quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Deixei neste lugar...

Deixei neste lugar um sentimento, minha ilusão
Meras palavras lançadas ao acaso, e alma vazia
São férteis os sentimentos que têm meu coração
Quando olha o que deixou num misto de alegria

Sentados, sozinhos, de fronte ao mar  tão sereno
Onde neste pôr-do-sol relembro nossos carinhos
Que aqui sempre trocámos,  felicidade em pleno
Reflectindo nossas vidas por desertos caminhos

Agora, num vazio banco, ficam  as recordações
Onde  tantas vezes  fizemos nossas lamentações
Salvaguardando carinho que teu coração me deu

Deixei-te  neste lugar, que vou agora à procura
Dos momentos, as palavras, talvez seja loucura
Um sentimento  vazio, que meu coração sofreu
****
Cidália Ferreira.

28 comentários:

  1. Linda saudade do que deixaste lá! bjs, chica

    ResponderEliminar
  2. A saudade, mesmo que doa, é sempre por algo bom que ficou no passado.
    Lindos versos.
    Beijos

    ResponderEliminar
  3. Saudade sempre presente em nossas recordações. Vez por outra volta a povoar nossos pensamentos. Lindo poema
    Beijos

    ResponderEliminar
  4. A saudade é sempre reconfortante mesmo que doa.
    Belo poema.
    Um abraço e boa semana.

    ResponderEliminar
  5. Essa sdd hein Ci, que parece não ter fim...

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  6. Saudades que insiste em não deixar esse coração apaixonado.
    Adorei Cidália.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  7. E saudade!!!!!!!!! Abençoado dia!!!!!!!!! Beijos

    ResponderEliminar
  8. É bom guardar no coração os momentos lindos... Mas a ausência magoa muito, é verdade.
    Beijo, amiga,

    ResponderEliminar
  9. O banco vazio poderá também nos abrir permissão para novas vindas.
    Cadinho RoCo

    ResponderEliminar
  10. A nossa vida é tão preenchida de saudade!
    Belíssimo soneto, Cidália!
    xx

    ResponderEliminar
  11. A saudade dói! Mas é a única forma de não deixar esquecer!
    Lindo demais amiga!
    Beijos,
    Mariangela

    ResponderEliminar
  12. recordar os momentos bons...a saudade faz-se lembrada e por vezes magoa....

    beijo

    :)

    ResponderEliminar
  13. Amiga, gostei de mais este poema. Acho que nada tem que ver com a história da banca portuguesa.
    Por isso, nunca é demais um «Novo Banco» na busca de que, o sonho no anterior desfeito, volte a florir.
    Beijinho e Feliz Semana!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  14. Oi Cidália
    Quanta dor sinto no seu coração
    Há esperanças para tudo.
    Beijos
    lua singular

    ResponderEliminar
  15. Eh, saudades!!!!Beijos .Ótima sexta-feira

    ResponderEliminar
  16. Boa noite Cidália,
    Um poema e imagem muito belos!
    Um beijinho e muito obrigada pela sua visita.
    Ailime

    ResponderEliminar
  17. Lindo,querida amiga poeta Cidália.

    Saudade nunca é loucura.é a prova de que amamos e isso importa!

    Desculpe a demora nas visitas,mas minha conexão está um caos! Vivo sem ela no computador.
    Obrigada pela visita,volte sempre.

    Uma noite de quinta-feira de paz profunda

    Beijos sabor carinho

    Donetzka



    ResponderEliminar
  18. Saudade é sinal de que algo existiu e embora por vezes dolorosa , não dói tanto como a que se sente por algo que nunca se teve, Ci.

    Bom final de semana e abraço com estima

    ResponderEliminar
  19. Cidália mulher, não faça isso comigo não!! Como é que você posta um poema tão profundo como esse e ainda coloca essa trilha sonora automática? Que arrasar o coração dos seus leitores é? É emoção demais para um coração só <3 (Alias, vários né?)
    Rsrsrs...
    Tenha uma ótima noite!! Fica em paz!

    ResponderEliminar
  20. Oi Cidália, sempre com poesia profundas, que revelam o que sente a alma. " Agora, num vazio banco, ficam as recordações" Bom dia prá ti amiga. Bjs

    ResponderEliminar
  21. Profundo, solitário, sentimento de saudade muito belo.
    Bom fim de semana
    Bjo

    ResponderEliminar
  22. A saudade é um sentimento que muitas vezes faz doer o coração... Lindo e intenso poema
    Cidália!! Beijos e um bom fim de semana pra você

    http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  23. Poema magoado, a parecer mais desabafo. Mesmo que o seja, é composto de uma bem bonita nostalgia,
    abraços

    ResponderEliminar
  24. Oi
    gostei do seu blog, estou seguindo.
    lindos posts
    bjjj
    http://diariodalulu.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  25. Lindos versos para falar de uma saudade...
    Cidália, grande beijo!!!

    ResponderEliminar
  26. Um banco é testemunha de momentos passados e deu mote a uma maravilhosa inspiração! Poesia fabulosa onde memórias passadas são soltas da alma com grande emoção! Lindo amiga Cidália....como sempre mais um poema que nos encanta! Um abraço apertadinho

    ResponderEliminar
  27. Cidália querida, soneto maravilhoso, citando a saudade como personagem principal.a foto do banco nos passa uma nostalgia de algo que ficou ali, a imagem do banco, por si só já é uma saudade ....Palavras repletas de emoção e paixão. Lindo! Grande abraço!

    ResponderEliminar