quinta-feira, 16 de julho de 2015

Pelas veredas da vida.

Pelas veredas da vida
Encontrei-me num baloiço
Desmoronando meu corpo
Pela escuridão da noite
Um sonho me transportou
Pelos caminhos incertos,
Acompanhada da lua
E das estrelas cadentes
Deixo-me ir no balanço
Para afugentar meus medos
Do vento que me sussurra
Desvendando meus segredos,
Nos meus momentos carentes
Olho tristemente a lua
E as estrelas brilhando
Recordo sonho incompleto
Nesta saudade que actua 
No momento do afeto 
***
Cidália Ferreira

25 comentários:

  1. Por vezes é bom estarmos no baloiço da vida desde que tenhamos o controlo do baloiço.
    Um belo poema, gostei.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderEliminar
  2. Muito lindo e estar num balanço fazendo um "balanço" da vida... bjs, chica

    ResponderEliminar
  3. Oi Cidália!
    De vez em quando é bom balançarmos nossa vida...
    Lindo poema amiga.
    Beijos, e um ótimo dia!
    Mariangela

    ResponderEliminar
  4. Sonhos de amor no imaginário do pensamento. Muito bonito.

    ResponderEliminar
  5. Momentos carentes remetem sdd, solidão e eu não sou fã deles.

    Quisera que a sdd acabasse qdo começamos a senti-la.

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  6. De vez em quando faz bem sonhar.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  7. Oi Cidália,
    A vida não nos da tempo para balançar e bem mais velho caímos dele.
    Balançar só na infância.
    Beijos
    Dorli

    ResponderEliminar
  8. Oi linda!
    Este poema é lindo.
    Dé uma passadinha no meu blog, você vai adora ele tanto quanto eu adorei o seu.
    Se gostar, me siga. Mas se você não gosta.......
    ME SIGA mesmo assim!!! rsrsrs
    Beijokas!!!!

    http://viciadasemlivros911.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  9. É muito bom esse balançar,principalmente quando crianças assim não pensamos em saudades.
    Belos versos como sempre Cidália.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  10. A Vida, como os baloiços, tem alturas de pura adrenalina, outras de uma calma tranquila. Por vezes consegue ser bem agitada.
    Que o Baloiço da Vida continue assim, pendurado, ao sabor do vento, mas bem seguro, bem fadado.
    Gostei deste vaivem do baloiço que embalou as palavras do teu poema.
    Beijinhos amiga.

    Rosaria Marques

    ResponderEliminar
  11. Olá amiga
    As estrelas brilhando no firmamento nos leva a um belo lugar. Bjs querida.

    ResponderEliminar
  12. Lindo poema Cidália.
    É sempre bom balançar sentir o vento no rosto!
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  13. Lindo poema no baloiçar da vida.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  14. Sentir o sopro da brisa e sonhar neste belo balanço. Muito lindoooooo
    Beijos e um ótimo dia

    ResponderEliminar
  15. Nas suas rimas moram o amor e a saudade, de mãos dadas num poema lindo.
    Abraço com carinho

    Bíndi e Ghost

    ResponderEliminar
  16. Mais um belo e sensível poema Cidália, adorei!!
    Beijos

    http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  17. QUE LINDO SEU POEMA! REFLETINDO NUM BALANÇAR TAL UMA CRIANÇA.

    IMAGEM MARAVILHOSA,CIDÁLIA.PARABÉNS!

    OBRIGADA PELA VISITA,LINDA QUINTA_FEIRA

    BEIJOS SABOR CARINHO

    DONETZKA

    Blog Magia de Donetzka

    ResponderEliminar
  18. Sonhando a vida ao ritmo dos balanços.

    Magnífico poema.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  19. Que bom esse balanço em companhia da lua e da estrelas, Cidália beijos.

    ResponderEliminar
  20. Ainda a escritora Margarida Rebelo Pinto afirma que não há coincidências.
    Agradeço visita e comentário.
    A vida é com um baloiço, ora coisas boas, ora coisas más, neste vaivém. Sonhar faz parte de nós.
    Bom fim de semana. Beijo.

    ResponderEliminar
  21. A vida é composta por vários caminhos cuja meta é incerta. Muitas vezes tropeçamos em pedras ou grande pedregulhos que de certa forma nos marcam, mas com todos eles construíremos um castelo. Uma imagem fabulosa que te inspirou neste belo poema que nos obriga a reflectir. Um grande abraço Cidália

    ResponderEliminar
  22. Oi Cidália,
    Passando para lhe desejar uma linda tarde
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  23. De repente eis que a saudade surge para nos impulsionar para o presente.
    Cadiho RoCo

    ResponderEliminar