terça-feira, 18 de setembro de 2018

A lacuna na inspiração


Queria tanto ser o livro aberto
O pensamento constante, a memória
A página escrita do nada 
Mesmo que mude o rumo da estória,
Queria ser a palavra certa
Em cada momento da descoberta,
Mas sinto-me um livro entreaberto
A lacuna na inspiração,
Não sei se é cansaço ou obstrução
Apenas a mente não deixa
Que o livro se escreva em glória
*
Um livro aberto ou página em branco
Ficando as mágoas do coração,
Queria ser do livro, a mariposa
Dos sentimentos em liberdade
E neste pensamento bloqueado
Não tenho forças para escrever
Nem inspiração para sorrir,
Queria ser, apenas o livro certo
Para que me consiga exprimir,
E quando sentir que me vêm ler
Retribuir-vos-ei em palavras de saudade
***
Cidália Ferreira.

41 comentários:

  1. Amo suas palavras :)

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  2. Amo os teus poemas tão intensos e belos
    Este ficou soberbo minha amiga
    Tenha um dia feliz
    Beijos

    ResponderEliminar
  3. As palavras, por vezes, desertam-nos...
    Gostei muito...
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  4. Muita melancolia transmite este poema amiga!
    Contudo a beleza poética está lá...emoções fortemente sentidas!
    Um abraço muito grande e sejamos sempre um livro aberto e que noassas palavras sejam inspiração para todos

    ResponderEliminar
  5. Não tens lacunas na inspiração
    Um beijo e boa semana

    ResponderEliminar
  6. Lindas palavras!
    Um beijo e boa semana

    ResponderEliminar
  7. Lindo de ler seus poemas Cidália.
    Gostei muito de preencher lacunas com saudade. Lindo, lindo!
    A imagem é fantástica.

    Bjs
    Votos de uma semana de paz, luz, amor e harmonia

    ResponderEliminar
  8. Querida Cidália, começa a semana com um poema muito belo! :) Beijinhos e boa semana.
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  9. Quantas palavras cabem dentro de um livro aberto sobre os nossos sentimentos!
    Amei ler,como sempre você nos encanta com seus poemas amiga Cidália.
    Bjs e uma ótima semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  10. Um livro aberto e uma folha em branco, é o poder de escrever um capítulo da nossa vida ;)

    Beijinhos e boa semana

    ResponderEliminar
  11. Você navega na imaginação,
    como os barcos navegam no mar
    ama e sente amor no coração
    não o deixa nas ondas abalroar!

    Gostei muito do seu poema cara amiga poetisa Cidália Ferreira.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  12. Um livro aberto permite criar com mais facilidade!
    Gostei de ler ... Bj

    ResponderEliminar
  13. Emoção, sentimentos intensos e encantamento encontrei nesse magnífico poema!
    Beijos!

    ResponderEliminar
  14. Que maravilhoso! Adorei ler!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Isso passa, tudo passa e a inspiração volta, pousa na mente, no coração, faz a alma transbordar-se na arte de escrever.

    Um abraço. Tudo de bom.
    Leia uma postagem sorteada...

    ResponderEliminar
  16. Como se pode falar em lacuna de inspiração quem escreve poemas tão inspirados?
    Abraço

    ResponderEliminar
  17. Que lindo!
    Um grande abraço de
    Verena e Bichinhos.

    ResponderEliminar
  18. Se houve lacuna e escreveu um poema tão melancolicamente bonito, é porque a inspiração voltou.
    Até os grandes escritores têm falhas dessas e nem todos têm a mesma sorte que a Cidália.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  19. Lindo, Cidália.
    Não duvide da sua inspiração.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  20. Um poema com desejos e anseios intensos...
    Boa semana... Um abraço...

    ResponderEliminar
  21. Oi Cidália querida


    Que poema mais lindo...
    Por vezes me sinto um livro entreaberto também...

    Beijos
    Ani

    ResponderEliminar
  22. Para uma lacuna de inspiração, olha que correu MUITO bem! ;)
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  23. Foi um enorme prazer ler este poema
    Bjs

    Kique

    Hoje em Caminhos Percorridos - Regresso as aulas...

    ResponderEliminar
  24. Ser lida por ente querido e amado... Tenho certeza que só por isso a inspiração chegará.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  25. Haverá sempre uma linda inspiração ao amor. As palavras conspiram e vem um soneto no colo com toda arte da poesia, que lhe abraça.
    Boa semana Cidália plena de inspirações para nosso deleite.
    Beijo amiga.

    ResponderEliminar
  26. Por vezes não conseguimos achar as palavras, a inspiração, há uma lacuna em nós, aqui superada. Lindo poema

    ResponderEliminar
  27. Que lindo,amiga Cidália!

    Que você reescreva muitos livros e páginas em branco com as pérolas que saem de seu coração!


    Amo seu espaço!

    Obrigada pela visita,volte sempre.

    Beijos sabor carinho e uma noite de segunda_feira abençoada

    Donetzka

    ResponderEliminar
  28. Cidália!
    Todos queremos um livro em branco para reescrevermos algumas passagens de nossa vida.
    Linda participação.
    “O prazer dos grandes homens consiste em poder tornar os outros felizes.” (Blaise Pascal)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com/2018/09/divulgacao-cultural-127-53-edicao-do.html

    Gostaria, se puder, comentar na postagem onde falo sobre meu primeiro poema a ser publicado em uma Antologia, GRATIDÃO!! http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com/2018/09/divulgacao-cultural-126-antologia.html

    ResponderEliminar
  29. Que lindo poema
    http://retromaggie.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  30. Venho aqui ler regularmente e sinto que tenho sido muito bem recebido e acarinhado.
    Beijos, boa semana

    ResponderEliminar
  31. Nossa, lindamente inspirado esse poema, és um lindo livro, tens sempre muito a nos mostrar, aqui está seu belo e inspirado desejo de ser um "livro aberto"!
    Parabéns!
    Abraços apertados!

    ResponderEliminar
  32. Boa tarde Cidália,
    Um poema lindo pleno de emoções.
    Um beijinho e continuação de boa semana.
    Ailime

    ResponderEliminar
  33. Mais uma pérola de poesia! Amei sua inspiração amiga. Parabéns! Abraços com carinho. Dilene

    ResponderEliminar
  34. O livro pode ser eterno, a mariposa te vida curta...
    Os lapsos de criatividade aparecem com o cansaço,
    mas não notei nada neste belo poema.
    Beijinhos
    ~~~~

    ResponderEliminar
  35. A minha amiga nunca tem lacunas de inspiração, os seus poemas sempre encantam o meu coração.
    Beijinhos
    Maria
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar

A vossa visita e comentário é o balsamo que alimenta a minha alma...Muito obrigada. Todos os poemas expostos são de minha inteira autoria, no que, apenas deverão ser partilhados com os devidos créditos da Autora: Cidália Ferreira (eu) 😘