quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

Choram as nuvens...

****
Choram as nuvens em tempo invernoso
Deixam as gotas em sentimentos cruéis
Escassos, os caminhos, que me são fieis
Que me inspiram no momento chuvoso
*
Corre o tempo em consternação sem fim
Fecha-se a minha alma, mas entristecida
E a sensação de ter sido por ti, esquecida
Ficam apenas lembranças dentro de mim
*
Chora o tempo num ambiente tão doentio
Abro meu coração para mostrar o interior
Soltam-se o pensamento num olhar vazio
*
Olho o horizonte nublado, mas nada vejo
Sinto o frio entrar no meu peito. É o amor
Que trago no pensamento...em puro desejo
****
Cidália Ferreira

sábado, 25 de janeiro de 2020

A alma despe a alegria

****
Um tempo que faz várias caras
Com muitas diferenças
Tem as venturas, as tempestades
Tem o bem estar e a saturação,
Tem as caras da maldade
Que nos satura a alma
E nos infunde o coração,
Ele tem de bom, e de mau
Que nos leva ao desalento
De uma tristeza sem calma
*
Tem o sol que nos alegra
Mas o vento em tormento
Nos faz tremer, e entristecer
Porque o frio não nem regra
Nem a chuva pede licença,
Simplesmente a diferença
É que quando está a chover
A alma despe a alegria
Das várias caras do tempo
E assim nos rouba a energia
*
O tempo que manda no tempo
Um sol que nos faz pensar
Se vale a pena o contento
Quando a tempestade passar.
****
Cidália Ferreira 

quinta-feira, 23 de janeiro de 2020

Cofre sem fragmento...

Quisesse eu, escrever a história da minha vida
D'uma vida vivida, dentro d'um só sentimento
Tantas encruzilhadas ou aprendizagem sentida
Que junto é fechado num cofre sem fragmento
*
Quisesse eu, escrever, tudo o que a alma deseja
Mostraria do meu interior tudo o que é de bom
Libertava a minha rudez para o vento que beija
Quando estendo meu rosto à velocidade do som
*
Pudesse eu, escrever, tudo o que o coração dita
Soltaria com exaltação as palavras que mimam
Mostraria ao mundo, pedaços, da minha escrita
Em rimas ou prosas, em sentimentos que ficam
****
Cidália Ferreira

segunda-feira, 20 de janeiro de 2020

Bodas de Rubi ou de Esmeralda .

Hoje partilho convosco esta data comemorativa - 40 anos de matrimónio. [Bodas de Rubi ou de Esmeralda... nem uma coisa nem outra. :😜]  Foi em 20-01-1980. Chovia muito, mas naquele tempo diziam que; Boda molhada, boda abençoada. Se foi ou não, não sei. O certo é que estamos cá para o que der e vier...Com altos e baixos como em todos os lares. Com compreensão, união e muita força para ultrapassar todas as dificuldades. Que Deus nos permita continuar para ver os nossos filhos felizes, e que os nossos netos crescerem felizes e saudáveis.  

A vida é feita de momentos ... Bons e menos bons. Parabéns a nós!
Resultado de imagem para bolo de 40 anos de casadaResultado de imagem para Champanhe

domingo, 19 de janeiro de 2020

Amo a vida...

****


Um resto de tarde muito feliz para todos. Percam uns segundos do vosso tempo para recordar comigo...Estas, são especialmente dedicadas a todas/os vós!  Sejam sempre felizes.

sábado, 18 de janeiro de 2020

Cansada de estar cansada...

Estou cansada
Cansada de estar cansada
De fazer tudo, ou fazer nada
De remar contra a maré
De me sentir diminuída
De me irritar com a fraqueza
De me sentir, sem sentir
Estou cansada, com certeza
Já não consigo pensar
Sinto atrofio na alma
*
Quero paz, quero o brilho
Quero, os raios de sol
Quero a tranquilidade
Quero o silêncio de outrora
Quero, imaginar o paraíso
Quero ir e não voltar,
Estou cansada
De não soltar um sorriso
E não vencer este cansaço
Quero voltar, à minha realidade.
****
Cidália Ferreira

quarta-feira, 15 de janeiro de 2020

A solidão da distância ...

Imagem de Luísa Martins

****
A distância reflecte-se dentro da minha alma
O mar, numa serenidade deixa-se adormecer
Imagino... rodeados de solidão, ao anoitecer
Mesmo que o sol desapareça tudo se acalma
*
No pico da montanha já o frio era o desalento
A brisa gelada nas minhas palavras de tristeza
Já outros olhares se entristeceram com clareza
Com que se escutava, o mar, naquele momento
*
O tempo passou, e o lugar vazio para trás ficou
As lembranças acompanham-me em toda a vida
E, na solidão, ficaram as marcas de quem amou
*
Hoje, olhando a distancia que me separa do mar
Sinto o frio, de um vazio, que me deixa contida
Por me sentir tão perdida, dentro do verbo amar
****
Cidália Ferreira

sábado, 11 de janeiro de 2020

Obrigada

Resultado de imagem para Dia internacional do obrigada
******
A Palavra Obrigada, é uma das palavras mais poderosas e gratificantes que podemos receber ou aplicar. Saber agradecer cada gesto. Por cada dia. Então; obrigada por tudo o que fizeram de mim. Obrigada por me lerem e me "obrigarem" a ser sempre melhor no dia seguinte...

Obrigada à vida, pelos desafios que me têm oferecido. Principalmente os menos bons.  Obrigada. Obrigada a todos os amigos e amigas, que estão na minha vida. e no meu coração.

Bom fim de semana.

Cidália Ferreira.

sexta-feira, 10 de janeiro de 2020

Não te quero perder do pensamento.

****
Não te quero perder de vista e não suporto
Essa ausência me entristece, e tão sozinha
Deixo passar o tempo e o refugio acarinha
Faço de conta, que enfim, não me importo
*
Essa ausência que me amolece o coração
Num tempo sem tempo mas com saudade
Uma saudade que jamais afecta a lealdade
Porque na vida foste a minha grande lição
*
Agora, que o tempo passa muito devagar
As horas, são, a imensidão do meu alento
E os dias parecem infinitos no meu olhar
*
Vou ficar à espera nem que seja uma vida
Não... não te quero perder do pensamento
Porque a tua falta já me deixa desprovida
****
Cidália Ferreira

terça-feira, 7 de janeiro de 2020

Vagueando nas asas do vento


****
Vagueio pelo mar
Pelo ar, respirando,
Olhar embriagado
Pela água que ondula
Pelo cheiro a maresia
Pelo fundo
Pelo infinito mais profundo,
Vagueio no olhar da incerteza
Sobre a pedra fustigada
Nas asas da natureza
Numa longa caminhada
*
Vagueio pelo mar
Olhando o horizonte
Respiro a brisa marinha,
O sol aquece
A alma vagueia e esquece
As agruras tempestuosas,
E num sopro sorridente
Vagueio nas asas do vento
Onde deixo o meu lamento
Mas, respirando energia
Sinto-me, revigorada.
****
Cidália Ferreira

sábado, 4 de janeiro de 2020

Ano novo, novo ciclo de vida.

Imagem relacionada
Ano novo, novo ciclo de vida.
Para nós... que envelhecemos
A idade passa, e de tal forma
Com a rapidez que não vemos
De repente chega-se à reforma
Para trás existe uma vida vivida
*
Ano novo, as gripes combatemos
Em casa, dela, ninguém escapou
Talvez por alguma solidariedade
Para rir? talvez não!mas assustou
Talvez se tenha a responsabilidade
Que a vida é crucial, não abusemos
*
Que importa é regressar lentamente
Saudades, do convivo, e da energia
Da vontade de vencer naturalmente
E continuar a escrever com alegria
*
E, para quem estiver noutra banda
Recebam a minha cândida gratidão
Continuar convosco mesmo branda
Porque, Vos tenho em meu coração
****
Cidália Ferreira.

Resultado de imagem para Bolas do ano novo