terça-feira, 24 de maio de 2016

Somos tempestade um do outro, no deserto


A chuva voltou ao meu mundo
Nuvens carregadas desabam sobre mim,
Na minha mão carrego o nosso caminho
Recolho-me entre palavras tuas de carinho
Debaixo da nossa árvore, olho e espero,
Que a tempestade passe sozinha
.
A chuva voltou, sem ter razão
Protejo-te de tudo, dando a minha mão
Mão que dá, nunca tirando, mão que acolhe
Todas as tempestades que sobre elas caem,
És a minha árvore perfumada que defendo
Onde me recolho das peripécias da vida
Olho a chuva, molho-me, mas entendo
Somos tempestade um do outro, no deserto
.
A chuva voltou ao meu mundo
Com emoções, que vão ao mais profundo
Tocam como pingos gelados em meu rosto
Marcam, como pegadas na areia
Que me ensinam o caminho, anulando respostas
Deixando-me calada neste silêncio
Abrindo a minha mão para na verdade
Nos proteger-mos de qualquer tempestade.
***
Cidália Ferreira.

28 comentários:

  1. Querida Cidália
    Quanto amor expresso neste poema! Quando queremos proteger alguém é porque existe amor.
    Como a chuva tem destas coisas: inspirá-la para a escrita de um belo poema de amor!
    Parabéns.
    Um beijinho
    Beatriz

    (voltei a publicar)

    ResponderEliminar
  2. Uma proteção ao alcance das mãos.
    Suas palavras nos tocam muito amiga Cidália.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  3. Que beleza de poesia,adorei! um lindo dia! bjs, chica

    ResponderEliminar
  4. Mesmo na tempestade, protegendo um amor. Muito belo!
    Tenha uma linda terça-feira, cheia de surpresas.

    Beijos

    http://odiariodaescrava.blogspot.com.br/


    ResponderEliminar
  5. Uma mão aberta é mais forte do que uma tempestade violenta ...
    bjinhos

    ResponderEliminar
  6. Amiga Cidália, poetiza da paixão da natureza, estás a nos brindar com mais um belo poema. Também uma bela imagem.
    Um abração daqui do sul do Brasil. Tenhas uma linda semana.

    ResponderEliminar
  7. adorei o poste, lindo poema, bjos horasnoespelho.com

    ResponderEliminar
  8. Amor e chuva, e as mãos aberta
    a espera de algo é lindo belo sentimento

    Abraços com carinho!

    └──●► *Rita!!

    ResponderEliminar
  9. Mais um magnifico poema, a chuva realmente chegou, espero que não
    venha a tempestade, bjs amiga

    ResponderEliminar
  10. Poema maravilhoso amei
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderEliminar
  11. Somos realmente uma tempestade forte um para o outro
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderEliminar
  12. Ainda bem que as chuvas e as tempestades são passageira.
    Um belo poema minha amiga.
    Um abraço e boa semana.

    ResponderEliminar
  13. Olhando esta foto sentimos logo algo poderoso! Pegaste neste poder e misturaste-o com as tuas palavras e construíste um poema com emoções profundas que causam um impacto inegável! Adorei e não obstante a mágoa sentida, é um poema soberbamente construído. Um grande abraço amiga e espera que as nuvens passem e regresse o sol que te iluminará

    ResponderEliminar
  14. A chuva vem mas o arco íris logo depois.

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  15. que a chuva seja passageira e a tempestade (dos sentimentos) também.
    beijinho
    :)

    ResponderEliminar
  16. Olá Cidália
    Depois da tempestade o sol volta sempre a brilhar. Bjs amiga.

    ResponderEliminar
  17. Quem ama protege, maravilhoso poema.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  18. Belíssimo poema
    Adorei Cidália
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  19. Sempre que os outros precisem e nós possamos, devemos mesmo ser a sua proteção.
    Magnífico poema, gostei imenso.
    Cidália, continuação de boa semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  20. Como deter a chuva? Como deter as paixões? Humanos que somos, rendamo-nos a elas. Bjs e parabéns.

    ResponderEliminar
  21. Cidália:
    Um poema muito carinhoso e bonito.
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  22. A chuva tem todo um contexto novo, renovador.
    A chuva molha o chão e brota novas plantas e flores... a chuva umedece corpos, almas e corações... a chuva é o renovar do mundo....
    E a chuva numa poeta linda e maravilhosa serve para brotar versos de amor e carinho.
    Beijos do amigo que muito te admira!!

    ResponderEliminar
  23. Interessante teu últimos poemas tendo a natureza como pano de fundo. Beijos!

    ResponderEliminar
  24. Por aqui à jeito para a escrita!
    Uma ótima semana!

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar