sexta-feira, 31 de maio de 2019

Redopio em frente ao teu olhar ...

Um toque  na pele, e um arrepio
Um beijo quente, de sabor a mel
Um fino tecido tão leve e macio
E no meu olhar o toque de rímel
*
Pouso para ti, com sensualidade
Olhas o meu corpo... cicatrizado
Reparas que minha naturalidade
Sem filtros, um corpo castigado
*
Redopio e em frente ao teu olhar
Provoco num misto de sensações
Não fosse... o meu coração amar
Seria um vazio de tantas emoções
*
Um toque suave em minha alma
Outro, no meu corpo, que deseja
Ser a cobaia de toda a tua calma
Um arrepio da boca que me beija
****
Cidália Ferreira.

quarta-feira, 29 de maio de 2019

Que me dera navegar pelas águas do alto mar

Enquanto a brisa marinha me sussurrava
Ia olhando o mar, no horizonte
Observando as ondas matizadas
Pelos raios do sol que nele pousavam,
E enquanto os pensamentos analisava
Deixava fluir a alegria que existia
Libertando a pressão guardada no peito
Num momento que tão bem me sentia
Respirando um pouco desta maresia
*
Os barcos num passeio tão frenético
O meu olhar em jeito pouco poético
Perdido na beleza da sua proa,
Um barco que outrora serviu um povo
Em alto mar, entre a luta e a faina,
O tão conhecido barco De St André
Que tantas vezes remou contra a maré
Hoje, encostado, o reconhecido museu
No parque Odinot, na ganfanha da Nazaré
*
Que me dera navegar pelas águas do alto mar
E deixar vaguear a minha mente, livremente
Voltar revigorada, com um sorriso no olhar...
****
Cidália Ferreira.

segunda-feira, 27 de maio de 2019

Gratidão por todos vós. 6 anos...

Resultado de imagem para image 6 anos de blog
O mês de Maio é dos meses mais lindos do Ano. Para além de ser o meu mês, o mês da minha filha, é também o mês em que o meu Blogue “Coisas de uma Vida” faz 6 anos. Hoje, dia 27 de Maio.

Comecei de uma forma bem diferente. Tive (e tenho, quando preciso) a especial ajuda de uma Amiga, e o apoio incondicional de um grande Amigo... Publiquei dois livros, apesar de, achar que devia estar agora a publicar o primeiro. Porque sinto que fui crescendo na forma de escrever.
1-"Coisas de uma vida."
O que me faz continuar a escrever é a exigência dos meus leitores. É saber que não os posso desiludir e muito menos abandonar. São todos muito especiais para mim e para este blogue continuar a crescer.

2-"O que meu coração dita"
São muitas as vezes em que dou por mim a escrever verdadeiros estados de alma. A vida é um turbilhão de sentimentos, por vezes tão duros, que se transformam em versos.
.
Não sou, nem pretendo ser Poetisa, mas é na escrita que me refugio muitas vezes. Por incrível que pareça, a tristeza inspira-me. Claro que saem poemas mais melancólicos e nem toda a gente gosta. Mas sou eu...

Não obstante, através de uma imagem bem sensual, gosto de dar asas à imaginação...

Ao longo destes 6 anos conheci pessoas lindas, maravilhosas que passaram do virtual para o real. Tive alegrias... Conheci novos blogues...Novos amigos (virtuais), e por isso, pretendo continuar a escrever para todos vocês que bem merecem.
.
O aniversário é do blogue, o seu sucesso, a todos vós o devo...Tenho ainda o sonho de publicar o 3º livro.
Resultado de imagem para gifs champanhe e bolo
Se este blogue podia existir sem vocês? Poder podia, mas não era a mesma coisa. 

Imagem relacionada Cidália Ferreira.

domingo, 26 de maio de 2019

Foi há 37 anos...


Hoje mais uma vez partilho convosco. Estamos em festa...Há  37 anos fui Mãe pela primeira vez.  (aos 19 anos). Então vamos desejar Felicidades à menina Sandra, com um dia muito feliz, junto a nós...Parabéns Minha Filha que a vida te seja sempre o mais leve possível.. Amamos-te muito.

Imagem relacionada
Mãe orgulhosa: Cidália Ferreira.

Olho além, numa visão de muita saudade (POETIZANDO)

Numa manhã serena enquanto esperava
Olhava a janela, e o sol surgia, tão belo
O silêncio das paredes me incomodava
O tempo não passava. Imaginava apelo
*
Mas apenas num pensamento instigante
Onde as dúvidas afloram, e eu entristeço
Porque sinto, numa saudade empolgante
Meu coração, numa dor que desconheço
*
Olho além, numa visão de muita saudade
Sinto-te a falta na amplitude mais virtual
Sinto, que a vida foge da disponibilidade
*
Só o tempo traz em remanescente solidão
Aquela que sinto...na tua ausência natural
Mesmo numa manhã de isolada escuridão
****
Cidália Ferreira.

POETIZANDO E ENCANTANDO

Mais uma bonita e interessante edição do Poetizando e Encantando (nr 83) Obrigada Porf Lourdes Duarte, pelo convite. É sempre um enorme gosto em poder interagir com esta bonita corrente poética, etc... Espero que gostem. Excelente Sexta-Feira para todos.

quinta-feira, 23 de maio de 2019

Na longitude da lua, constroem-se teias

A imagem pode conter: noite
Na longitude da lua, constroem-se teias
Na distância, sentem-se os sentimentos
No silêncio as palavras são argumentos
Durante uma vida em que tudo semeias
*
Até o silêncio da noite traz recordações
A lua aparece, mais distante, por magia
Os pensamentos que afloram noite e dia
Entranham-se na profundeza desilusões
*
Flores que outrora foram vida e floriram
Mas que o tempo levou toda a vitalidade
Como uma vida, em imperfeita realidade
E na longitude os olhares que já partiram
****
Cidália Ferreira.

terça-feira, 21 de maio de 2019

Hoje, passo a palavra aos meus leitores ...



56 anos, às 6H30 da manhã  nascia uma estrela - a minha pessoa. Isso mesmo. Hoje estou de parabéns, por isso, hoje estão à vontade  mas não é à vontadinha para dizerem o que quiserem sobre mim. Começo a ficar deprimida com isto da idade. Sinto que tenho tanto para fazer e o tempo escasseia. Tenho 3 netos e uma "afilhada" para ajudar a criar.  Portanto, parabéns a mim com muitos anos de vida pela frente.

Resultado de imagem para GIfs um brinde com boloResultado de imagem para GIfs um brinde com bolo

Ando pela blogosfera  há 6 anos, a maior parte dos blogueiros acompanham - me desde inicio e já me conhecem um pouco. Agradeço-vos por tudo... MAS HOJE A PALAVRA É VOSSA.

21- 05 - 1963 *  Cidália Ferreira 

segunda-feira, 20 de maio de 2019

Hoje sinto-me só, borboleta sem ninho! {POETIZANDO}

Promessas levadas pelo vento agreste
Trazendo, sussurros em forma d'amor
Mesmo que neste banco eu estivesse
Esperaria a vida inteira pelo teu calor
*
Imagino borboletas em êxtase, magia
Silêncios forçados pelas contradições
Mesmo sem ti, existe sempre alegria
Que fica gravada nas minhas emoções
*
Encosto os meus pensamentos aos teus
Sentada neste solitário banco de jardim
Onde colho uma rosa, não será o adeus
*
Promessas, palavras de eterno carinho
Que partilhámos por instantes sem fim
Hoje sinto-me só, borboleta sem ninho!
****
Cidália Ferreira.

POETIZANDO E ENCANTANDO

Chegámos às edição nº 82. Um desafio cada vez maior, tal como o gosto que tenho em participar. Importante mesmo é o desafio entre todos os blogues, com poemas/prosas, totalmente diferentes, muitos com imagens iguais. Nem sempre se consegue o melhor, mas fica sempre a "responsabilidade" de querer colaborar, com o Blogue Filosofando na Vida, da nossa querida Amiga Lourdes Duarte. Obrigada pelo convite... Bom Fim de Semana.

sexta-feira, 17 de maio de 2019

Acendem-se as luzes em esplendor...

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé, casamento e ar livre
Imagem pessoal [ Jéssica & Diogo ]
Acendem-se as luzes ao som do amor
Os corações rendem-se à beleza
Os olhares trocam-se na certeza
De poderem partilhar o mesmo calor
*
Os lábios em sussurros dizem tanto
As mãos enlaçam-se em desejo
Esperando apenas um só beijo
Que dê as esperanças ao entretanto
*
E se esse entretanto for com talento
Onde as palavras são promessas
Então que venha daí sem pressas
O tão desejado dia, o vosso casamento.
****
Cidália Ferreira.
.
Este modesto poema foi feito especialmente para a minha sobrinha - ou melhor, sobrinhos - Jessica Lopes & Diogo Ferreira. Noivos, e de casamento à vista.
A Foto é digna de um filme de amor, com um final feliz... Amo-vos 

quarta-feira, 15 de maio de 2019

Coração desorientado...aflito...

Desenhei meu coração na areia molhada
Esperei as ondas chegarem
Com a promessa do teu carinho, do teu cheiro,
Mesmo que seja da maresia orvalhada
Saberás que no meu coração
Tu foste, e serás sempre o primeiro,
Até que a vida seja como as ondas, quando partem
*
Na areia molhada já sem marcas dos pés
Por onde caminhei e te desejei,
Mas a palavra desejo, é o meu verbo
E faço dele, o meu modo de amar
Assim, com defeitos e virtudes, tal como és,
É assim que no meu coração te conservo
E prometo, que jamais te esquecerei
*
Sabes, que parte do meu coração é teu
Tem gravado a tua morada, no infinito,
No mar e na areia molhada, é a residência
Por onde me perco tantas vezes, meditando,
Mas quando dou por mim olhando o mar
Lembro-me, que algo de ti, também é meu
E o meu coração desorientado... se sente aflito
****
Cidália Ferreira 

domingo, 12 de maio de 2019

Quem me dera, neste dia, poder reforçar a minha crença. {POETIZANDO}

Quem me dera, que esse Ser tão especial fosse eterno
Como eterno é seu amor, sem nunca baixar os braços
Quando todo o impossível, está ao alcance, dos laços
Quem me dera, abraçar o infinito, deste Ser tão terno
*
Quem me dera, quando partisses me levasses contigo
E poder-mos partilhar outras vivências, outro mundo
Ambas sabemos que nosso amor lindo é tão profundo
Que dificilmente, encontrarei, um outro ombro amigo
*
Todos os dias são especiais, como Tu, como nós somos
As palavras mais lindas são as que dizemos num olhar
E basta olhar em profundidade para saber quem fomos
*
Quem me dera, neste dia poder reforçar a minha crença
Olhar-te, saber-te feliz, e repetir... és o meu verbo amar
Em toda a minha vida, na alegria na saúde e na doença
****
Cidália Ferreira.
POETIZANDO E ENCANTANDO
[Edição especialíssima]- "Para mim, porque há 25 anos que deixei de chamar pela minha Mãe".  Sou Mãe e Avó com muito orgulho. Em grande parte do mundo celebra-se o Dia da Mãe a 12 de Maio. Apesar de, este dia, ser todos os dias do ano. A Porfª Lourdes, do Blogue Filosofando na Vida oferece-nos imagens bem poderosas e muito ternas. Peguei naquela com que mais me identifiquei. 

Resta-me desejar um feliz dia, a todas as Mães, dos quatro cantos do mundo! 🌹💖

sábado, 11 de maio de 2019

Saudade ...

Saudade... palavra tão forte para quem espera
Para quem já perdeu a esperança
Para quem tinha tudo, e tudo perdeu
Saudade...palavra amarga para quem desespera
*
Saudade, quando se olha o mar, e o horizonte
Apenas as aves esvoaçam, ilusões perdidas
A maresia tenta limpar as almas
De quem se passeia pelo mar e olha defronte
*
Saudade... quanta saudade tenho de um passado
Quando o mar era sereno, noutra realidade
Algumas palavras ficavam gravadas em mim
Hoje, o tempo é a melancolia, do tempo cansado
*
E quando se sente no tempo que o sol não aquece
Mesmo que ele brilhe e faça calor
Nada consola um coração que caminhe sozinho
Porque a saudade entra, e de mim não se esquece.
****
Cidália Ferreira.

quinta-feira, 9 de maio de 2019

Quantas vezes me culpo pela chuva que cai

O dia nasce em silêncio, da alma acordada
As vozes se acalmam dando lugar ao vazio
Dum banco, onde a reflexão nasce do nada
E vai para além do horizonte e do meu frio
*
Ouço no meu silêncio as palavras já ditas
Silencio minha voz por cautos momentos
Divagam as minha emoções, e tão aflitas
Vêem as nuvens passarem entre lamentos
*
Quantas vezes apelo à voz do meu silêncio
Quantas vezes me culpo pela chuva que cai
Quantas vezes, me deparo, nas tempestades
*
O dia nasce e termina, jamais me distancio
Apenas sinto, que meu sentimento se esvai
Mesmo neste silêncio, supero, dificuldades
****
Cidália Ferreira 

terça-feira, 7 de maio de 2019

Isolo-me entre o jardim do meu silêncio.

