quinta-feira, 15 de março de 2018

Dar voz ao coração e chorar.

[Imagem capturada da minha janela, granizo]
***
Apetece-me, fazer  um poema com rima
Sem a imagem que seja, pode ser incolor
Não ver o sol, mas observando  de cima
Granizo caindo desalmadamente em dor
*
Apetece-me dar voz ao coração e chorar
Sem que as paredes me ouçam...é difícil
Sentir que sozinha não posso comunicar
Temo que o isolamento me torne indócil
*
Apetece-me redigir o que me vai na alma
Mesmo que as lágrimas  caiam, no papel
Fazendo delas a inspiração, e nunca o fel
*
Apetece-me fugir...o coração não acalma
A chuva não para e o cinzento atormenta
E o poema com rima é o que me acalenta.
****
Cidália Ferreira 

32 comentários:

  1. Lindo poema :D

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  2. Ser um poema com rima ou não
    O que interessa é saber poetar
    Para que o seu lindo coração
    Nunca se deixe isolar

    E nesse isolamento triste
    Receba a alegria que se aproxima
    Quando escreve saiba que existe
    Poemas lindos sem rima
    ............................
    .
    * Se te amar for pecado ... Então sou um Pecador *
    .
    Cumprimentos poéticos

    ResponderEliminar
  3. Precisamos saber ouvir o que o coração tem a nos dizer e se preciso for, chorar serve para desafabar! LINDA! bjs, chica

    ResponderEliminar
  4. E eu gosto dos teus poemas com rima... e este soneto é magnífico, parabéns.
    Continuação de boa semana, amiga Cidália.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  5. E ficou lindo esse soneto com rima para um dia triste e chuvoso.!
    Adorei Cidália.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  6. Triste, mas tão bonito.
    Há dias assim...
    Coragem e um beijinho grande!

    ResponderEliminar
  7. O choro, o reconhecimento das dores e o poetar são importantes e têm o seu lugar...
    A chuva e o frio intensificam as reflexões!
    O meu abraço nesta 5a feira

    ResponderEliminar
  8. Querida Cidália
    É um dos seus mais lindos sonetos! Realmente, este tempo, traz-nos uma certa tristeza!
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderEliminar
  9. Cidália... belo poema.... !!!!
    Bela reflexão sobe um momento íntimo de tristeza!!!!

    ResponderEliminar
  10. Que poderoso poema inspirado numa força da natureza que se abateu sobre a tua região...granizo!
    Aproveitaste uma foto e elaboraste um fabuloso poema com um toque emotivo muito especial!
    ADOREI como sempre!
    Um abraço amiga!

    ResponderEliminar
  11. O choro é uma constante da vida! Alivia a dor!

    Adorei a foto e o teu sublime soneto!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  12. Mas que inspiração linda amiga Cidália! Deve ser um momento mágico observar a neve caindo lá do alto. Aqui, no Brasil onde moro, nunca vi essa beleza da natureza. Parabéns pela maravilhosa poesia.
    Abraços, continuação de uma feliz semana.

    ResponderEliminar
  13. Minha querida Cidáliamiga

    Ora muito bem, hoje sais com um soneto - mas um triste soneto. Representa ele desalento? Desejo que não. Não deves, não podes tomar essa atitude! Há dias maus, mas vêm sempre dias melhores, a vida é assim, como diz o povo alma até Almeida,

    Muitos qjs e ânimo deste teu amigo e admirador

    Henrique, o Leãozão

    Que se se passa pois não te tenho visto na Nossa Travessa?

    ResponderEliminar
  14. Bonito poema e muito bem acompanhado pela sua foto! :) Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  15. Lindo, como sempre nada passa sem que a inspiração venha, adoro chuva, mas quando ela vem e fica por algum tempo, a alma ressente pelo tom cinza, eis uma cor deprimente!
    Amei suas rimas em versos belos nesse soneto ímpar!
    Abraços querida amiga poetisa!

    ResponderEliminar
  16. E o alento fez uma bela inspiração Cidália e gosto do olhar!
    bj

    ResponderEliminar
  17. E acalenta bem
    Este teu poema
    Embalado em chuva
    E com temporal
    O que temos pena
    E o modo ordeiro
    Em que expões teu charme
    É prova evidente
    Que tua bela prosa
    Competir contigo
    Eu não vou safar-me....

    Beijinho amiga poetisa, agradecendo mais esta poesia, desejo um lindo fim de semana....se possível, sem chuva !!!!

    ResponderEliminar
  18. Apetece-me dar voz ao coração e chorar
    Sem que as paredes me ouçam...é difícil
    Sentir que sozinha não posso comunicar
    Temo que o isolamento me torne indócil

    Amiga, que linda poesia, lendo passa um filme diante dos nossos olhos. Parabéns amiga! Bjuss

    ResponderEliminar
  19. Cidália devemos sempre ouvir a voz do coração poema lindo junto de uma foto incrível, Cidália bjs.
    http://www.lucimarmoreira.com/

    ResponderEliminar
  20. O talento e a inspiração não lhe falta Cidália. Adorei o soneto. PARABÉNS!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  21. Parabéns Cidália o poema ficou lindo
    Bjs
    https://caminhos-percorridos2017.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  22. Nos momentos de choro e dor a poesia é o acalanto, o bálsamo, a luz. Lindo

    ResponderEliminar
  23. Que lindo!
    Gostei imenso do poema _ quantas vezes um acalanto vem numa hora boa.Obrigada por esse acalanto.
    Abraço,amiga

    ResponderEliminar
  24. Bom dia, não se deve calar o coração, devemos sim, dar voz ao mesmo, este seu belo poema é a voz do coração.
    Feliz fim de semana,
    AG

    ResponderEliminar
  25. Uma imagem impressionante que grande "granizada" e gostei bastante do poema.
    Um abraço e bom fim-de-semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
  26. Eu gosto de rimas, este soneto está simplesmente maravilhoso.
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar
  27. Cidália!
    Lindo poema rimado, trazendo a angustia e a dor em palavras fortes e precisas.
    Semaninha de luz e paz!!
    “Quando choramos abraçados e caminhamos lado a lado. Por favor amor me acredite, não há palavras para explicar o que eu sinto...” (Renato Russo)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderEliminar
  28. Muitas vezes a dor... é a inspiração suprema dos poetas...
    Magnifico e tocante trabalho, Cidália! E gostei imenso, de ver uma foto de sua autoria, a acompanhá-lo... valorizando-o ainda mais!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar

A vossa visita e comentário são o elixir do meu coração...Muito obrigada...