sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Sinto que o imaginário me presenteou

Sinto que o imaginário me presenteou
No dia, em que  apareceste, tão lindo
Sinto que o meu coração se apaixonou
Pelo ser que me protege e vai fluindo 
.
Sinto um excesso de carinho a chegar
Sinto que és a força que tanto preciso 
Sinto-me embebecida por poder olhar
Ver-te chegar sem qualquer improviso 
.
Mas haverá sempre o caminho a seguir
E um destino, que nos envolve, a fluir
Como o sol que se esconde, da neblina
.
E neste solitário caminho, a esperança
Nasce a todas as manhãs, qual criança
É o imaginário, um sol que me ilumina.
****
Cidália Ferreira

30 comentários:

  1. Que o imaginário não te abandone nunca...Lindo! bjs, chica

    ResponderEliminar
  2. Que soneto tão amoroso! Uma maravilha!
    Beijos, querida Cidália.
    ~~~

    ResponderEliminar
  3. Belíssimo e terno soneto.

    Parabéns!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  4. E de um imaginário se fazem lindos e belos sonhos. Mais um lindo e bem temperado poema, amiga. Parabéns
    Deixo o desejo de um muito Feliz fim de semana, com um beijinho de amizade !!!!!

    ResponderEliminar
  5. Pelo imaginário podemos alcançar dimensões fascinantes. www.hellowebradio.com ... você.Vem!
    Cadinho RoCo

    ResponderEliminar
  6. E o imaginário permite isso mesmo ... um belo momento poético!!!
    Bj

    ResponderEliminar
  7. Ola amiga, a imaginação nos permite voar , voei contigo nestes lindos e sensíveis versos.
    Noite abençoada desejo a vc.

    Bjsss!

    ResponderEliminar
  8. Oi Cidália
    Uma poesia esperançosa e gostosa de ler
    Maravilha
    Beijo no coração
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  9. Um poema bem amoroso para nos abrir a porta ao fim de semana! :) Beijinhos e bom fim de semana.
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  10. Lindo demais,querida!

    Que tudo o que imagine de bom aconteça para você!

    O amor paira no ar!

    Beijos sabor carinho e um fim de semana de paz e bênçãos

    Donetzka

    ResponderEliminar
  11. Que o imaginário te leve aos sítios certos.

    ResponderEliminar
  12. Oi Cidália
    Bom final de semana
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  13. E o imaginário permitiu um belo poema!
    Bom fim de semana
    Bjos

    ResponderEliminar
  14. Olá Cidália!
    Um belo canto de amor. Um belíssimo soneto. Parabéns.
    Um beijo. Pedro

    ResponderEliminar
  15. A passar por cá hoje para desejar um bom domingo!



    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  16. Que o imaginário se torne realidade.
    Amei este poema

    Beijinhos Cidália

    ResponderEliminar
  17. Um belíssimo poema, pleno de esperança, bem querer e boa energia!
    Adorei cada palavra! Beijinhos!
    Feliz domingo!
    Ana

    ResponderEliminar
  18. Uns versos lindos que acabam em luz.
    Bjs

    ResponderEliminar
  19. Reeditei meu texto "Aprendendo a amanhecer" e postei novamente porque estava difícil de ver a aba para comentar. Basta descer bem a página no final do texto que a aba dos comentários está bem abaixo do post.Desculpe,mas tive que copiar para avisar a todos.

    Beijos sabor carinho e lindo domingo

    Donetzka

    ResponderEliminar
  20. Que o imaginário esteja sempre por perto, lindos os versos Cidália bjs.
    http://www.lucimarmoreira.com/

    ResponderEliminar
  21. E a esperança nos ajuda a caminhar.
    Belissimo poema
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar
  22. Me identifiquei com este poema, mas não queria ficar só na imaginação.
    Bjs

    Tânia Camargo

    ResponderEliminar
  23. E tu presenteaste-nos com um belíssimo e terno soneto, que nos preenche o imaginário. Coisas de quem sente o que escreve.
    beijinhos

    ResponderEliminar
  24. Que o sol sempre brilhe dentro de si!
    É a luz da esperança que nos guia para o nosso caminho.
    Mais um poema maravilhoso!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  25. Poema tão apaixonante que nos faz voar...imaginando!!!

    Quantas vezes imaginamos....a nossa alma flui....quer ir longe mas tanta vez não chega ao destino!
    Adorei a ternura deste poema inspirado em desejos imaginários.
    Abraço amiga!

    ResponderEliminar