sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Horizonte devastado

****
Estrada fora, existem olhares  que se entristecem
Existem  árvores, que fazem as suas despedidas
Existem solos matizados  de tristeza, esmorecem
Quando o frio chega e as árvores  ficam despidas
*
Existe o horizonte  devastado, e sem misericórdia
Folhas que voam, saudando a chegada do outono
Ainda a fumaça dispersa neste mundo de discórdia
Tanta dúvida, que dentro do pensamento questiono
*
Sigo a estrada da vida onde a canseira traz emoção
Sigo sozinha com a brisa e pensamentos no coração
Numa viagem, breve, mas tão difícil de compreender
*
Estrada fora, sem ruídos apenas paisagem cinzenta
O cheiro a queimado, entristece-me, traz a tormenta
Numa paisagem onde a natureza não pode defender
****
Cidália Ferreira.

24 comentários:

  1. Triste constatação em teus versos! Linda poesia! Bjs,chica

    ResponderEliminar
  2. Estou preparado, acho eu, para esse cenário quando aí for daqui a dias.
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Um excelente poema que retrata a amarga realidade.
    Abraço

    ResponderEliminar
  4. Foi o que senti ontem ao ver a paisagem queimada!
    Bj e gostei de ler

    ResponderEliminar
  5. Um excelente poema que retrata uma triste realidade, aproveito para desejar a continuação de uma boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
  6. A passar por aqui para conhecer mais um bonito poema.

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  7. Marco Aurélio - Brasil19 de setembro de 2019 às 11:23

    Uma situação muito triste.... muito!!!

    ResponderEliminar
  8. Mas, na tela do horizonte da vida, a paisagem hoje devastada, um dia irá primaverar, fazer verão com a poesia do tempo, levando outonos e invernos que passam.

    Te convido para ler: 😎 Nós a sós, equilíbrio da viagem.
    Um abraço. Tudo de bom.

    ResponderEliminar
  9. Pois, as duvidas jamais acabarão,
    enquanto no mundo houver humanidade
    as folhas das árvores caídas no chão
    na terra apodrecem devido à humidade!

    Gostei do poema, amiga Cidália Ferreira, tenha uma boa tarde. Beijos.

    ResponderEliminar
  10. O mesmo homem que constrói, destrói - estranha dualidade que tanto sofrimento traz a gente inocente.

    Boa tarde, Cidália

    ResponderEliminar
  11. Um poema que representa o estado no nosso espírito. :))

    Hoje:-Cumplicidade mutua do nosso sentimento. |Poetizando e Encantando|

    Bjos
    Votos de um óptimo Fim-de-tarde

    ResponderEliminar
  12. Temos que mudar de comportamentos, sejam eles negligentes, criminosos ou outros. Até há bombeiros incendiários...
    Magnífico poema, parabéns pela inspiração.
    Cidália, um bom resto de semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  13. Esse belíssimo poema é dos mais oportunos, Cidália. A natureza chora ante tão condenáveis procedimentos humanos.
    Meus efusivos parabéns e um abraço com o carinho de sempre.

    ResponderEliminar
  14. Lindo e a natureza não é preservada pelo homem,infelizmente.

    Feliz quinta_feira

    Donetzka

    ResponderEliminar
  15. Um poema sublime, mas muito triste! Beijinhos e boa noite. :)
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  16. O poema é lindo representa uma triste realidade infelizmente.
    Bjs

    ResponderEliminar
  17. Lindo poema e tão na ordem do dia
    Bjs
    Kique

    Hoje em Caminhos Percorridos - Em verdade te digo…

    ResponderEliminar
  18. Querida Cidália! fantástica como poetizou ao falar das aves que se despedem.

    ...Existem árvores, que fazem as suas despedidas
    Existem solos matizados de tristeza, esmorecem
    Quando o frio chega e as árvores ficam despidas...
    Ao olharmos uma arvore que está morrendo, nos vem essa impressão. Quando coordenadora municipal, visitava uma escola na zona rural que ficava perto de um manguezal.Mangueiras enormes, antigas, começaram a morrer e lembro-me bem que tombaram e restaram poucas. Era essa sensação, que elas estavam se despedindo.
    Parabéns querida, amei sua poesia. Bjuss

    ResponderEliminar
  19. adorei e já não falta tudo para o fim de semana :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  20. Gostei do seu artigo, seu site é muito bom mesmo, estou toda semana visitando e lendo seus artigos.

    Parabéns!

    Meu Blog: Hiper Saúde Ribeirão

    ResponderEliminar
  21. Paisagens queimadas, dilaceram o meu coração.
    Sentido e belo poema
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  22. Muito triste o que está acontecendo com o nosso Planeta!
    Bela inspiração amiga Cidália.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  23. Cidália!
    Triste essa devastidãao... mas, belo poema.
    cheirinhos
    Rudy
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!
    https://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com/2019/09/divulgacao-cultural-65-98-poetizando-e.html

    ResponderEliminar

A vossa visita e comentário é o balsamo que alimenta a minha alma...Muito obrigada. Todos os poemas expostos são de minha inteira autoria, no que, apenas deverão ser partilhados com os devidos créditos da Autora: Cidália Ferreira (eu) 😘