domingo, 16 de dezembro de 2018

Recordações espelhadas... [Poetizando e Encantando]

Pudesse eu, ser outra vez, aquela criança
Que brincasse sem medos, e na inocência
Que sorrisse às borboletas com esperança
Que lutam apenas pela sua sobrevivência
*
Pudesse eu, observar as águas cristalinas
Como é a candura da criança a conversar
Andar sozinha pelas  margens das colinas
 E com o olhar límpido eu pudesse ali ficar
*
Criança que fui, e recordações de outrora 
Onde se ouviam sons, ao romper d'aurora
Das minhas mãos esvoaçavam subtilezas
*
Olhar o rio, sem receio, nem medo de cair
Brincar, fazer de conta e no espelho sorrir
Esqueceria...deste mundo...as malvadezas
****
Cidália Ferreira

POETIZANDO E ENCANTANDO

E neste embalo poético chegámos à edição nr (65)... Mais uma vez de agradeço o convite deixado pela Amiga e Professora Lourdes Duarte, do Blogue Poetizando e Encantando, que se recomenda vivamente. Espero que seja do agrado de quem me visita, lê e comenta. Obrigada. Bom fim-de-semana! 

37 comentários:

  1. Tão linda tua inspiração nessa imagem que também foi minha escolha! ADOREI! beijos, lindo fds! chica

    ResponderEliminar
  2. Bom dia:- Um poema majestoso. Fina "música lírica" e poética, Soando no nosso coração, fazendo brilhar de emoção o nosso olhar. É de ler e reler e reler. Simplesmente fascinante.
    .
    Feliz fim de semana
    .
    *** Flor de Linho de Amor Vestida - "" Poetizando e Encantando "" ***

    ResponderEliminar
  3. Pode. Basta deixar acordar a criança interior, adormecida pelo tempo; despertar a poesia da vida guardada no relicário da memória.

    Um abraço. Tudo de bom.
    🤗 Natal. Um pedido de Jesus?

    ResponderEliminar
  4. Linda poesia! Que jamais deixemos de dar vida a nossa criança interior.
    Bjo 😘

    https://reolhandoavida.wordpress.com

    ResponderEliminar
  5. Oi Cidália
    Linda poesia
    Pena que essa criança cresce e tem que viver um mundo mau.
    Gostei muito
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  6. Gostei muito

    Bom fim de semana

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Nós, crianças grandes, gostaríamos de nos olharmos num espelho de água transparente. Lindo.

    Beijo
    SOL

    ResponderEliminar
  8. Como gostaria de voltar a minha infância!
    Viajei em seu soneto amiga Cidália e voltei ao tempo.
    Adorei.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  9. Cidália,

    Fiquei encantada com a beleza
    sublime e inspiradora deste seu
    poema, acredito que todos os
    poetas tem este ser criança dentro
    de si, a inspiração vem deste
    olhar da criança livre!...
    Parabéns pelo seu poema.

    Deixo meus votos de Boas Festas
    com harmonia, alegria e paz para
    você e os seus!
    Beijos.

    ResponderEliminar
  10. Minha querida Cidália! Por vezes me bate esse desejo de retornar aos tempos de criança que estão tão distantes. A inocência de uma criança é encantadora. Como você poetizou majestosamente! Uma poesia diferente das românticas que é seu estilo mas está lindíssima!

    Obrigada amiga por mais uma vez participar com essa majestosa poesia. Seja sempre bem vindo. Abraços, continuação de um fim de semana feliz.

    ResponderEliminar
  11. Ser como criança é um verdadeiro desafio diário...
    Participou bem!
    Felicidades...

    ResponderEliminar
  12. COMENTÁRIO
    SONETO

    CIDÁLIA FERREIRA POETISA
    INOCÊNCIA DE UMA CRIANÇA
    E POR MUITO MAIS QUE SEJA CONCISA
    TRÁS-ME À IDEIA UMA LEMBRANÇA

    TUDO QUE É PEQUENO SEMPRE CRESCE
    NA VIDA VEGETAL COMO ANIMAL
    E NA POESIA HÁ QUEM FLORESCE
    QUANTAS VEZES DUMA FORMA LACRIMAL



    NEM TODA VIDA É INOCÊNCIA
    CRESCEMOS COM FARTURA OU MINGUA
    NO MEIO DE TANTA PACIÊNCIA

    COMETEMOS ERROS COM MUI FARTURA
    ONDE TEM CABIMENTO A LÍNGUA
    PORTADORA DE TANTA DESVENTURA



    LEYRENO – 15/12/2018




    ResponderEliminar
  13. Boa tarde, Cidália. Este soneto é tão sublime quanto as próprias nuanças infantis que o tempo sepulta em nossa memória. Fiquei encantado e vou reler outras vezes mais. Meu carinho, meus aplausos e te desejo um excelente fim de semana.

    ResponderEliminar
  14. Crescemos,a vida muda é verdade mas em cada um de nós fica sempre um pouco de criança.... lindo poema. Bj

    ResponderEliminar
  15. Uma bonita participação.
    Ainda com o "farol" deficiente desejo um bom domingo
    Abraço

    ResponderEliminar
  16. Quem não gostaria de ver novamente o Mundo com os olhos de criança? Porque o Mundo pode ser muito cruel...
    Gostei muito...
    Beijos e abraços~
    Marta

    ResponderEliminar
  17. A Infância é um momento tão importante, e deve ser levada a sério com muito brincar. Belo poema e participação, deixei a minha

    ResponderEliminar
  18. Cidália seria incrível se pudêssemos voltar a ser criança novamente, linda poesia uma bela participação bjs.
    http://www.lucimarmoreira.com/

    ResponderEliminar
  19. Votos de feliz Natal com muito amor, paz e alegria para você e sua família!
    AG

    ResponderEliminar
  20. Mais um belíssimo poema...
    Amei!

    (desculpa tenho andado desaparecido, mas a culpa é da excessiva carga de trabalho) espero que percebas!

    Um beijinho

    ResponderEliminar
  21. Fascinante...li e reli o maravilhoso poema. Adorei a imagem.
    Bjs

    ResponderEliminar
  22. mt bonita essa foto e quem é que nao gostava de ser criança outra vez bjs e boas festas

    ResponderEliminar
  23. Aplausos pela lindíssima participação, Cidália.
    Me encantou!
    Um carinhoso abraço de
    Verena.

    ResponderEliminar
  24. Um poema lindo e cheio de candura, como uma criança! :) Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  25. Bom dia querida Cidália! mais uma linda poesia e desta vez uma história que serve de alerta para todos em relação aos cuidados que deve ter com as crianças. Parabéns! Abraços.feliz semana.

    ResponderEliminar
  26. Todos temos uma criança viva na menina de nossos olhos. Ao ver essa criança somos tomados pela emoção de ser simplesmente inocente, em nosso olhar o mundo não existe maldade.
    Parabéns pela participação e partilha.
    Bjs
    Votos de uma semana de paz, luz, amor e harmonia

    ResponderEliminar
  27. Cidália a imagem é maravilhosa e faz este retornar num tempo de feliz idade, onde tudo era festa, alegria, o medo passava ao largo e o coração só entendia de liberdade e alegrias em cada movimento. Belíssima poesia neste volver os anos amiga.
    Meus aplausos pela bela arte.
    Beijo

    ResponderEliminar
  28. Cidália!
    Escolhemos a mesma imagem, a criança traz sempre inspirações inocentes e profundas, cheias de amor.
    Belíssima!
    Desejo um ótimo final de semana!
    “Que os sinos natalícios anunciem as boas novas e te tragam um natal abençoado. Boas Festas!” (Priscilla Rodighiero)
    cheirinhos
    Rudy
    https://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com/2018/12/divulgacao-cultural-201-65-poetizando-e.html

    ResponderEliminar
  29. Que sublime amiga! Uma inspiração divina do regresso à infancia.

    Poema fabulosamente construído, uma imagem encantadora e uma sensibilidade brutal. Adorei!

    Abraço gigante

    ResponderEliminar
  30. Boa noite!
    Convite para o Poetizando e Encantando
    Amiga, Natal chegando e já nesse fim de semana tenho visita e esse período de confraternização nos dedicamos mais ao lar, familiares e amigos. Como o Poetizando para mim é importante porque tenho grandes amigos e amigas virtuais mais tão importante quanto os reais, estou postando antecipado e comunicando que anteciparei também a última edição deste ano que termina.
    Acredito que todos vocês nesse período também não dispõe de muito tempo para navegar, mas desejam enviar mensagens natalinas para amigos que tanto prezam nesta blogosfera, Então, acabei de postar para que todos os participantes tenham mais tempo pra organizar a sua postagem e visitar os amigos.
    Seja mais uma vez bem vinda!
    Que este Natal lhe traga muita felicidade para todos os dias do Ano Novo. E que seja de fato momentos felizes e abençoados!
    Feliz Natal!

    ResponderEliminar

  31. Gostei muito da inocência dessa criança Cidália,
    como as borboletas, a beleza do ser, simples e bela
    linda criança bem descrita em lindos versos !
    beijinho amiga
    Angela
    https://poesiesenportugais.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  32. Como são doces as memorias de infância.
    Maravilhoso poema
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar
  33. Magnifica interpretação poética, da maravilhosa imagem!...
    Um todo perfeito! E mais uma encantadora participação!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
  34. Boa noite, querida amiga Cidália!
    Um doce encanto voltar à infância e se ver reflitida no espelho da água!
    Muito bom passar por aqui e ler esta doçura que faz tão bem ao 💙.
    Seja muito feliz e abençoada junto aos seus amados!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem
    🙏🌹🌺⚘🌷🌼💐🌸💛🙏

    ResponderEliminar

A vossa visita e comentário é o balsamo que alimenta a minha alma...Muito obrigada. Todos os poemas expostos são de minha inteira autoria, no que, apenas deverão ser partilhados com os devidos créditos da Autora: Cidália Ferreira (eu) 😘