quarta-feira, 24 de outubro de 2018

Meu desvairo nefasto

Em passos lentos vagueia meu olhar
Sobre o areal molhado e frio
E pensamentos soltos a navegar
Num turbilhão de palavras vagas
Insegurança que me aflige,
Neste mar vazio e abandonado
Onde simplesmente me refugio
Nos meus passos em ritmo lento
Onde tantas vezes me lamento
Sentindo na brisa um calafrio,
*
E na dureza do meu pensamento
Onde as pegadas são meu rasto
E o meu desvairo nefasto,
Mesmo que as ondas acalmem
E me beijem os pés
Jamais me farão esquecer os dias
Em que não consegui adormecer,
Mas neste turbilhão de emoções
Onde a caminhada é feita de ilusões
Fico esperando por outras marés.
***
Cidália Ferreira.

36 comentários:

  1. Que belo poema para início da semana

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. De coisas engraçadas,
    para si uma mão cheia
    bem marcadas na areia
    dos seus pés as pegadas!

    lindos olhos as vejam
    lá estão não é mentira
    esperando elas desejam
    de quem lhes dê guarida!

    Não se perca no pensamento,
    também por ele não se aflija
    continue no seu passo lento
    sem se aborrecer da sua vida!

    Boa noite e bons sonhos amiga Cidália.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  3. E noutras marés...a poesia continuará a ser a sua forma de bem poeta!!! Bj

    ResponderEliminar
  4. Por vezes saber esperar trás coisas novas
    Lindo poema
    Bjs
    Kique

    Hoje em Caminhos Percorridos - É de ARREPIAR

    ResponderEliminar
  5. Diziam os antigos que saber esperar era uma virtude.
    Abraço

    ResponderEliminar
  6. Cidália!
    Amei a ilustração e ainda mais sua inspiração.
    Desejo uma semana feliz!
    “Algumas quedas servem para que levantemos mais felizes.” (William Shakespeare)
    cheirinhos
    Rudy
    https://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com/2018/10/divulgacao-cultural-137-57-poetizando-e.html

    ResponderEliminar
  7. Esperando sempre o amor! Lindo!

    Adorei!

    Estou com problemas para acessar os blogs pelo celular,pois com a visão já prejudicada,fica muito pequeno para ler.

    E com pouquíssimo tempo para a Net.

    Postando pouco,sempre que dá. Isso me acalma nesse momento difícil de minha vida.

    Obrigada pela visita e volte sempre!Há novas postagens minhas.

    Meu marido fará nova cirurgia em novembro de 2018 e outras nos próximos meses.

    Assim que ele se recuperar das 3 cirurgias feitas em fevereiro e março de 2018 e as próximas,tudo voltará ao normal,se Deus quiser.

    Beijos sabor carinho e uma semana com muitas bênçãos!

    Obs: Desculpe a mensagem copiada,mas é o que consigo agora para agradecer quem me visita e comenta.

    Donetzka

    Blog Magia de Donetzka

    ResponderEliminar
  8. Um dia de cada vez, uns melhores que outros.
    É a vida...
    Bjs

    ResponderEliminar
  9. A passar por cá para conhecer mais um bonito poema!


    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  10. Belíssimo poema. Adorei :))


    Hoje: Momentos e horas vazias

    Bjos
    Votos de uma óptima Terça - Feira

    ResponderEliminar
  11. A esperança em outras marés fortalece-nos! Poema meditativo! Excelente!
    Abraço.

    ResponderEliminar
  12. Olá, Cidália! Apesar do contexto trazer melancolia, fiquei maravilhado com seu versejar. Com certeza, outras marés virão trazendo renovadas esperanças. Aplausos, amiga e um terno abraço.

    ResponderEliminar
  13. Uma inspiração linda,mas triste!
    Há sempre uma esperança em novos momentos.
    Amei ler amiga Cidália.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  14. Oi Cidália
    Uma tristeza que dói até a alma
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  15. Querida Cidália
    E «as outras marés» serão bem melhores!
    Que belo poema que nos transmite esperança! Gostei muito.
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderEliminar
  16. Passos, pegadas, caminho. Poesia a rascunhar sentimento, lamento... E o mar...

    Um abraço e uma semana com tudo de bom.
    👍😊🌹🤗

    ResponderEliminar
  17. E outras marés virão com certeza.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  18. Olá, Cidália, muito agradável de ler esse poema, gostei muito, parabéns!
    Uma linda semana!
    beijo!

    ResponderEliminar
  19. A fé deve sempre caminhar junto a nós dentro do coração. Gostei muito do poema.
    .
    Deixando cumprimentos
    .
    Folhas caídas sem vida

    ResponderEliminar
  20. Está lindo :) beijinhos, uma excelente semana!

    ResponderEliminar
  21. Há dias em que tudo parece estar contra nós... Mas o mar é bom conselheiro...
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  22. Nada pode ser nefasto quando o coração transborda de amor. Pode ser triste, mas nefasto é uma palavra cruel. Mas o poema é lindo.

    * Estores naturais, em janelas, sendo alguns anti-roubo. *

    Beijinho

    ResponderEliminar
  23. Gostei do poema...

    Bom resto de semana

    ResponderEliminar
  24. "Esperar por outras marés"... Esperar com perseverança e consistência é sábio... Sim, aguardar com os pés no chão e dando passos firmes...
    Gostei de refletir no seu bonito poema...
    Um abç

    ResponderEliminar
  25. E faz muito bem. Já lá dizia a minha avó "Há mais marés que marinheiros"
    Abraço

    ResponderEliminar
  26. Muitas vezes temos que esperar lindo poema acompanhado de uma bela imagem, Cidália bjs.
    http://www.lucimarmoreira.com/

    ResponderEliminar
  27. Um texto poético com belas imagens e metáforas
    numa descrição de sentimentos plena de poesia.
    Belo!
    Bjs
    ~

    ResponderEliminar
  28. Tanta vez que caminho pelo areal, sentindo a maresia, reflectindo, soltando pensamentos....
    Sublime inspiração amiga potenciada por essa força poderosa que é o mar!

    Um abraço!

    ResponderEliminar
  29. Em cada palavra, pura emoção!... Tão intensa, e profunda como o mar...
    Belíssimo momento poético! Mais um... que é sempre um prazer apreciar, por aqui!...
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
  30. Que essas marés tragam tudo de bom.
    Lindo poema.
    Beijinhos
    Maria
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar

A vossa visita e comentário é o balsamo que alimenta a minha alma...Muito obrigada. Todos os poemas expostos são de minha inteira autoria, no que, apenas deverão ser partilhados com os devidos créditos da Autora: Cidália Ferreira (eu) 😘