quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Olhava com a ternura...

Olhava com a ternura  
O vento que por mim passava  
Sentia que pelo chão  
Existiam partículas em vão,   
Saudades, desejos de tantos nadas   
Em brisa de vento suave  
Que me eleva ao sorriso  
E que me consola o rosto,  
Despenteiam-se meus cabelos  
Por te imaginar tão belo  
Nesta brisa que afinal  
Me sussurra ao ouvido  
Diz-me, que és o raio de luz  
Neste meu imaginar,  
Sozinha, neste longo caminhar   
Onde tudo, ou quase nada,  
Já mais será igual. 
*** 
Cidália Ferreira 
   

25 comentários:

  1. Marco Aurélio - Brasil21 de janeiro de 2015 às 12:32

    Meu Deus Cidália.............
    Doçura, ternura, paixão, emoção..... amor, tudo isso resumido nesse lindo poema.
    Uma prova de amor.......

    ResponderEliminar
  2. Linda! Sempre assim!! bjs praianos,chica

    ResponderEliminar
  3. Cidália escreve muito bem. E usa os sentidos.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  4. Que olhar tão ternurento para as coisas belas da vida! Um poema maravilhoso cheio de amor, carinho e paixão para o teu "raio de luz"...adorei Cidália...um poema singelo mas profundo...um grande beijinho e dia feliz

    ResponderEliminar
  5. Esqueci de elogiar a imagem...DIVINA...até se sente a brisa!

    ResponderEliminar
  6. Linda inspiração, a imagem é também linda demais, nos transporta ao mundo da bela poesia de amor e saudade!
    Amei ler e ver, sempre bom estar por aqui, beijos e abraços linda amiga!

    ResponderEliminar
  7. Boa tarde Amiga Cidália.
    Mais um lindo poema, mais uma linda página da próxima edição.
    O vento e as tempestades são assim. Fazem esvoaçar cabelos cumpridos (quem os tem), mas por e através dele entranham-se os pensamentos.
    Mesmo sem cabelos longos, também eu procuro os ventos (marítimos no caso), para absorver as ondas positivas, que dele extraio.
    Mas só as positivas Amiga, porque as outras, essas as más, deixo-as embrulhadas nas ondas......
    - Beijinho e muuuuiiitassssssss felicidades !!!!!!!!

    ResponderEliminar
  8. Pude sentir o vento soprado em cada verso.

    Um abraço!

    ResponderEliminar
  9. Olá meus amigos, como é maravilhoso encontrar sites com este seu. Parabéns pelo belo trabalho, já estou seguindo.
    Aproveitando a oportunidade gostaria de compartilhar com você nosso
    blog. Ficaremos felizes por vossa visita e mais ainda se seguir-nos.

    AGUARDAMOS SUA VISITA

    Atenciosamente

    Josiel Dias
    http://josiel-dias.blogspot.com
    Rio de Janeiro

    ResponderEliminar
  10. Você, cada vez mais inspirada. Tua poesia, cada vez mais lírica!

    ResponderEliminar
  11. Lindo demaissssssssss! Você é o máximo,querida amiga poeta Cidália!

    Quanta inspiração,doçura e verdades nesse seu poema.

    Obrigada pela visita,volte sempre!


    Beijos e uma semana de alegrias

    Donetzka

    Face Book:

    https://www.facebook.com/donetzka.cercck

    Twitter: @donetzka13

    Instagram: @donetzka


    http://instagram.com/donetzka

    Flickr(Minha galeria de imagens):

    https://www.flickr.com/photos/123498631@N06/

    Youtube (Meu canal):

    http://www.youtube.com/channel/UCnVpBs2C-vL6fd1BaRH3lrA/about


    Blog Magia de Donetzka

    ResponderEliminar
  12. Cidália, lindo seu poema, mas quero dar os PARABÉNS pelos 35 anos de casamento, beijos aos noivos

    ResponderEliminar
  13. Lindo Poema!
    Parabéns pelo aniversário de casamento
    muitas felicidades.
    Beijos

    ResponderEliminar
  14. Olá meus amigos, como é maravilhoso encontrar sites com este seu. Parabéns pelo belo trabalho, já estou seguindo.
    Aproveitando a oportunidade gostaria de compartilhar com você nosso
    blog. Ficaremos felizes por vossa visita e mais ainda se seguir-nos.

    AGUARDAMOS SUA VISITA

    Atenciosamente

    Josiel Dias
    http://josiel-dias.blogspot.com
    Rio de Janeiro

    ResponderEliminar
  15. Cidália lindos escritos, poesia maravilhosa como sempre você vai além beijos.

    ResponderEliminar
  16. OI QUERIDA
    Que olhar cheio de amor, ternura. Como vc tem um sentindo tão apurado. Lindo
    Uma feliz semana feira. Com carinho,
    Ana

    ResponderEliminar
  17. A saudade sempre deixa rastros na memória!
    Lindo o teu poetar, Cidália!

    Beijinhos no coração poético.


    ResponderEliminar
  18. A memória é feita de saudade!

    Excelente poema.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  19. Querida, Cidália, que belo poema que nos traz com o vento.Palavras que esvoaçam ao sabor do balanço do amor, da paixão e do carinho.Como sempre mostra o poder que tem com as palavras e nos dá o maior prazer em ler seus escritos.Tenha uma linda noite!Abraços!

    ResponderEliminar