sexta-feira, 27 de abril de 2018

Vida inconstante...

No baloiço que a vida me ofereceu
Tento firmar os meus  pensamentos
Elevar o olhar sorrir aos momentos
E de repente, sinto que amanheceu
*
O silêncio num obstáculo apetecido
Como escassez do sol sem presença
Que me deixa na frenética diferença
E neste baloiço, um amor esquecido
*
Vislumbro o horizonte com devoção
Onde espero, ver chegar, ao coração
A energia precisa para um recomeçar
*
O baloiço é como a vida, inconstante
Que me  permite silenciar o relevante
Em cada dia que me sinto a tropeçar.
****
Cidália Ferreira.

37 comentários:

  1. Um excelente trabalho poético minha amiga, gostei bastante.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
  2. Bom dia. Poema muito bonito. Bela imagem :))


    Hoje:- Eis a fonte que nos alimenta alma

    Bjos
    Votos de uma boa Quinta-Feira

    ResponderEliminar
  3. Linda poesia e importa nunca paras de nos balançar na vida...beijos, ótimo dia! chica

    ResponderEliminar
  4. A vida não é uma constante, vai variando... e ainda bem, pois de contrário seria bem monótona...
    Magnífico soneto, parabéns.
    Continuação de boa semana, amiga Cidália.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  5. Também concordo e dito assim em poesia ... suaviza o nosso baloiçar!!!
    bj

    ResponderEliminar
  6. É nesse balanço que repomos as nossas energias!
    Belas palavras Cidália.
    Adorei.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  7. Poema forte e realista... Só olhando para o Alto conseguimos andar e “balançar” altaneiramente...
    A vida com suas peripécias incessantes e desafiantes...
    Abçs

    ResponderEliminar
  8. Belo momento de poesia e música me proporcionou, Cidália.
    Adorei.

    Estou-lhe muito grata!

    Tão bom imaginar a nossa vida como um baloiço!

    seguindo a letra da canção
    "não deixes nada por fazer"
    é o meu Lema de vida!

    Venho hoje agradecer-lhe as visitas que tem feito.

    Há sempre novidades nos meus blogues
    porque são 4
    é difícil gerir os quatro
    daí que este "Oriente versus Ocidente"
    tem estado um pouco mais parado.

    Vim acordá-lo com uma postagem nova!

    Beijinho da Tulipa
    Bom resto de semana

    Também tenho um post novo aqui:
    http://pensamentosimagens.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. A vida é mesmo um balanço, é preciso equilíbrio

    ResponderEliminar
  10. Temos que está sempre a balançar, Cidália mais uma linda poesia acompanhada de uma bela imagem, bjs.
    http://www.lucimarmoreira.com/

    ResponderEliminar
  11. Maravilhosa inspiração poética. Será que alguma vez se consegue esquecer um amor?

    Beijinho

    ResponderEliminar
  12. a foto ela é mt bonita adoro assim as fotos e o teu poema ele esta 5* bjs

    ResponderEliminar
  13. Boa tarde! A vida é como um baloiço, em cada impulso que damos sentimos uma sensação de liberdade e vontade de vencer.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  14. COMENTÁRIO


    UM LINDO SONETO SOBRE A VIDA
    QUE CIDÁLIA FERREIRA AQUI TRÁS
    ONDE ELA SEMPRE FOI PROVIDA
    EM POESIA TUDO É CAPAZ

    PROCURO COMENTAR POESIA
    NA POESIA ME ACOMETO
    DIZER-LHE SEM QUALQUER HERESIA
    NESTA MINHA FORMA DE SONETO

    POETISA DOS QUATRO CUSTADOS
    COMO MEU APELIDO DE FERREIRA
    OS SEUS POEMAS SÃO AJUSTADOS

    NUMA VISÃO ONDE NOS DESLUMBRA
    NÃO FOSSE ELA TÃO VERDADEIRA
    ESTÁ À VISTA; NÃO NA PENUMBRA


    LEYRENO


    ResponderEliminar
  15. Magnífico momento poético, que tão bem traduziu em palavras as inconstâncias da vida... com a sensibilidade e emoção, que a caracterizam, Cidália!
    Hoje passando aqui, com pouco tempo, apenas para deixar um beijinho! E porque amanhã também estarei off-line... só conseguirei passar por aqui, no fim de semana, já com mais tempo, para apreciar os últimos posts, que nesta semana, por aqui se me escaparam...
    Até lá, então!... Beijinho, Cidália!
    Ana

    ResponderEliminar
  16. Gostei de ler. O baloiço é como a própria vida. Cada vez que recua avança um pouco mais.
    Abraço

    ResponderEliminar
  17. Gostei muito deste grandioso poema
    Bjs
    https://caminhos-percorridos2017.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  18. a vida tem altos e baixos, momentos bons e outros nem tanto.
    Mas todos nos fazem crescer.
    Bfds

    ResponderEliminar
  19. Cidália!
    Amo suas inspirações em versos e rimas.
    “Os piores estranhos são aqueles que vivem na mesma casa e fingem que se conhecem. Conversam banalidades, mas nunca o essencial.” (Augusto Cury)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/2018/04/divulgacao-cultural-54-32-poetizando-e.html

    ResponderEliminar
  20. Bom dia. Poema muito bonito. Passando a fim de desejar um bom fim de semana.

    * Solidão sentida por uma Ave, cansada. *
    .
    Um dia feliz

    ResponderEliminar
  21. Lindo poema para este final de semana!
    Beijinho
    Joana

    ResponderEliminar
  22. a vida é mesmo assim
    é preciso sempre renascer (todos ou quase todos os dias)
    bom fim de semana
    beijinhos
    :)

    ResponderEliminar
  23. A metáfora do balouço foi bem pensada.
    Bjs

    ResponderEliminar
  24. Que bonito poema que nos lembra como balança a nossa vida! :) Beijinhos e bom fim de semana.
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  25. A vida é um constante baloiçar entre aquilo que temos e o que desejamos alcançar.
    Como sempre já nos habituaste a estes lindos poemas.

    Bom fim de semana

    Beijinhos Cidália

    ResponderEliminar
  26. Tão belo, profundo e sentido como a própria vida,
    me identifico tanto com este poema, esta inconstância
    da vida às vezes pesa muito, mas ainda bem que
    existe a poesia nesta arte para dá um sentido de
    beleza...
    Admirável o teu talento de traduzir sentires em
    pura e bela poesia sempre!!
    Feliz final de semana, Cidália!
    Beijos.

    ResponderEliminar
  27. Um dia, tropeçamos.... noutro, brilhamos ao Sol....
    A vida é isso tudo...
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  28. Sorri! Lembrei-me de quando eu escrevia sonetos! Agora estou mais virada para a prosa poética. São fases!
    Muitas vezes neste baloiço da vida, vislumbramos caminhos de luz. Basta silenciar e não pensar!
    Beijinho
    Fanny Costa

    ResponderEliminar
  29. Diante da vida inconstante um poema consistente em sentimentos de amor, esperança e resiliência, tornando assim esse poetar intemporal.

    Belíssima partilha, Amei!

    Beijos e uma semana de muita paz, luz, amor e harmonia.

    ResponderEliminar
  30. Lindo....lindo...lindo!!!
    A vida é um baloiço de inconstância, nunca se sabe o dia de amanhã!
    A imagem serviu de inspiração e como sempre soltaste palavras e emoções cheias de alma!
    ADOREI como sempre! Tens uma alma encantadora que soltas neste blog e não só....

    Abraço!

    ResponderEliminar
  31. A vida é mesmo assim, inconstante.
    Belíssimo poema
    Beijinhos
    Maria
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar

A vossa visita e comentário são o elixir do meu coração...Muito obrigada...