quinta-feira, 23 de maio de 2019

Na longitude da lua, constroem-se teias

A imagem pode conter: noite
Na longitude da lua, constroem-se teias
Na distância, sentem-se os sentimentos
No silêncio as palavras são argumentos
Durante uma vida em que tudo semeias
*
Até o silêncio da noite traz recordações
A lua aparece, mais distante, por magia
Os pensamentos que afloram noite e dia
Entranham-se na profundeza desilusões
*
Flores que outrora foram vida e floriram
Mas que o tempo levou toda a vitalidade
Como uma vida, em imperfeita realidade
E na longitude os olhares que já partiram
****
Cidália Ferreira.

30 comentários:

  1. Sempre lindas poesia! Parabéns! bjs, chica

    ResponderEliminar
  2. (Im)perfeita a realidade é perfeita a poesia... Bj

    ResponderEliminar
  3. A vida bem descrita...
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  4. Poema doce e maravilhoso. Gostei demais.

    Bjo

    ResponderEliminar
  5. Boa tarde Cidália,
    Um bonito poema. A Lua é muito inspiradora.
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderEliminar
  6. Poderoso e fabuloso poema!
    Uma inspiração tocante e juntamente com palavras perfeitas, saiu este belo poema!
    A imagem é espectacular e em sintonia!

    Um abraço grande

    ResponderEliminar
  7. Poema bem gostoso Cidália. Como sempre gostei confesso.
    bjs

    ResponderEliminar
  8. Um poema triste e nostálgico, mas belo! :) Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  9. Para ser lido escreveu, mais um fantástico poema,
    por quem deste para o outro mundo ainda não viajou
    porque, viver nunca é de mais e vale sempre a pena
    venham mais para eu os ler enquanto ainda cá estou!

    Tenha uma boa noite cara amiga poetisa Cidália Ferreira, Bjs.

    ResponderEliminar
  10. Olá, Cidália!
    Poema mais lindo!!!
    Grande abraço!

    ResponderEliminar
  11. Poema tão bonito
    Gostei de ler
    Bjs

    Kique

    Hoje em Caminhos Percorridos - O poder do marketing - Dia da Criança

    ResponderEliminar
  12. mt bonito como sempre como sabes escrever bjs tudo de bom

    ResponderEliminar
  13. A nostalgia e o belo de mãos dadas.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  14. Mais um muito belo mas muito triste.
    Beijo

    ResponderEliminar
  15. Mais um bonito poema :))

    HOJE, DO NOSSO GIL ANTÓNIO :- flor nascida em fenda de rochedo .

    Bjos
    Votos de uma óptima Quinta - Feira

    ResponderEliminar
  16. Cara amiga Cidália, sempre gostei da poesia evocativa à natureza. Teus bons poemas, mesmo quando lapidados em temas românticos, sempre reproduzem alguma coisa da natureza. Num tempo em que a natureza é tão maltratada, teus poemas são dignos dos nossos mais calorosos aplausos. Abraços daqui do sul do Brasil. Tenhas um lindo dia.

    ResponderEliminar
  17. Admiro demais a sua inspiração.
    Um encanto de poema.
    Bjs Cidália.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  18. Maravilha! A primeira estrofe já é simplesmente maravilhosa. Parabéns.

    ResponderEliminar
  19. Toda a construção se desmorona, é uma questão de tempo.
    Poema magnífico, gostei muito.
    Cidália, um bom resto de semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  20. Nostálgico, mas bonito na sua nostalgia
    beijinhos
    :)

    ResponderEliminar
  21. Oi Cidália
    Excelente poesia, gostei demais
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  22. Bom dia, querida Cidália
    Que belo poema! Denoto uma certa tristeza e saudade, dois sentimentos que povoam a nossa vida e que a amiga tão bem soube expressar.
    Obrigada pelas suas visitas ao meu blog e pelas palavras deixadas.
    Bom fim de semana.
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderEliminar
  23. As teias da saudade num poema maravilhoso. Amiga bom fim de semana e beijo com carinho

    ResponderEliminar
  24. Boa noite minha amiga... Parabéns o seu poetizando está maravilhoso, perfect..
    Encantador como toda natureza... Doce e ao mesmo tempo melancólico... Mágico e ao mesmo tempo magnífico. Um grande abraço do tamanho da distância que nos separa. 🌸🌿🌸🌿🌸🌿🌸🌿

    ResponderEliminar

A vossa visita e comentário são o elixir do meu coração...Muito obrigada. Todos os poemas expostos são de minha inteira autoria. Só deverão ser partilhados com os devidos créditos da Autora: Cidália Ferreira (eu) 😘