quinta-feira, 31 de julho de 2014

Caía do céu a mais fina flor...

Caía do céu a mais fina  flor
Linda, perfumada, isenta de espinho
Dela, exalavam palavras em esplendor
Melodia em sintonia no meu caminho
Cada pétala representada de uma vida
De lembranças e saudades, por amor

Ofertadas com carinho de outrora
Com a fragrância e tua recordação
Alimento que recebia, não agora
Em que me falta alegria no coração
Choro esta falta, alimento d’minha alma
E das palavras carinhosas, a qualquer hora.
***
Cidália Ferreira.

25 comentários:

  1. Olá Cidália! Passando para te cumprimentar e apreciar mais uma das tuas belas criações. Muito profundo!

    Abraços e uma ótima tarde para ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderEliminar
  2. Cidália querida, mais um belo poema, já me acostumei, lindos mas tristes,
    alegria amiga, beijos amigos e carinhosos

    ResponderEliminar
  3. Cidália, lindo mas...finaliza triste!

    Alegra-te

    Bjus

    Fátima Gonçalves

    ResponderEliminar
  4. "Caia do céu a mais fina uma flor..."
    São delírios do poeta. Bjussss

    ResponderEliminar
  5. Maravilhoso poema!
    A cada dia caem milhares de pétalas, essas, pelas quais choramos de saudades, talvez por uma paixão, por um filho (a) que está distante...
    Realmente você soube usar a flor da forma mais sublime...
    Beijo em seu coração.
    Nicinha

    ResponderEliminar
  6. olá Cidália mais um lindo poema ,mas triste ,escrito com muita álma ,já sabes que adoro tudo que escreves vamos lá escrever outro estou á espera,beijinhos laurinda.

    ResponderEliminar
  7. Ai, a desilusão amorosa dói tanto!...E a dor é uma coisa tão funda.
    xx

    ResponderEliminar
  8. Para não fugir à regra, termina com um sentimento de tristeza.
    Mas é Lindooooooooo!!!!!!!
    Feliz quinta feira, amiga !!!!

    ResponderEliminar
  9. Que lindos versos nostálgicos, amei ler!
    Abraços amiga poetisa!

    ResponderEliminar
  10. Que lindas e perfumadas pétalas com alegria, recaiam sobre a sua vida

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  11. A saudade nos trás recordações inesquecíveis... lindíssimo Cidália.
    Beijos!
    Mariangela

    ResponderEliminar
  12. Oi Cidália, fiquei feliz em vê-la em meu blogue, aliás você é uma de minhas leitoras e que me visita sempre. Fico-lhe grata por isso e já respondi pra ti lá no Coluna.
    Linda tua poesia e teu blog é um espaço que apetece... a música me fez viajar no tempo. Obrigada por este momento
    beijinhos de afeto

    ResponderEliminar
  13. Nem sempre o coração está feliz...Faz parte da vida...Poema triste como todos os que são belos
    Beijo

    ResponderEliminar
  14. Oi Cidália,
    Uma doçura de poema, meio tristinho no final.
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  15. As flores são os mais belos presentes de Deus mas só sabe reconhecê-lo as pessoas de almas sensíveis, assim como você, querida!!!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  16. Que poema maravilhoso amei
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
    Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis

    ResponderEliminar
  17. Oi Cidália
    Temos momentos de finas flores e outros de flores fenecendo, e são os momentos mais doidos que suportamos quando recordamos o perfume que ficou marcado.
    Lindo poema
    boa noite com abraços

    ResponderEliminar
  18. Olá Cidália
    Que lindo poema. Do céu sempre surgem coisas boas. Bjs querida.

    ResponderEliminar
  19. Oi Cidália,
    Passando para lhe desejar uma linda noite
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderEliminar