quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Envaidecida com palavras de ternura.

...//..
Envaidecida com palavras de ternura
Carinho em ecos, lágrimas de momento
Qual rio límpido exalando em alma pura
E pela margem procuro nosso momento

Acarinhava-te em teu peito adormecido
Na imensidão do tempo  que quero ter
O meu sonho do imaginário prometido
No encontro de dois corpos com prazer

Na vaidade das tuas palavras oferecidas
Carinho infinito, do teu ser, enternecidas
São teus lábios a base da minha saudade

Envaidecida sobre a magia do teu calor
Desatinada explosão em corpo sem pudor
Que entrelaçam puros sonhos de felicidade
***

Cidália Ferreira

21 comentários:

  1. Olá bom dia Cidália,

    que soneto lindissimo...adorei !!!!

    beijinho grande para ti

    ResponderEliminar
  2. Bom dia, amiga.
    Mais um lindo e doce poema,,,,obrigado.
    Beijinho e.....cuidado com as chuvas de hoje !!!!

    ResponderEliminar
  3. Como não poderias estar envaidecida com tanta ternura pela manhã? Que poema tão amoroso e nos enleva com tanto carinho..adorei Cidália...levas meu pensamento e coração a sonhar...

    ResponderEliminar
  4. Lindo e envaidecer-se assim é legal! Beleza! bjs, chica

    ResponderEliminar
  5. Que a felicidade te sequestre e não peça resgate rs...

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  6. Lindo e sedutor.
    Amei amiga Cidália.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  7. Boa tarde, só é envaidecido quem gosta de si próprio, deixe-se raptar pelo amor para sempre e continue muito envaidecida.
    AG

    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  8. Parabéns pela tua inspiração de hoje, gostei muito, até eu viajei...

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Poema maravilhoso onde se entrelaçam puros sonhos de felicidade
    Gostei muito.
    Beijo

    ResponderEliminar
  10. Oi, Cidália
    Envaidecida, agora gostei do seu ânimo.
    Linda poesia
    Parabéns
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  11. Minha amiga, tu passas da chuva para o sol... Maravilhoso.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Lindo soneto repleto de ternura. O amor envaidece amiga... lindo!
    Beijos
    Mariangela

    ResponderEliminar
  13. Simplesmente sublime!

    http://fali-vendo-me.blogspot.com

    ResponderEliminar
  14. Olá Cidália! Que belas palavras.
    Bjkinhas...

    http://artedepintarunhas.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderEliminar
  15. Cidália

    um soneto que exprime muita luz e felicidade.

    muita cor e boas rimas.

    :)

    ResponderEliminar
  16. GOSTEI DESTE POEMA, É ALEGRE E SEDUTOR.
    MARGARIDA

    ResponderEliminar
  17. Boa Noite, Cidália. Poema intenso. Lembrou-me Florbela Espanca.

    ResponderEliminar