terça-feira, 13 de outubro de 2015

Por névoas frias sem cor...

Por névoas frias sem cor
Deixei vaguear meu pensamento
Por finas arestas da solidão
E entre montes da imensidão
Que passam deixando rasto
E marcas no meu coração,
Vagueio pela brisa do nada
 Entre pensamentos e segredos
Florestas vazias e arvoredos
Folhas caídas pisadas, esquecidas
Ausentes do sol e do calor
Onde se instala o tempo cinzento 
E a tristeza por falta de amor,
Vagueei, fazendo a procura
No meu sentimento tenho a certeza
Fazes parte da minha loucura
Dando-me sentido à vida,
Mesmo vagueando na incerteza
Das névoas frias sem cor.
***
Cidália Ferreira.

24 comentários:

  1. Um belo poema minha amiga.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderEliminar
  2. Sempre lindas inspirações,Cidália! beijos, chica

    ResponderEliminar
  3. Marco Aurélio - Brasil13 de outubro de 2015 às 12:07

    Querida Poeta....
    Nas névoas frias, deixaste teu pensamento voar...à procura do grande amor....
    E, quem não encontrará essa alma tão iluminada para compartilhar o amor????
    Beijos do amigo!!!

    ResponderEliminar
  4. Uma vida ausente de amor é de névoa fria. Mas nunca pararemos de buscá-lo.
    Belo poema, Cidália.
    xx

    ResponderEliminar
  5. As 'névoas frias sem cor' transpiram solidão, tristeza.
    Beijinho, Cidália.

    ResponderEliminar
  6. Parabéns, amiga, por mais este "Morno" poema.
    Vindo de quem vem, sabemos quanto são sentidas as palavras, daí sempre comovente.

    Beijinho e Feliz semana, amiga |!!!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  7. Uma solidão deixando marcas nesse coração tão solitário.
    Lindo Cidália.
    Bjs,obrigada pela visita e uma ótima semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  8. Que a sua semana seja linda e colorida regada de amor

    bjokas=)

    ResponderEliminar
  9. Lindo poema!!!!!!!!!!! Ótima semana!!!!!!!! Beijos

    ResponderEliminar
  10. Oi Cidália,
    Lindo poema,
    Boa semana
    Beijos no coração
    minicontista

    ResponderEliminar
  11. E a tristeza por falta de amor,
    Vagueei, fazendo a procura.
    Lindo poema Cidália.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  12. Mais uma pérola poética. Arrasador.
    Bjo

    ResponderEliminar
  13. Olá Cidália!
    Eu deixo-me vaguear por este belo poema.
    Beijo e uma noite feliz.

    ResponderEliminar
  14. Arrasou lindo poema, tenha uma semana abençoada.
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=EgeQXJjUpSQ
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  15. Infelizmente, minha vida está uma correria sem fim e por isso quero pedir desculpas aos amigos, pois estou sem tempo para postar e para visitar os blogs que tanto estimo.
    Em breve entrarei voltando à normalidade.

    Beijos
    Ani

    ResponderEliminar
  16. Boa tarde, Cidália Ferreira
    Sempre gostei de ler o que escreve. Adoro esse sentimento que aplica em cada poema.
    Este é mesmo lindo. Parabéns.

    Visite-nos... Hoje, com um poema do Gil António, que por motivos profissionais não pode fazer visitas a blogues, então faço eu... desde já, agradeço.
    Beijinhos ---http://quadrasepensamentos.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  17. Que maximo arrasou esta poesia
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=EgeQXJjUpSQ
    Blog:http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  18. Oi Cidália
    Obrigada pelo carinho
    Beijos
    minicontista

    ResponderEliminar
  19. Poema muito bonito...deste gostei muito!!

    Beijinhos para ti e teus filhotes.

    ResponderEliminar
  20. Belíssima poesia que mesmo descrevendo tristes pensamentos vagueando em busca de um lugar seguro, consegue nos sensibilizar em cada verso...

    ResponderEliminar
  21. Que lindo seu poema,querida amiga linda Cidália! Todo amor carrega um pouco de loucura,mas é tão maravilhoso ler como faz tudo ficar fantástico,apesar de triste,com seu poetar,amiga.

    Escreve com alma,sentimento e verdade.

    Obrigada pela visita.Uma semana de paz e alegrias.

    Beijos sabor carinho

    Donetzka

    ResponderEliminar
  22. Uma procura desenfreada procurando o teu "porto seguro" foi a inspiração deste poema muito bem elaborado e com emoções fortes. Como sempre dás o teu toque mágico à tua poesia e encantas quem te lê. Beijinho gigante Cidália e tudo de bom para ti

    ResponderEliminar
  23. Melancólico, porém, muito bonito esse poema.
    Beijos, Cidália!

    ResponderEliminar