderEliminar
  10. Um belo poema, diria até um poema iluminado! :) Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  11. COMENTÁRIO


    CIDÁLIA FERREIRA
    (A POETISA)

    EM SONETO



    É CIDÁLIA FERREIRA
    POETISA CEM POR CENTO
    QUE NESTA SUA CARREIRA
    MERECE O QUE COMENTO

    TEU DESTINO É TÃO DOCE
    COMO DOCE TEU POEMA
    FOI PARA TI QUE TE TROUXE
    O ENCANTO DESTE TEMA

    NESTE MEU SONETO DIGO
    QUE SOU CAPAZ DE COMENTAR
    O QUE TU TERÁS CONTIGO

    VONTADE DE TE EXPORES
    TUAS PALAVRAS D'ENCANTAR
    ESCOLHENDO TEUS AMORES


    LEYRENO
    09/05/2018


    ResponderEliminar
  12. Que haja luz trazendo brilhos e revelações nos nossos corações!
    Um poema bonito, Cidália!...
    Boa noite p vc...

    ResponderEliminar
  13. Oi Ci

    Meditando temos um auto conhecimento maior.
    Por vezes fazemos coisas no calor da emoção sem pensar ou refletir.

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  14. Bonito poema Cidália, meditando deixando a alma adormecer
    Bjs
    https://caminhos-percorridos2017.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  15. que bonito poema
    http://retromaggie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  16. OI CIDÁLIA!
    GOSTO DE TUDO QUE ESCREVES MAS NESTE, TE SUPERASTE.
    ACHEI MUITO LINDO!
    ABRÇS http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  17. Uma busca por almas gémeas?
    Se assim for que a busca tenha um final feliz como nos filmes.

    ResponderEliminar
  18. Que na meditação se encontre a luz!
    Lindo poema!

    Beijinhos Cidália

    ResponderEliminar
  19. Nem sempre a alma vadia nos conduz por maus caminhos...
    Parabéns por este poema, é magnífico.
    Continuação de boa semana, amiga Cidália.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  20. Querida Cidália
    Um belo soneto!
    E a luz vai acender-se e iluminar o seu caminho!
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderEliminar
  21. Já acompanho o seu blogue há muito tempo e hoje abri o meu próprio espaço onde postarei fotos tiradas por mim, poesias, prosas, mensagens e sentires do coração.
    .


    Vou colocar o seu blogue no meu, esclarecendo que o retirarei de imediato caso assim me seja determinado

    Obrigada

    ResponderEliminar
  22. Desculpe mas não tenho prática ainda estou a aprender
    Obrigada

    ResponderEliminar
  23. Boa tarde querida Cidália,

    Esse magnífico poema me fez refletir muito. Sabe-se lá em quantos momentos minha alma vive a vadiar por caminhos obscuros guiados por uma meia luz de amor. Nesse momento é só eu e Deus clareando nossos caminhos, iluminado o obscuro de uma meia luz.

    Amei muito seu poema.
    Bjs

    Desejo que os próximos dias sejam sempre de muita luz, paz, amor e harmonia.

    Wellington Maia

    ResponderEliminar
  24. Que seja alcançada tão esperada luz!
    Beijinho
    Joana

    ResponderEliminar
  25. Que cada alma encontre um destino de paz e amor.
    Belissimo soneto
    Beijinhos
    Maria
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar
  26. A vadiagem duma alma é imprescindível! A nossa mente e alma alcança metas inalcançáveis pelo nosso corpo.
    Fabuloso poema amigo e sentimentalmente rico.

    Um grande beijinho e semana feliz

    ResponderEliminar
  27. Que a meditação traga pois, a tão ansiada luz interior... que conforta a alma, e descansa o espírito... e nos conduz, aos caminhos certos...
    Um trabalho muito belo e introspectivo!
    Gostei imenso, Cidália!
    Beijinhos!
    Ana

    ResponderEliminar

A vossa visita e comentário são o elixir do meu coração...Muito obrigada...