sexta-feira, 7 de junho de 2019

O silêncio, desnorteia certos caminhos. [POETIZANDO]

Sonhos, tempestades, medo de estar só
Janela aberta pelo tempo em revolução
Deambulo pela lua em noite de solidão
E lembro-me das coisas que me dão dó
*
Recordo, corações que vivem sozinhos
Tal como eu dentro das quatro paredes
A noite ofusca o olhar, sobre os verdes
O silêncio, desnorteia certos caminhos
*
Quero admirar, apenas a beleza da lua
Sem esquecer, o sofrimento de alguém
Mesmo que olhe a lua sinto-me aquém
Mas com a certeza que um dia serei tua
****
Cidália Ferreira.

POETIZANDO E ENCANTANDO
Agradeço o convite, deixado pela nossa querida Amiga Lourdes Duarte, do Blogue - Filosofando na Vida. As imagens são difíceis de escolher! Escolhi a que consegui poetizar...Espero pelo vosso aval. Obrigada a todos.   

50 comentários:

  1. Escolheu na perfeição e eu gostei de ler... Bj

    ResponderEliminar
  2. Adorei tua inspiração, sempre linda! beijos, chica

    ResponderEliminar
  3. Great post! Love it! :)

    anastasjastyles.blogspot.ba <--------- new post

    ResponderEliminar
  4. As paredes, a janela emoldurando o luar que poetiza e encanta.

    Um abraço. Tudo de bom.
    💙 Leia uma postagem sorteada para você.

    ResponderEliminar
  5. Uma excelente participação com este belo poema.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
  6. Participou bem, parabéns!
    O meu abraço

    ResponderEliminar
  7. Linda poesia querida! A solidão realmente desnorteia ai vem as tempestades, medo de estar só
    Janela aberta pelo tempo em revolução...
    Como tão lindo poetizaste. Parabéns! Bjuss

    ResponderEliminar
  8. Há certezas que são uma esperança...
    Magnífico poema, gostei muito.
    Cidália, continuação de boa semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  9. Um belo poema cheio de esperança.
    beijinhos
    :)

    ResponderEliminar
  10. Para no céu ver a Lua,
    à janela se assomando
    bela vida seja a sua
    feliz, com ela andando!

    Tenha uma boa tarde amiga Cidália. Bjs.

    ResponderEliminar
  11. Olá querida Cidália! Que linda poesia! Essas lembranças e solidão também remete a pensar nas pessoas que vivem solitárias e saudosas.

    Recordo, corações que vivem sozinhos
    Tal como eu dentro das quatro paredes
    A noite ofusca o olhar, sobre os verdes
    O silêncio, desnorteia certos caminhos

    Corações que sofrem na solidão e precisam de alento para seguir vivendo. Que bela inspiração amiga. Parabéns! obrigada por mais uma vez participar. Seja sempre bem vinda! bjuss

    ResponderEliminar
  12. Boa noite, Cidália!
    A beleza deste teu poema, minha amiga, é vista já na sua primeira estrofe:

    "Sonhos, tempestades, medo de estar só
    Janela aberta pelo tempo em revolução
    Deambulo pela lua em noite de solidão
    E lembro-me das coisas que me dão dó"


    Uma boa sexta-feira, Cidália.
    Um beijo.
    Pedro

    ResponderEliminar
  13. Parabéns minha amiga. Voc~e poetizou magnificamente belo...Quero admirar, apenas a beleza da lua
    Sem esquecer, o sofrimento de alguém
    Mesmo que olhe a lua sinto-me aquém
    Mas com a certeza que um dia serei tua...Uma linda e encantadora poesia...Amei!!
    A musica magnifica encantou ais mais o seu poema.
    Um grande abraço de Luz...

    ResponderEliminar
  14. Mais uma vez, estou encantada.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  15. Parabéns querida Cidália por mais uma pérola de poesia! Um olhar saudoso, lembranças de um amor! Linda demais sua poesia. Parabéns! Bjuss

    ResponderEliminar
  16. Solidão com esperança... ótima inspiração
    gravada em poesia primorosa.
    Ótimo fim de semana.
    Abraço
    ~~~

    ResponderEliminar
  17. Que a solidão seja leve e sirva apenas para nos encontrarmos, no meio da multidão.
    Gostei do poema e da melodia!
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  18. Singelo e doce poema.
    Lindo como sempre amiga Cidália.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  19. Adorei :)

    Beijinho e bom fim de semana
    www.danielasilva.pt

    ResponderEliminar
  20. Bom fim de semana prolongado :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  21. Muitas vezes o nosso coração sofre por determinada ausência. Ou pela ausência de que preenche o nosso coração

    Amei o poema

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  22. Boa Noite de paz, querida amiga Cidália!
    Mais um poema lindo onde a solidão da mulher se faz menos dolorosa ao pôr tudo para fora em forma de poesia...
    Acontece com muitos de nós, em alguns momentos.
    Gosto do seu estilo poético sempre e com raízes profundas, reais...
    Tenha dias felizes e abençoados!
    Já lhe disse isso, mas vou reprisar: a música de fundo é linda demais!
    Bjm carinhoso e fraterno de pa ze bem

    ResponderEliminar
  23. Olá amiga!
    Passando para apreciar sua maravilhosa postagem e desejar-lhe um final de semana com muita saúde, paz, amor e felicidade.Encantadora poesia. Abraços da família RH.

    ResponderEliminar
  24. Penso que foi uma boa escolha. O poema ficou muito bonito.
    Abraço e bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
  25. O poema ficou exuberante e coordenado com a bela imagem
    Um versar encantador amiga Cidália
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  26. Oi Cidália,
    Linda poesia que deve ter nascido do fundo do seu coração.Gostei muito
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  27. Boa noite, querida Cidália
    Seu poema está belíssimo.
    Parabéns!
    Um carinhoso abraço de
    Verena.

    ResponderEliminar
  28. Mas não se está só...
    Que beleza!
    Obrigada pela visita.
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  29. Mais um belo exemplar de tua romântica lavra poética.
    Abraços

    ResponderEliminar
  30. Um lindo Poema que me extasiou.


    Beijo
    SOL

    ResponderEliminar
  31. Supiste poetizar la imagen elegida con un bello poema.

    Saludos.

    ResponderEliminar
  32. Boa noite!
    Passando par comunicar que postarei a 86ª edição do Poetizando, dia 12 pela manhã. Neste dia, aqui no Nordeste tem festejos juninos animados, as famílias se reúnem e fazem a festa.
    Esta edição será especial, dedicado aos namorados pelo seu dia!
    Agradeço a sua compreensão e mais uma vez nos dá o prazer da sua maravilhosa participação.
    Abraços com carinho da amiga Lourdes Duarte.

    ResponderEliminar
  33. Escolheu bem, no meu ponto de vista, Cidália!
    Poema
    A lua, feiticeira encantadora tem o poder de nos trazer esperança e suspiros e beleza, como as desses versos.
    Bom domingo!

    ResponderEliminar
  34. A palavra poema foi um erro de digitação, desconsidere. Estou no celular...

    ResponderEliminar
  35. As noites às vezes é funda e traiçoeira amiga, nela moram sentimentos que muitas vezes nos pegam e levam pelas mãos aos porões da solidão. A noite com seu manto pode nos aconchegar, mas pode também nos lançar em profunda angustia nas horas lentas até o amanhecer.
    Uma inspiração dolorosa, mas linda em poesia como é sua arte, só me resta aplaudir.
    Beijo amiga.

    ResponderEliminar
  36. Olá Cidália, gostei desses olhares através da janela,
    um poema bem conseguido com lindas palavras, nessa imagem inspiradora do desafio da Lourdes, sempre muito atenta com os seus convites!
    parabéns amiga, e boa semana
    Angela
    também fui por essa imagem
    https://poesiesenportugais.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  37. Um pouco de nostalgia aliada à esperança do amor!
    Fabuloso poema o que não nos surpreende! ADOREI!

    Beijinho grande!

    ResponderEliminar
  38. A lua nos leva sempre a divagar.
    Um encanto de participação.
    Beijinhos
    Maria
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar
  39. Mais uma fantástica participação, que traduziu na perfeição o espírito da imagem... sobre a lua... que ora nos faz sonhar... ora nos faz reflectir, sobre os acontecimentos, à luz do dia...
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar

A vossa visita e comentário é o balsamo que alimenta a minha alma...Muito obrigada. Todos os poemas expostos são de minha inteira autoria, no que, apenas deverão ser partilhados com os devidos créditos da Autora: Cidália Ferreira (eu) 😘