sábado, 14 de novembro de 2015

Em noite de solidão, cama vazia.

Era um sonho, em noite fria
Meu quarto, cama vazia
Lençóis frios de aflição
Tu não estavas, e tão sozinha
Meu sonho continuava,
No silêncio das nossas bocas
Que dizem tanto ou talvez nada
Só em teus braços me confortava,
Em teus lábios silenciava
Palavras, nunca ditas em desejo
De mulher apaixonada,
Era um sonho poder ter-te
No meu recanto tão frio,
Mas apenas tu vagueias 
Em minha mente carente
Tão farta de escuridão,
E neste sonho tão triste
Que acordo e estou sozinha
Apenas tu és meu sonho
Que mora no meu coração
***
Cidália Ferreira.

23 comentários:

  1. Marco Aurélio - Brasil14 de novembro de 2015 às 10:21

    Quem teve a coragem de deixar essa beleza de poeta sozinha????
    Pelo menos, nós tivemos a sorte de ler poema tão sensível, tão sofrido!!!
    Cidália.... como sempre..... uma delícia de leitura!!

    ResponderEliminar
  2. Um bom poema, muito sofrido.

    Bom fim de semana, CI

    ResponderEliminar
  3. Que poema triste, mas não há solidão que perdure!
    Lindo!
    Beijos, tudo de bom!
    Mariangela

    ResponderEliminar
  4. Boa tarde, Cidália!

    Espero e quero que esteja bem. Temos sol e o astro rei aquece, eu sei, as almas mais "desesperadas".

    Pois é, quando está frio, quando as noites parecem gélidas, os sentimentos, aqueles que vêm do coração ficam impertinentes, doridos, sentidos e não nos deixam sossegar.
    E como se tal não bastasse, a eles se juntam as recordações, os desejos de beijos, enfim, tantos ensejos, tantos lamentos, que não dá para entender, nem explicar, seja onde for.

    O seu poema está extremamente bem pontuado, não faltando ou não sobrando uma vírgula, a que chamam simples sinal de pontuação, mas que dá ou retira o real sentido à frase, métrica certíssima, o que é raríssimo ver por aí, na blogosfera, mesmo na chamada poesia "erudita", feita por gente bem conhecida no mundo literário, o que não significa melhor (isto é tudo uma questão de "marcas"), vinte versos (preferencialmente poemas com número par de versos), para além do conteúdo e da temática que dá "pano para mangas". Parabéns, Cidália! É uma vencedora, aqui e na vida.

    Um excelente fim de semana.

    Beijos e um afetuoso abraço.

    Enfim, um conjunto de versos onde a carência, o desejo pelo amor dele é uma tormenta, mas há "mais marés que marinheiros" e os dias são todos diferentes. Quem sabe, se amanhã, o seu coração lírico não ficará a barrotar?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Céu,
      Da para você me ensinar versos, não entendo nada de métrica mais de amor sim.
      Juntando os dois, Cecília Meireles, que Deus a tenha; perderia de mim.
      Beijnhos
      Lua Singular

      Eliminar
    2. Olá, Dorli!

      Você sabe mais do que eu, minha amiga!
      Foi Professora, e das boas, portanto sabe as características da poesia, em geral.
      De amor, a gente fala em seu blog. Lá, você me ensina coisas sobre o amor e eu tento relembrar a você alguma coisinha das características da poesia. Negócio fechado?
      Amanhã passo no seu emblemático blog, "Lua Singular".

      Beijos e bom domingo!

      Eliminar
    3. Foi professora não, ainda sou, pois quem foi sempre será.
      Se um dia for editar um livro vou pedir a sua ajuda para fazer um livro de poesia erudita, pois as minhas são populares, não vou vendê-los e sim distribuir para entidades. Primeiro faço questão de comprar o seu.
      Até que não sou tão ruim. Meu blog não ensina amor é para quem ama de verdade.
      Por que não foi ao meu blog? Ele ainda é o mesmo: Lua Singular
      Cidália, desculpa o transtorno, eu adoro você.
      Se quiser excluir fique a vontade
      Lua Singular

      Eliminar
  5. Final de semana perfeito
    Um final de semana perfeito é aquele que passamos junto de quem amamos. Já bastou uma semana intensa de trabalho, talvez ouvindo coisas que não gostamos e tentando suportar pessoas que insistem em demonstrar negatividade.

    Agora é o momento de desfrutar do verdadeiro amor e da genuína amizade. Chegou a hora das grandes aventuras e de ter o maior sorriso no rosto. Aproveite ao máximo o que o fim de semana tem para lhe oferecer!
    autor desconhecido

    Que seu final de semana seja simplismente o máximo, bjs.

    ResponderEliminar
  6. Um poetar triste com palavras bem melancólicas.
    Muito lindo Cidália.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  7. Sonhar é bom e inspirador.
    Lindo poema.
    Beijos

    ResponderEliminar
  8. Um pouco melancólico, mas fantástico!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  9. Oi Cidália,
    Suas poesias são lindas, algumas meio melancólicas; mas elas não tiram a beleza dos seus sonetos.
    Beijos no coração.
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  10. A solidão é mesmo triste, amiga, mas é só esperar, ele vai voltar...
    Beijos, Cidália!

    ResponderEliminar
  11. Poema triste, mas uma expressão perfeita de um dia de solidão. Parabéns poetisa. Um domingo lindo prá ti. Bjs

    ResponderEliminar
  12. Abençoado domingo, Cidália!!!!!!!!! Beijos

    ResponderEliminar
  13. Desejo-lhe um ótimo final de domingo e bela semana.
    Beijos

    ResponderEliminar
  14. E na vida nem tudo é palpável ou passível de realização pois depende de outrem, portanto vamos sonhar que faz bem ao coração
    Beijos querida

    ResponderEliminar
  15. Cidália, lindo poema de saudade, beijos amiga e boa semana

    ResponderEliminar
  16. A saudade mora neste seu belo poema.

    Um beijinho e boa semana

    ResponderEliminar
  17. Bonito poema. Tenha uma ótima semana!

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  18. A dor da solidão e saudade predominam neste poema! Tal como a alegria, a tristeza também faz parte da vida e do mundo poético, sendo tanta vez protagonistas das mais belas poesias ao longo dos séculos.
    Esta é mais uma bela poesia não obstante a sua amargura. Um abraço Cidália e sê muito feliz

    ResponderEliminar