Resultado de imagem para Imagens uma lágrima
Atormentadas lágrimas nos trilhos da primavera
Que afloram nos sentimentos de quem vive
De quem se entrega, por completo
De quem morre por alguém
De quem não é recompensada, e cai e vão,
*
Atormentados momentos, desilusão
Corpo adormecido já sem forças
Lágrimas que caem, dureza, ingratidão
Que fazem parte desta tão real quimera
Onde as palavras são a realidade do desdém
*
Brilha o sol, secando as lágrimas do meu rosto
Um aperto no meu peito de desgosto
Isolo-me entre o jardim do meu silêncio
Vagueio na reflexão da minha sina
Onde o sofrimento destrói a minha alma,
*
Atormentados sentimentos que me rebaixam
Em toda a vivência, que não me ensina
O cansaço é o caminho do limite
Vai deixando meu coração enfraquecido
Com pena, de um dia não ter morrido.
****
Cidália Ferreira.

domingo, 5 de maio de 2019

Feliz dia para todas as Mães.

Resultado de imagem para imagens com flores para o dia da Mãe
Hoje em Portugal celebra-se o dia da Mãe. É sempre no primeiro Domingo de Maio. A MINHA, já fez 25 anos, que partiu prematuramente com 53 anos, sem nos avisar... Nunca se está preparado sejam quais forem as circunstâncias. Não obstante, hoje já a fui visitar!.
.
Para todas as Mães que passarem por aqui, levem um pouco do meu carinho, e sejam hoje e sempre, muito felizes. Acho que as mães deveriam viver eternamente.
.
Como Mãe e Avó, desejo também um dia muito especial,  à minha Filha e à minha Nora.
.
Bom Domingo -  Cidália Ferreira.

sábado, 4 de maio de 2019

Queria ser desejo d'outrora, da tua pele {POETIZANDO}

Os anos passam, e desfolho lembranças
Sinto que o tempo vai depressa demais
Queria parar no tempo, sem mudanças
Queria voltar àqueles momentos fatais
*
Queria ser desejo d'outrora, da tua pele
Queria, voltar a beijar-te nesta quimera
Queria o carinho do beijo, igual àquele
Que me deste um dia noutra primavera
*
Os anos passam, apenas as recordações
Ficam na minha alma que não esquece
Aqueles momentos... de tantas emoções
*
E nas lembranças sinto um certo fervor
Será do sonho, que minha alma padece
Querendo voltar... àquele beijo de amor
****
Cidália Ferreira 
POETIZANDO E ENCANTANDO
Agradeço o convite, deste especial poetizando e encantado, deixado pela nossa querida Amiga Lourdes Duarte, do Blogue - Filosofando na Vida. As imagens são adoráveis e é difícil a escolha!.Se conseguisse escolheria todas. Gosto de todas. Os fins de semana já não tem a mesma graça sem Poetizando. Espero pelo vosso aval.  Por cá,  Domingo é dia da Mãe. Para todos um excelente fim de semana. 🌹

sexta-feira, 3 de maio de 2019

Esvoaçam sentimentos exaltam-se tormentos ...

Esvoaçam sentimentos exaltam-se tormentos
Desperta no meu coração de mãe, a natureza
Querer cuidar, e lutar em todos os momentos
Nunca desistir de ser eu própria. Sem beleza
*
Acolher o que a vida me deu... e agradecer
Por ter passado em todas as provas difíceis
São ensinamentos, que me fazem perceber
Que existem outras sensibilidades instáveis
*
Esvoaçam sentimentos, névoas do destino
Existem ramos que secam no meu coração
Outros que brotam, mas nesses, eu obstino
*
A resistência, é o meu outro lado sensível
Por muito que lute, existe a consternação
E o receio da minha alma ser irreversível
****
Cidália Ferreira.

quarta-feira, 1 de maio de 2019

Se é dia do trabalhador, então trabalhemos... :)

Resultado de imagem para imagens feliz 1º de Maio

Como hoje é feriado, dia do trabalhador,  encontro-me "de serviço" às minhas obrigações de Avó, Mãe e esposa...

Mais logo passarei  nos vossos cantinhos, com tempo e disposição. Dia feliz.