quarta-feira, 30 de outubro de 2019

Ouvi nas ondas revoltas palavras cruas

****
Adormeci na inocência do meu sonho
Fui ao cais, do amor que me esqueceu
Senti as ondas num reboliço medonho
Sonhei com um amor que não era meu
*
Ouvi nas ondas revoltas palavras cruas
Dentro de sonhos em que a tristeza dói
Senti falta de afeição nas palavras tuas
Como uma saudade que na alma corrói
*
Até a brisa afaga um destino de revolta
E num abandono, sonho ir mar adentro
Em despojo dum sentimento sem volta
*
Adormeci, vendo a lua passar por além
Acordei por instantes não me concentro
Numa inocência, onde não sou ninguém
****
Cidália Ferreira

35 comentários:

  1. Saber escutar, ouvir o que as ondas dizem... LINDA! beijos, chica

    ResponderEliminar
  2. Poema triste como são (quase) TODOS os poemas que versam sobre o sentimento. Por vezes fala a alma poética, enquanto que noutras, fala a voz do coração

    Pudesse eu ser o sonho gravado
    Nas ondas da efervescência
    Levar-te-ia de braço dado
    Até perderes a inocência
    .......................

    Gostei muito do poema

    ResponderEliminar
  3. A passar por cá para conhecer mais um bonito poema.

    Isabel Sá  
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  4. E QUEM SERIA CAPAZ DE FAZER VOCÊ SONHAR COM UM AMOR NÃO CORRESPONDIDO?????
    Beijos!!1

    ResponderEliminar
  5. Um amor sentido e repleto de sonhos e saudades!
    Lindo Cidália.
    Bjs-Carmen Lúcia

    ResponderEliminar
  6. Olá Cidália,
    poema de encantar muito bonito,
    associado aos elementos que lhe dão o suporte em alma nostálgica
    na beleza do mundo do mar ondulante,
    beijinhos, votos de boa semana,
    Angela
    https://poesiesenportugais.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  7. Sente_se a tristeza e a beleza das palavras... Bj

    ResponderEliminar
  8. Versos que exprimem a imensa desolação de um grande amor que não deu certo.
    Expressivo e intenso.
    Beijinho
    ~~~

    ResponderEliminar
  9. Um belo poema sem duvidas,
    muito sinceramente o digo
    não sei se vestidas ou nuas
    com as palavas suas escrito!

    Tenha um bom dia de Terça-feira cara amiga poetisa Cidália Ferreira. Beijos.

    ResponderEliminar
  10. Boa tarde de paz,querida amiga Cidalia!
    A falta de afetividade desola o 💓 de quem ama.
    Muito lindo seu poema!
    Tenha dias felizes!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem
    https://espiritual-marazul.blogspot.com/2019/10/2-anos-do-blog-o-amor-desperta-todos.html

    ResponderEliminar
  11. Bonitas palavras ❤
    Comecei por lê-las sem música. A sensação foi diferente, isto porque a música altera a forma de sentir/percecionar. Não sei se é possível recomeçá-la após 2 minutos de permanência no blogue.

    Bjs

    ResponderEliminar
  12. Se elas podem sem falar penso que nos contavam mtas coisas adorei bjs

    ResponderEliminar
  13. Que poema tão lindo, um dos que mais me tocou desde que te sigo por aqui (quase) todos os dias

    Beijinhos e boa semana

    ResponderEliminar
  14. Boa noite Cidália,
    Gostei deste bonito e intenso poema
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderEliminar
  15. Um poema encantador :))

    Bjos
    Votos de uma óptima Noite.

    ResponderEliminar
  16. Oi Cidália,
    Uma das poesias mais lindas que já escreveu.
    Todas são belas,mas essa me encantou
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  17. Curioso que hoje estou a visitar muita gente com espírito outonal.
    Vamos levantar o astral.
    Bjs

    ResponderEliminar
  18. Desalento, tristeza... mas o Sol brilhará depois....
    Lindo...
    Obrigada pela visita
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  19. Olá, obrigada pelos comentários por lá...
    Enquanto leio o seu poema, ouço o barulhinho do mar trazendo vivas esperanças e renovações...
    Versos saudosos e anelantes...
    Muita paz nesta quarta-feira...

    ResponderEliminar
  20. Ir e vir das ondas do sentir, ondas que dão versos.

    Te convido: 😎 Leia uma postagem sorteada para você.
    Um abraço. Tudo de bom.

    ResponderEliminar
  21. Beijinho grande no coração
    danielasilva-oficial.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  22. Olá, Cidália!
    Versos lindos, suaves e caprichados! Amei.

    ResponderEliminar
  23. Olá, Cidália!
    Mais um belo soneto, querida amiga. São lindos os seus versos, como estes:

    “Até a brisa afaga um destino de revolta
    E num abandono, sonho ir mar adentro
    Em despojo dum sentimento sem volta”


    Boa continuação da semana Cidália.
    Um beijo.
    Pedro

    ResponderEliminar
  24. Todas as noites vou a esse cais, ver o que fiz, o que farei, mudar algo...
    Gosto muito desta mensagem...

    ResponderEliminar
  25. Quem nunca?


    Gostei muito das palavras, da forma sentida e da reflexão que contém.

    Abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  26. Magnífico soneto.
    Parabéns pela inspiração.
    Cidália, bom feriado e bom fim de semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  27. Emocionante! Quanta sensibilidade encontramos por aqui!
    Um abraço!

    Pensamentos Valem Ouro

    ResponderEliminar
  28. Cidália!
    Lindo mais um soneto seu, mesmo que melancólico.
    Feliz novembro.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderEliminar
  29. Olá! Matando saudade do seu cantinho lindo!
    Fantástica poesia minha amiga querida! Parabéns!
    A amizade se enriquece com sentimentos bons quando o coração descobre a grandeza fraternal da vida. Hoje domingo, dia de descanso, mas também de visitar amigas e amigos queridos.

    Que seu dia de hoje seja marcado por coisas felizes e que em seus lábios esteja o sorriso da felicidade! Um ótimo Domingo.
    Abraços

    ResponderEliminar

A vossa visita e comentário é o balsamo que alimenta a minha alma...Muito obrigada. Todos os poemas expostos são de minha inteira autoria, no que, apenas deverão ser partilhados com os devidos créditos da Autora: DEP. Legal: 374 492/14 - Cidália Ferreira (Eu) 😘