terça-feira, 30 de janeiro de 2018

Declínio nas palavras em denso nevoeiro

Foto de Cidália Ferreira.
Não  existia sol, não existia qualquer ruído
Não existia ninguém por ali, apenas tu e eu
E degraus, que não me arrependo ter subido
De repente sinto que a minha escada tremeu
*
Denso era o nevoeiro que invadiu meu ser
Perigosos, eram os degraus que imaginava
No topo onde te coloquei, para te enaltecer
Recebi friamente o revés... jamais esperava
*
Mas neste declínio fatal onde me encontro
Queria voltar a subir... ir ao teu reencontro
Mas em pranto fico. Desgostoso momento
*
Já não existe sol nas palavras que soletraste
O afeto perdoa maus momentos, tu voltaste
Mas não já sobes comigo. Quanto tormento.
****
Cidália Ferreira  

37 comentários:

  1. Contigo subirei até às estrelas mais longínquas, lool

    Belo poema. Beijo

    ResponderEliminar
  2. Um poema triste onde é enaltecido o amor que ficou.
    Lindo amiga Cidália.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  3. É Cidália
    esses são os momentos e
    quem 'vive'.
    E é uma delicia por
    expressa-los ( os momentos)
    em versos, parece que ficam suaves.
    Feliz tarde querida.
    Bjins
    CatiahoAlc.

    ResponderEliminar
  4. Olá Cidália \o/
    Mais um poema inspirado e cheio de verdades...
    Na maioria dos retornos, as coisas não voltam
    a ser como outrora.
    Nós mudamos, e as pessoas também...
    Beijos ;)
    Achei a imagem fabulosa!!

    ResponderEliminar
  5. Boa tarde, Cidália
    Muito bonito poema.
    É triste quando o amor não é mais correspondido.
    Um forte abraço com votos de uma abençoada semana.
    Verena e Bichinhos.

    ResponderEliminar
  6. Tenho cuidado com o nevoeiro,
    não se deixa por ele enganar
    não há amor como o primeiro
    que fez a noiva subir no altar!

    Tenha uma boa noite cara amiga poetisa Cidália Ferreira. Beijinhos.

    ResponderEliminar
  7. É que escalando a dois é bem melhor!
    Gostei de ler Cidália ... bj

    ResponderEliminar
  8. Que bonito Cidália e adorei a imagem que escolheu para acompanhar este poema! :) Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  9. Oi Cidália, desculpa minha postagem sumiu outra ves. Amanhã irei comprar outro computador, ainda bem que ficaram os comentários.
    Não entendi muito bem sua poesia, mas ela ficou triste.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  10. Excelente o teu poema, porém triste!

    Beijo doce

    ResponderEliminar
  11. Muito bom na mensagem, na forma e no texto poético.
    Mais um belo soneto lírico, Cidália.
    Beijinhos,
    ~~~~

    ResponderEliminar
  12. Olá Cidália, Uma bela e criativa composição, além das verdades explícitas, qdo há descontinuidade, nada volta a ser como antes. mas, a vida segue!
    boa noite e fique em paz!

    bjss!

    ResponderEliminar
  13. Gostei muito :)

    Beijinhos e boa semana :)

    ResponderEliminar
  14. Poema triste mas a vida tem que continuar
    bjs
    Kique
    http://caminhos-percorridos2017.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  15. Bonito poema
    http://retromaggie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  16. A passar por cá para conhecer mais um bonito poema!

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  17. Bom dia, parabéns pelo seu dom poética que partilha sempre bons e belos poemas, é o caso da partilha de hoje.
    Continuação de boa semana,
    AG

    ResponderEliminar
  18. Bom dia amiga!
    Lindo texto,lindo poema!
    Bjus

    ResponderEliminar
  19. Bom dia, querida Cidália,
    soneto cheio de emoções, emoção que nos traz a saudade e também a tristeza por ter que subir sozinha os degraus de uma escada , a qual subia junto ao ser amado.Belíssimo! Beijos!

    ResponderEliminar
  20. Fantástica sintonia entre o poema e a imagem!
    Beijinho
    Joana

    ResponderEliminar
  21. Olá minha querida Amiga!
    Que saudades tinha de passar pelo teu cantinho e deliciar-me com mais um lindo poema, bem ao teu jeito. Muito bom, adorei!

    Beijinhos para ti e para os teus filhotes.

    ResponderEliminar
  22. Linda participação, parabéns poetisa, amei ler!
    Abraços apertados!

    ResponderEliminar
  23. Oi Cidália
    Gostei demais da sua participação
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  24. Bella fotografía con esa escalera que nos lleva al cielo y bien acompañada por una bella poesía.

    Saludos.

    ResponderEliminar
  25. Embora um amor não correspondido seja sempre triste, o soneto é muyito bonito.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  26. Passo por cá, hoje, para desejar bom fim de semana!


    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  27. BRAVO! Poema poderoso não obstante toda a amargura nele constante!
    A imagem é divina e em simbiose. Perfeita escolha amiga!
    Os teus poemas arrasam sempre...continua assim!

    Um abraço

    ResponderEliminar
  28. Um amor marcado pelo sofrimento e a desilusão, muito bem expresso nas suas inspiradas palavras, Cidália!
    Adorei! Beijinho
    Ana

    ResponderEliminar
  29. Cidália!
    O nevoeiro nubla os sentimentos e estimula a busca de quem se quer bem...
    Amei!
    Desejo um final de semana esplendoroso e um mês mais que abençoado!!
    “Acredite em si próprio e chegará um dia em que os outros não terão outra escolha senão acreditar com você.” (Cynthia Kersey)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA FEVEREIRO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!

    ResponderEliminar