domingo, 28 de maio de 2017

Enquanto meus olhos olhavam o infinito

Resultado de imagem para imagens de reflexão
Enquanto meus olhos procuram o infinito
As ondas desfazem-se suavemente  
Entre pedras e areias já cansadas 
Que se fazem sentir pelas madrugadas,
A noite cai e apenas o silêncio 
Onde vagueiam vontades e desejos
Retidos na brancura das águas calmas,
Qual tristeza que chega e vai embora
.
Este meu olhar atrevido, tão faminto
Manifesta profundidade, sentimento
Quando vagueiam por recantos do teu mundo
Em noite amena, o desejo é tão profundo
De voltar entrelaçar-me em teus braços,
E neste mar onde faço juramento 
Imaginar-te aqui seria o meu querer,
E um abraço teu, o meu desejo. Não minto
***
Cidália Ferreira 

32 comentários:

  1. Linda poesia,Cidália! bjs praianos,chica

    ResponderEliminar
  2. Doce e profundo. Mais uma pérola poética
    Beijo

    ResponderEliminar
  3. Um poema intenso, de quem tem um olhar que "procura o infinito"...
    Uma boa semana.
    Beijos, Cidália.

    ResponderEliminar
  4. Cidália você nos encanta com tanta suavidade,mesmo que triste das suas prosas poéticas.
    Bjs e um ótimo final de domingo.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  5. Mais um poema lindo... que nos entra directo no coração...
    Maravilhoso! É só o que me ocorre dizer, Cidália!...
    Beijinhos! Bom resto de domingo!
    Ana

    ResponderEliminar
  6. Mais um poema lindo e cheio de sentimento, adorei! :) Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  7. O olhar no infinito e o coração ardendo de amor.
    Muito bonito este seu poema Cidália.

    Beijinho e boa semana

    O Toque do coração

    ResponderEliminar
  8. E nesta noite calma, só posso identificar-me com mais um poema lindo!

    Beijinhos Cidália

    ResponderEliminar
  9. Linda poesia Cidália
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  10. Um olhar a procura do infinito que lindo o poema, perfeito, Cidália bjs.l

    ResponderEliminar
  11. Bom dia, esse olhar envolvente que nem as ondas resistem. lindo poema.
    Feliz semana,
    AG

    ResponderEliminar
  12. Um desejo que eu espero que se concretize!
    Um grande beijinho, adorei o poema.

    ResponderEliminar
  13. Olá Cidália
    Lindo poema, bjs querida.

    ResponderEliminar
  14. No calor deste poema, poder-se-ia adivinhar um serão para trabalhadores.....nos recantos das areias, «embrulhadas» entre rochas, lisas como seda e que aguardam pacientemente o regresso da maré.
    Feliz semana amiga Cidália, Obrigado por mais este poema ....beijinho

    ResponderEliminar
  15. Oi Cidália
    Suas poesias sempre lindas
    Da gosto ler!
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  16. Boa tarde Cidália,
    parabéns por mais um belo poema.
    Bjs

    Tânia Camargo

    ResponderEliminar
  17. Maravilhoso poema amiga! Emoções profundas como este olhar que nos olha! Imagem tão perfeita e arrasadora!
    O mar é uma fonte inspiradora e os poemas com sabor a mar são muito envolventes.
    Um grande abraço amiga e semana feliz

    ResponderEliminar
  18. Espectacular :)

    http://trapeziovermelho.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  19. Que poesia intensa adorei
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  20. OI CIDÁLIA!
    QUE COISA MAIS LINDA AMIGA.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  21. A passar por cá para desejar uma ótima semana!

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  22. Que linda poesia, obrigado pela visita.
    Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderEliminar
  23. Um olhar pleno de saudade e amor.
    Maravilhoso poema
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  24. Olá Cidália, linda poesia ao som dessa música, fica mais romântico. Parabéns! Uma linda tarde de Domingo e um início de semana de muita paz. Abraços

    ResponderEliminar