terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Fiquei sozinha na noite...

***//***
Fiquei sozinha na noite  
Contigo no pensamento 
Neste frio em desalento 
Olhando estrelas cadentes  
No recanto que é o meu, 
Brilhavas tu em destaque 
Vias-me triste chorando 
À procura do que é teu 
Ficando assim neste pranto, 
Nesta noite fria e triste 
Recordo-te com saudade 
Limpo meu rosto choroso 
Mas nunca te esqueço, jamais 
Do teu ser sempre amoroso 
Que eu gosto de verdade. 
***
Cidália Ferreira

13 comentários:

  1. Bom dia Cidália, mais uma vez.
    Seus poemas exalam dor de alma. Dor que só a sensibilidade à flor da pele reconhece. Ocorreu-me agora, citar o poeta, "que finge a dor que deveras sente" - resguardemo-nos na poesia, que justifica tudo, até a dor que ninguém deveria, por direito, sentir.

    bj amg

    ResponderEliminar
  2. No recanto que é meu,
    com frio e desalento,
    teimo queimar tempo.

    Lindo, parabéns.

    ResponderEliminar
  3. Marco Aurélio - Brasil13 de janeiro de 2015 às 09:41

    Mais uma obra prima....ternura amor, entrega, saudades....
    Será que um dia esse amor acaba????
    Beijos poeta maravilhosa!!!

    ResponderEliminar
  4. Ficaste sozinha na noite? E não tiveste medo dos...morcegos?
    Gostei muito do poema
    Beijo

    ResponderEliminar
  5. Lindo como sempre!
    Uma ótima semana!
    Beijos,
    Mariangela

    ResponderEliminar
  6. As noites estão frias, mas aquecerão, tenho a certeza.
    Quando se gosta de verdade, haverá sempre um caminho para o coração do outro.
    xx

    ResponderEliminar
  7. Boa tarde, Amiga...
    Isto de escrever aqui, cada vez é mais difícil. É só publicidade e promoções !!!!
    Mais um belo poema, açucarado com o frio da solidão.
    Mas o tempo irá aquecer, agora que a chuva está para chegar. Enquanto não chega, é só questão de puxar cobertores, porque , na verdade, as noites são geladas !!!!!
    - Beijinho e boa continuação de uma excelente semana !!!!!!!

    ResponderEliminar
  8. Uma inspiração em desalento...novamente o tema da solidão mas sempre originando poemas lindos e plenos de emoção...a foto merece 5*...está fabulosa e complementa as emoções contidas no poema...parabéns Cidália e um abraço

    ResponderEliminar
  9. Belo poema, Cidália
    beijos com carinho

    ResponderEliminar
  10. Linda amiga poetisa, a alma sempre sabe definir as dores de amor, nossa, nem sempre podemos expressar em versos poéticos, mas tens essa capacidade, tanto que se pensa que pode até ser suas as dores, como disse a amiga em comum a Carmem, quando citou o verso do poeta!
    Amei ler, abraços linda amiga!

    ResponderEliminar
  11. Nunca estamos sozinhas, Deus está sempre conosco.

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  12. Amiga, às vezes antes mais vale só, rsrsrsr... Mas acredita que nunca estamos sós. Gostei muito do poema...mas triste??

    Beijinhos e uma linda semana.

    ResponderEliminar