terça-feira, 21 de novembro de 2017

Posso ser a última navegante...

Posso ser a última navegante
Por vezes incompreendida
Posso ser solitária, desmedida
Apaixonada pela vida
Sem transparecer, ser amante
Que um mar deserto acolhe
.
Posso ser sensível, durona
Por vezes fria, silenciada
O segredo escondido, a flor
Que desfolho em alto mar
Ser o desejo, o amor
Por onde desejo navegar
.
Posso ser a última navegante
Ser onda que se forma e se desfaz
E em momentos ser incapaz
De evitar a lágrima de aflição,
Posso ser dura, instigante
Mas de transparente comoção.
***
Cidália Ferreira.

35 comentários:

  1. É complicado comentar este poema pois é difícil de arranjar palavras que sejam superiores a : BRILHANTE.

    Beijo

    ResponderEliminar
  2. Sempre maravilhosa Cidália!
    Você é transparente por isso nos premia com belos poemas como o que acabo de ler.
    Bjs e obrigada pela visita.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  3. Uaauu que lindo queridq, me identifiquei muito com o seu poema!
    Tenha uma ótima terça feira!

    ResponderEliminar
  4. Maravilha!
    Parabéns por toda a sensibilidade Cidália!
    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Bello poema este que nos dejas hoy.

    Saludos.

    ResponderEliminar
  6. Boa tarde Cidália,
    Um poema magnífico.
    Gostei muito.
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderEliminar
  7. Querida Cidáliamiga

    Nem tens um poema de que se diga: mal

    Qjs do teu admirador
    Henrique, o Leãozão

    ResponderEliminar
  8. Até se pode ser a última, mas fala-se abertamente... Sente-se a alma em cada palavra.
    Gostei muito.
    Obrigada pela visita
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  9. Podemos ser tudo o que quisermos! :) Lindo poema Cidália. Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  10. A Poetisa está mais uma vez de Parabéns. Lindo,. lindo.

    Beijo

    ResponderEliminar
  11. Lindo poema, estas palavras mostram mesmo como a vida é o que quisermos que ela seja, só nós somos donos do nosso destino.
    Beijinhos
    Carla
    Blog Guloso qb ... Carla Ramalho

    ResponderEliminar
  12. Queremos e podemos ser o que queremos, importante é sermos felizes.
    Lindo poema. Bjs Ci

    ResponderEliminar
  13. Gostei
    Mto Bonito
    Kique
    https://caminhos-percorridos2017.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  14. A emoção sempre nos faz sermos ultimos navegantes.
    Boa continuação de semana.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  15. A passar por cá para conhecer mais um bonito poema!

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  16. pois por vezes temos que ser mesmo assim adorei mt bonito como tu sabes escrever bravo bjs

    ResponderEliminar
  17. Querida Cidália, estamos todos no mesmo barco mas muitas vezes estamos solitários.O importante é manter o amor pela vida.Linda poesia! Abraços

    ResponderEliminar
  18. Continuo a admirar a sua capacidade para me surpreender quando leio os seus poemas, este está lindo!

    Beijinhos Cidália

    ResponderEliminar
  19. Um desabafo!
    Um grito!
    Um auto-retrato!

    beijinhos

    :)

    ResponderEliminar
  20. Posso ser a última navegante .Palavras lindíssimas
    abraços

    ResponderEliminar
  21. Cidália, é bom estar por aqui e ler o seu sincero poema. Palavras derramadas com linda emoção...
    Obrigada por "Cirandar" por lá...
    Muita paz e um abraço

    ResponderEliminar
  22. Somos por vezes duros, sinceros transparentes demais, mas se temos sensibilidade vale a pena. Belo poema

    ResponderEliminar
  23. Lindo, apesar de melancólico.

    Bjus querida

    ResponderEliminar
  24. Magnífico poema , onde nos mostras um pouco do teu "eu".

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  25. Não tenho palavras para classificar a beleza deste poema!
    Bjs

    ResponderEliminar
  26. Se você é tudo isso,
    nas ondas a navegar
    com o amor acredito
    bem amada sabe amar!

    Boa noite amiga Cidália, e bons sonhos, um beijo,
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  27. Sem palavras diante de tão bela e tocante poesia,querida Cidália.

    Magnífico seu poetar.Magistral!

    Imagem maravilhosa.

    Amo seu espaço,minha linda.

    Feliz noite de quarta_feira

    Obrigada pela visita e volte sempre.

    Beijos sabor carinho

    Donetzka

    Blog Magia de Donetzka

    ResponderEliminar
  28. Este poema, animou a minha madrugada. Gostei.
    beijinhos http://amigos-da-cozinha.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  29. Sempre um prazer imenso, navegar por aqui, ao sabor das suas emoções e inspirações, Cidália!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
  30. Fabuloso!!!! Poema poderoso com o teu toque muito pessoal!
    Quantas vezes navegamos pelas águas da incompreensão? Este poema leva-nos a reflectir!
    Muitos beijinhos e continuação de excelentes inspirações

    ResponderEliminar