quinta-feira, 28 de abril de 2016

Sopra suave o vento nas águas paradas

Sopra suave o vento em águas ondeadas
No silêncio da tarde  quente que findou
O sol, aquecendo  as  marés  encantadas
Banha a paisagem que no sossego ficou  
.
As árvores revigoram na sua folhagem
A brisa sorri, momento que se observa
No local ninguém viu passar a aragem
Porque as águas tinham feito a reserva
.
Entre  ramos verdejantes, o céu dourado
Onde reflexos brilham em águas serenas
Quando  as observo em sentido figurado
.
E num passadiço alagado pela natureza
Passeio,  procurando as coisas pequenas
Pois são as que meu coração tem certeza
****
Cidália Ferreira.

37 comentários:

  1. Magnifico e belo poema minha amiga.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderEliminar
  2. Águas serenas competindo com o sol e os ramos verdejantes.
    Lindo demais Cidália.
    Bjs-Carmen Lúcia

    ResponderEliminar
  3. Um dos mais lindos poemas que já fez. Puxa, parabéns. bjs

    ResponderEliminar
  4. Amiga Cidália, um dos mais belos poemas que a alma lhe ditou. Amei demais. Beijos com carinho

    ResponderEliminar
  5. Grandiosa inspiração!ADOREI! bjs, lindo dia! chica

    ResponderEliminar
  6. Lindíssimo.... lindissíssimo!!!
    Um poema típico do Arcadismo!!!
    Belooooo.........

    ResponderEliminar
  7. Parabéns poetiza pelo lindo poema
    Obrigada pela confiança
    Beijos no coração
    Minicontista2

    ResponderEliminar
  8. Cidália que belíssimo poema, sopra suave o vento nas águas paradas show, bjs.

    ResponderEliminar
  9. Olá Cidália
    Lindo poema, bjs querida.

    ResponderEliminar
  10. Boa Tarde, querida Cidália!
    Que encanto de postagem! Poema suave e sábio pois é nas pequenas coisas que encontramos a verdadeira paz e alegria...
    Bjm muito fraterno

    ResponderEliminar
  11. Oi Cidália,
    Desculpa, hoje estou fazendo uma confusão, o outro comentário era a imagem d minicontista e coloquei do outro.
    O amor é lindo quando sincero!
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  12. Um excelente soneto.
    É um género poético muito exigente, mas gostei imenso.
    Continuação de boa semana, querida amiga Cidália.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  13. Um belo momento de contemplação, e gostei muito dos últimos versos!
    xx

    ResponderEliminar
  14. Às vezes, são as pequenas coisas que nos dão mais prazer.
    Abraço

    ResponderEliminar
  15. Poema lindíssimo que transpira serenidade e amor! Sem dúvidas que nas pequenas coisas da vida está toda a beleza! COmo sempre os teus poemas encantam! Feliz fim de semana amiga e abraço

    ResponderEliminar
  16. "Passeio, procurando as coisas pequenas
    Pois são as que meu coração tem certeza"

    Um lindo fechamento para um lindo poema!
    Tenha um fim de semana iluminado e feliz.

    Beijos

    http://odiariodaescrava.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  17. Belo soneto com vossa marca registrada: natureza e musicalidade.
    Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas um lindo fim de semana.

    ResponderEliminar
  18. Belíssimo poema! Admiro tanto quem sabe escrever tão bem!
    Bjs

    ResponderEliminar
  19. Simplesmente maravilhoso, um poema encantador :)
    Beijos!
    http://cerejacrocante.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  20. Oi Cidália,
    Obrigada pelo carinho
    Beijos no coração
    Minicontista2

    ResponderEliminar
  21. Cada poesia um momento único.
    Parabéns sempre!!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  22. A primavera chegou e os poetas ficaram em festa. Assim você, amiga, com este soneto tão belo a homenagear a natureza.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  23. Um poema que afere um momento de reflexão. E quando assim acontece...o poema é perfeito

    Bjuuuuuuu

    ResponderEliminar
  24. Um poema muito bonito, Ci.

    Bom fim de semana

    ResponderEliminar
  25. Um poema muito bonito gostei.

    http://blogdaadilene.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  26. É sempre bom passear procurando as coisas pequenas...4
    Como sempre,gostei.
    Desejo que a amiga se encontre bem.
    Bjs. e bom fim de semana.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  27. Das pequenas coisas podemos chegar a grandes conclusões.
    Cadinho RoCo

    ResponderEliminar
  28. Um vento suave que trás com ele uma dança de poesia.
    Maravilhoso Poema.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  29. Oi Cidália,
    Cheguei agora(Problemas)
    Obrigada pelo carinho
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  30. Fantástico e maravilhoso,adorei este teu poema!!

    ResponderEliminar
  31. das coisas pequenas também se faz história (a nossa)
    muito belo
    :)

    ResponderEliminar
  32. Boa Tarde, querida Cidália!
    Fia um registro aqui pois gostei demais do seu post:

    http://espiritual-amizade.blogspot.com.br/2016/04/meus-mais-mais-iv.html

    Bjm muito fraterno

    ResponderEliminar