quarta-feira, 26 de abril de 2017

Soubesses tu...

Imagem relacionada
Soubesses tu como te quero ver feliz
Abririas o teu coração ao meu mundo
Farias do momento o mais profundo
E a meu lado tu jamais serias infeliz
.
Soubesses tu o que sofre meu coração
Quando no meu sentimento imponente
A força que transmite  meu consciente
É tão forte, que fico triste e sem acção
.
Mesmo debaixo de fortes tempestades
Deixando doces e dolorosas saudades
Saberás sempre que meu coração é teu
.
E tudo o que  guardo em meu segredo
Descobrirás  no momento, e sem medo
Entenderás, o teu sofrimento, é o meu.
****
Cidália Ferreira

36 comentários:

  1. Muito intenso e poderoso! =)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Que bonito!

    Beijinhos,
    Inês
    http://www.indiglitz.pt

    ResponderEliminar
  3. Um soneto lírico, sobremaneira belo e intenso.
    São mesmo assim devastadores os sentimentos fortes.
    Dias agradáveis e plenos de paz.
    Beijinho, Cidália.
    ~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
  4. Lindo demais,Cidália! E quando gostamos sofremos com o outro e nos alegramos com as suas alegrias também! bjs, lindo dia!chica

    ResponderEliminar
  5. Excelente e nostálgico soneto.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  6. Um soneto sofrido e triste!
    Mas são esses momentos que compartilhamos nas alegrias e tristezas.
    Lindo.
    Bjs Cidália.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  7. Essa relação de cumplicidade que nos faz tristes e alegres dependo do que está a se passar no momento existencial do casal
    Belo e triste amiga Cidália
    Beijos

    ResponderEliminar
  8. Mais um excelente poema seu. Soubesses tu...
    pois diz muito.
    Bjs.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  9. Bello poema, Cidália.

    Un placer estar en tu blog.

    Besos enormes y feliz tarde.

    ResponderEliminar
  10. Belíssimo este poema, tão doce como romântico.
    Simplesmente lindooooooooe a transbordar paixão !!!!
    Adorei...beijinho amiga e....Parabéns !!!!!

    ResponderEliminar
  11. Tão bonito!
    Quando aqueles que amamos sofrem nós sofremos com e por eles, afinal amar é partilhar ora felicidade, ora dor.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  12. Tão bonito, Cidália, gostei muito :))))
    Beijinhos ��

    ResponderEliminar
  13. Maravilhoso como sempre, obrigado pela visita.
    Blog:https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderEliminar
  14. Que belíssimo poema um poema encantador que mexe com os nossos corações, Cidália tenha um ótimo dia, bjs.
    http://www.lucimarmoreira.com/

    ResponderEliminar
  15. Olá o lindo poema é força que transmite o meu consciente, é tão forte, que fico triste e sem acção.
    AG

    ResponderEliminar
  16. Um dia lindo pra você!!!

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  17. Os outros nem sempre sabem o que sentimos...
    Excelente poema, gostei muito.
    Bom resto de semana, Cidália.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  18. Soubesses tu...
    O que só a tua alma sabe...
    Belo, triste, sentido, suave, envolto em amor.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  19. bonito poema
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  20. Queremos sempre ver felizes quem amamos felizes.
    Mais um poema nostálgico e bem bonito.

    Beijinhos Cidália

    ResponderEliminar
  21. OI CIDÁLIA!
    QUANDO O AMOR É TÃO GRANDE QUE O SOFRIMENTO DE UM, AO OUTRO PERTENCE.
    LINDO DEMAIS.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  22. Tão bonito!
    Beijinhos e bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  23. A passar por cá hoje para desejar um bom fim de semana!

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  24. Boa tarde, Cidália,soneto belíssimo o qual nos mostra a cumplicidade do ser que ama, sempre há o querer que o outro sinta o melhor da vida, seja feliz, seja forte, seja vitorioso.A tristeza também faz parte do viver romântico. Grande abraço!

    ResponderEliminar
  25. Mais um belo e tocante poema, com a saudade como tema... para ler e reler...
    Maravilhoso, trabalho, Cidália!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
  26. Soubeste tu....
    Poderosa inspiração inicial!
    Adorei este desabafo poético da alma! Um poema tão singular mas tão poderoso e apaixonante.
    Como sempre adorei e a imagem tão simples e cativante.

    Beijo grande amiga

    ResponderEliminar
  27. Quanto amor nas palavras deste belíssimo poema
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar