quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Murmurava o mar tão revoltado

Murmurava o mar tão revoltado
As ondas agitadas se desfaziam
Nos rochedos já cansados de tanta espera,
Eu olhava esta revolta e em silêncio
Escutava o barulho que ensurdecia,
Meu coração tremia em desalento
Pela revolta que deste mar assistia,
Entrestecida, em revoltado momento
Sentindo meu coração, assustado
.
Na turbulência das águas revoltadas
Deixo que meu coração fale sozinho,
E na saudade deste mar apaixonado
Onde outrora me entregaste teu carinho
Em areais, agora desaparecidos
Apenas rochedos murmuram baixinho,
Nesta revolta onde somos tão parecidos
Só o mar pode ser meu concelheiro
Indicando ao meu coração, o caminho.
***
Cidália Ferreira

22 comentários:

  1. Um belo poema minha amiga, gostei bastante.
    Um abraço e continuação de boa semana.
    Andarilhar

    ResponderEliminar
  2. Bom dia, Na turbulência das águas revoltadas foi criado o maravilhoso poema repleto de amor.
    Fique bem,
    AG

    ResponderEliminar
  3. Olá, Cidália!

    Gosteo do seu “Murmurava o mar tão revoltado”, um belo poema, que tem belos versos como esses:

    "Em areais, agora desaparecidos
    Apenas rochedos murmuram baixinho,"

    Parabéns.
    Abraços.
    Pedro.

    ResponderEliminar
  4. Oi Cidália,você está sempre nos presenteando com seus maravilhosos poemas e esse é mais um deles.
    Adorei!
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  5. Amiga hoje venho especialmente desejar
    a si e sua Família um Feliz e Santo Natal.
    Bjs.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  6. Cidália que poema lindo, emocionante nas palavras como sempre, Cidália bjs.
    http://www.lucimarmoreira.com/

    ResponderEliminar
  7. Amiga Cidália, como posso não ter outra oportunidade,desejo-lhe um Feliz Natal, comemorado no seu real sentido junto dos que lhe são queridos.
    Muita paz e calma nesse mar agitado !

    Grande beijinho

    ResponderEliminar
  8. Boa noite, querida Cidália!
    O mar é mesmo um bom lugar para a gente poder discernir e obter respostas internas...
    Bjm muito fraterno

    ResponderEliminar
  9. O mar sempre presente na nossa alma portuguesa. E inspiração para os poetas.
    Gostei do poema.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  10. Olá Cidália
    O mar é lindo. Bjs querida.

    ResponderEliminar
  11. O coração diz-nos sempre o caminho.
    Belo poema, gostei muito.
    Bom resto de semana e um FELIZ NATAL, querida amiga Cidália.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  12. Neste murmurar do mar revoltado ondulou um maravilhoso poema.
    Gostei muito. Bjs.

    ResponderEliminar
  13. Imagem poderosa que inspirou este poema! Junto ao mar sentimos uma "revolução" de emoções e libertamos a nossa alma!
    Maravilhoso e emotivo, com uma construção bem elaborada!
    Feliz dia e fim de semana amiga com um abraço.

    ResponderEliminar
  14. O mar tem um efeito especial no coração de quem sofre.
    Maravilhoso poema
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar