quarta-feira, 13 de maio de 2020

Sou como um rio, tão cheia de nada

Natureza Fotografias de Banco de Imagens, Imagens Livres de ...
****
Sinto que sou um rio de emoções
Quando julgo meus pensamentos
Que se afundam nas recordações
E afloram nos meus sentimentos
*
Sinto-me um rio deserto. Sozinha
Uma navegante de emoções leais
Quando me julgo, pequena rainha
Num rio ermo onde me solto mais
*
Sou como o rio, tão cheia de nada
Em águas, que libertam o meu ser
Em segredo, sinto-me apaixonada
Pela clareza da cor, ao amanhecer
*
Há árvores que nascem e morrem
Sem que ninguém as pinte, de cor
A natureza das águas tanto correm
E se transformam os versos d'amor
****
Cidália Ferreira 

44 comentários:

  1. Feliz día y que mejor que sentirse ese río de emociones que va navegando a través de ti y les dejas salir esas emociones de tus dedos para que todos las podamos leer ..
    Un bello poema .
    Abrazos.

    ResponderEliminar
  2. Tudo acaba bem quando acaba em amor...LINDA! beijos, chica

    ResponderEliminar
  3. Como as águas de um rio nunca passam duas vezes pelo mesmo lugar, é esperar que passem por um lugar mais doce, mais calmo e mais belo... Para que seja mais feliz e bem-amada! :>)

    Forte abraço.

    ResponderEliminar
  4. Cidália, ninguém é cheio de "nada", pelo contrário, somos cheio de tudo. As águas que nos lavam, essas sim, é que nos limpam.

    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  5. Gostei muito do poema, identifiquei-me com ele :)

    Beijinhos e tem um óptimo dia

    ResponderEliminar
  6. Adorei a imagem. Fica bem com o poema. Tudo lindo mesmo.

    Beijocas

    ResponderEliminar
  7. És como um rio, tão cheia de nada
    No entanto e contudo
    Sei que és uma poetisa abençoada
    Tendo um coração cheio de tudo
    .
    Não só como poetisa perfumada
    Tão desditosa como um malmequer
    Nesse rio cheio de nada
    Está um cheio coração de mulher
    ...................
    Um beijinho cheio de... admiração e carinho
    Sem máscara, ;)

    ResponderEliminar
  8. somo de tudo e de nada mas é a vida mais um lindo poema parabens bjs saude

    ResponderEliminar
  9. Não acredito que a Cidália seja "cheia de nada"... e nunca estamos sozinhos!! Um beijinho grande

    ResponderEliminar
  10. Também sinto muitas vezes que pareço um rio de emoções
    mas evito julgar os meus pensamentos
    porque muitas vezes deixam-me deprimida e revoltada!

    Lindas palavras as suas
    Obrigada pela partilha

    Hoje como Kalinka venho agradecer a sua visita ao meu blogue
    ORIENTE VERSUS OCIDENTE
    onde vou mostrando as minhas viagens e momentos belos que fui vivendo pelo Oriente!
    Onde - dizem - tudo isto começou...
    é triste, muito triste mesmo ver como está o Mundo
    com tantas mortes.

    Boa semana, beijo

    ResponderEliminar
  11. Por vezes o nada é muito!
    Um belo poema.
    Beijinhos
    :)

    ResponderEliminar
  12. Un poema que al igual que los ríos parezcan vacíos están llenos de vida el esta lleno de sentimiento.

    Saludos.

    ResponderEliminar
  13. Abençoada Cidália
    Tu és cheia de tudo...
    Tudo que és amor, tudo que és companheirismo, tudo que és lealdade.
    Parabéns por todos os adjetivos que aqui recebeste, pois tu merece.
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  14. É tão cheia de luz, Cidália, e isso é tanto.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  15. Celina
    Belo poema rico em significativas palavras.
    Beijos

    ResponderEliminar
  16. Querida Cidália,transborde o rio. Derrame todas as emoções.
    Deixe a correnteza carregar tudo...
    Xeru

    ResponderEliminar
  17. Lindo poema!
    Boa noite Cidália.
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderEliminar
  18. Gostei muito da imagem e do poema
    um beijinho e uma boa noite

    ResponderEliminar
  19. Para máscaras já basta as que agora temos que usar todos os dias.
    Bjs

    ResponderEliminar
  20. Estou amando ler seus posts... vou até salvar em favoritos!


    Meu Blog: Dicas da Juliana Gomes

    ResponderEliminar
  21. Eres un rio de bellos sentires.... Saludos amiga.

    ResponderEliminar
  22. Encantada com as palavras!!
    Beijinhos.
    http://www.opecadomoraemcasa.pt/

    ResponderEliminar
  23. Há dias em que nos sentimos assim... destroçadas....
    Mas a verdade é que estamos cheias de amor e vencemos a tristeza.
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  24. A passar por cá para conhecer mais um bonito poema.

    Isabel Sá  
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  25. Bom dia, Cidália
    Lindo poema, bjs querida.

    ResponderEliminar
  26. Bom dia, querida Cidália
    Belo poema, para expressar sentimentos que, no fim, tocam o Amor!
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderEliminar
  27. Cidália,
    Escrever e ler é um
    presente de Deus para nós nesses
    tempo tão incertos.
    Sua poesia me alegra.
    Bjins
    CatiahoAlc.

    ResponderEliminar
  28. que lindo poema !!
    parabéns pelo talento maravilhoso de escrever poemas tão belos!
    obrigada.
    grande abraço.
    :o)

    ResponderEliminar
  29. Cuanta belleza en la naturaleza que nos dibujas con tus letras, y en ese río de emociones y sentimientos donde tu eres una gran y preciosa reina. Muchos besitos.

    ResponderEliminar
  30. Eu realmente não tenho jeito nenhum para a poesia, mas tu tens um dom!!
    xoxo

    marisasclosetblog.com

    ResponderEliminar
  31. Poesia muito lírica, muito sentida e bela...
    Tudo pelo melhor...
    Beijinhos
    ~~~~~

    ResponderEliminar
  32. Um rio cheio (e não vazio) de emoções.

    Beijos e abraços.
    Sandra C.
    bluestrass.blogspot.com

    ResponderEliminar
  33. Um rio de emoções. Belo poema. Beijinhos CIDÁLIA

    ResponderEliminar
  34. bela poesia!
    aproveito para desejar a continuação de uma boa semana!

    Bjxxx
    Ontem é só Memória | Facebook | Instagram | Youtube

    ResponderEliminar
  35. A Querida Cidália está cheia de muita inspiração neste belo e elegante poema.
    É tão bom passar por aqui.
    Fique bem.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  36. As águas de um rio nunca passam duas vezes pelo mesmo lugar. A constância do amor valoriza-se pela permanente inovação do mesmo sentimento.
    Abraço poético.
    Juvenal Nunes

    ResponderEliminar
  37. A Cidália pode ser sim um rio, mas não vazio, é um rio que transborda poesia.
    Maravilhoso poema
    Beijinhos

    ResponderEliminar

A vossa visita e comentário é o balsamo que alimenta a minha alma...Muito obrigada. Todos os poemas expostos são de minha inteira autoria, no que, apenas deverão ser partilhados com os devidos créditos da Autora: DEP. Legal: 374 492/14 - Cidália Ferreira (Eu) 😘