quinta-feira, 1 de outubro de 2015

As águas serenaram, o vento acalmou.

As águas serenaram, o vento acalmou
O dia acabou sem te ver chegar
As folhas caíram, o vento as levou
E eu continuei naquele lugar,
Sentindo o vento a sussurrar
Sozinha a desesperar
Ouvindo murmúrios vindos do ar,
Serena, eu espero um alguém
Que me faça companhia
Que me tire da solidão
E me mostre o brilho do dia,
Neste lugar de puro desejo
Onde espero pelo teu encanto
As águas pararam já sem esperança
Não observam os nossos abraços,
Ficou sozinho aquele banco
Onde noutro tempo e sem cansaço
Entre ventos e murmúrios das águas
E até as rãs no seu canto
Nos traziam belas lembranças.
***
Cidália Ferreira

31 comentários:

  1. Bela poesia, onde os elemnetos da natureza servem de pano de fundo aos sentimentos.

    ResponderEliminar
  2. Há, neste poema, sinais de esperança.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Um outubro abençoado pra vc

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  4. Mesmo que venha as águas e os ventos a esperança vive, Cidália beijos.

    ResponderEliminar
  5. Recordações que ficam... Linda! Bjusss querida.

    ResponderEliminar
  6. A esperança é a última a morrer...
    bjinho

    ResponderEliminar
  7. Linda e bela poesia minha amiga.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderEliminar
  8. Linda poesia!!!!!!!!!! Abençoada quinta- feira!!!!!!!!!!!!! Beijos

    ResponderEliminar
  9. Passando pela net encontrei o seu blog, estive a folhear achei-o muito bom, feito com muito bom gosto.
    Tenho um blog que gostava que conhecesse. O Peregrino E Servo.
    PS. Se desejar fazer parte dos meus amigos virtuais faça-o de forma a que eu possa encontrar o seu blog para o seguir também.
    Que haja paz e saúde no seu lar.
    Com votos de saúde e de grandes vitórias.
    Sou António Batalha.
    http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  10. As lembranças sempre voltam...
    Lindo.
    Beijos, e uma linda tarde Cidália!
    Mariangela

    ResponderEliminar
  11. Quando o vento acalma e águas ficam serenas tudo fica bem.
    Lindo amiga Cidália.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  12. ....tudo tão harmonioso e belo em teu blog, e
    a poesia acorda os sentidos!

    beijo

    ResponderEliminar
  13. Cidália Ferreira, a harmonia do canto, é encanto que, o incógnito alguém, a seu tempo, notará, é de crer.
    Beijos

    ResponderEliminar
  14. Boa tarde, Cidália, um dia, nosso coração percebe que tudo está quieto, vem a saudade, resta a esperança. Mesmo com o aperto no coração, sentimos que estamos bem, pois tudo fica em paz.....O banco vazio simboliza que alguém voltará a sentar ali. Gostei! Beijos!

    ResponderEliminar
  15. Belo poema, Cidália!
    Mas que pena que essa espera pareça não ter fim à vista!
    xx

    ResponderEliminar
  16. "...As águas serenaram, o vento acalmou..." nasce então a esperança o combustível para continuar a caminhada mesmo diante das recordações. Linda poesia Cidália. Um boa tarde para vc amiga. Bjs

    ResponderEliminar
  17. Depois da tempestade, vem a bonança, é bom sentir essa serenidade, beijos amiga,
    gostei do poema, como sempre

    ResponderEliminar
  18. Tudo é motivo de lembrança quando estamos ao lado de quem amamos, até as coisas mais simples e aparentemente inexpressivas, se revestem de vida, nos convida ao elevo, ao sem motivo de contentamento. O que conta é o que vai por dentro, é a alegria incontida, é a motivação, nos remoçando, doando vida. Belo, Cidalia.

    ResponderEliminar
  19. Boa noite Cidália!
    Adorei a linda poesia,, cheia de encanto.
    Beijos

    ResponderEliminar
  20. Poema lindíssimo amiga....transmite serenidade e esperança! Emoções e palavras muito bem escolhidas tornando este poema mágico! Um grande abraço e resto semana feliz

    ResponderEliminar
  21. Poema maravilhoso esperar e conseguir é tudo de bom
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=EgeQXJjUpSQ
    Blog:http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  22. Lindo final de semana!!!!!!!!!!!! Beijos

    ResponderEliminar
  23. Realmente, estes versos transmitem serenidade.
    Bjs

    ResponderEliminar
  24. esperar é um meio de conseguir.
    um dia tudo se recompõe.
    um bom fim de semana.
    beijo
    :)

    ResponderEliminar
  25. Sauda o Outono com uma bela poesia, amiga.
    Eu gosto muito do Outono.
    Bjs.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  26. Oi Cidália,
    Passando para lhe desejar um bom fim de semana
    Beijos no coração
    minicontista

    ResponderEliminar
  27. Oi Ci... Adoro poemas... mas tomara que os nossos
    bancos fiquem vazios só nos poemas mesmo kkk.
    Bom final de semana e Grata pela sua visita lá na casa.

    ResponderEliminar
  28. Muito lindo o poema ,um maravilhoso final de semana, bjs.

    ResponderEliminar
  29. Amiga Cidália senti-me dentro deste belíssimo poema. Obrigada.
    Mil beijos e abraços.
    (Gosto muito desta música )
    Alice

    ResponderEliminar