sábado, 31 de março de 2018

Recordação em aroma de alfazema. [Poetizando]

Olho a fotografia que me tiraste outrora
Reparo na  beleza das flores que seguro
Um buquê  perfumado de amor, e agora
Toda a recordação  faz jus ao amor puro
*
Quando, em tempo passado me olhavas
Gostavas do odor das flores a alfazema
Com o olhar apaixonado tu me beijavas
De coração aberto mas em vasto dilema
*
Minhas vestes finas em tons em púrpura
Embelezam o meu corpo e numa timidez
O meu rosto não sorriu. Senti-me impura
*
Olho a retrato, saudade dos meus cabelos
Recordo o dia. E entregar-me-ia outra vez
Aos sentimentos que são delicados anelos.
****
Cidália Ferreira.

POETIZANDO E ENCANTANDO

Mais uma vez é com orgulho que participo no Poetizando e Encantando.   Esperando ser do agrado de todos. É simples, mas com carinho.  

Mimo da Profªa Lourdes Duarte.

Resultado de imagem para letras boa páscoa

quinta-feira, 29 de março de 2018

Dançando na chuva...

Resultado de imagem para imagens dançando na chuva
Dançando, na chuva que vai caindo
Devagarinho e sem frieza
Traz-me alegria
Traz-me sede
Traz-me inspiração à mente
Traz-me uma vontade louca
De agradecer a gentileza,
É a chuva que cai lentamente
O alimento da minha alma
Que fraqueja, sem o querer.
*
E sobre meu corpo esfaimado
Vai caindo sem noção,
Mas recebe-la é formosura
Que me oferece inspiração
Para celebrar o momento,
Pois, o meu corpo enamorado
É o fulgor deste caminho,
Olho o chão que vou pisando
Vagueiam os meus pensamentos
Na chuva, que o meu corpo vai molhando.
***
Cidália Ferreira.

quarta-feira, 28 de março de 2018

São os lagos, a ilusão d'minha alma louca.

Sabes que tenho ciúmes da noite, da lua
De tudo o que te  rodeia, do meu mundo
Das noites em que não te tenho, mas tua
Serei para sempre. Sentimento profundo
*
E nas noites em que acordo e tu não estás
Adormeço, e num sonho, vou ao encontro
Ao encontro de ti, de mim. E amar-me-às
Nas noites de solidão, onde te reencontro
*
São os lagos, a ilusão d'minha alma louca
Com são meus desejos em te beijar a boca
Nas noites em que o ciúme me atormenta
*
Sabes que és meu mundo, um caso isolado
És a árvore, onde me abrigo e serás amado
   Nas noites em que a tua fonte me alimenta  
****
Cidália Ferreira.

segunda-feira, 26 de março de 2018

Embriaguei-me num desejo aromado

Foto de Cidália Ferreira.
Embriaguei-me num desejo aromado
Ao crepúsculo
Naquele mar de emoções
Águas calmas, céu cor de fogo
O meu rosto sentindo a brisa
E num sorriso de satisfação
Abria, as portas ao meu coração
*
Uma mesa imaginária, recatada
Um livro, tantas histórias passadas
Segredos contados, vividos
Páginas desfolhadas
Ao som sussurrante do mar
Que tende acalmar
Num momento único de leitura
*
Saboreio um café oferecido
Ilusório apetecido
E na doçura do seu sabor
Olho, o por do sol que esconde
Momentos líricos de aventura
Onde me embriago do teu amor
Na leitura dum livro, quase esquecido.
***
Cidália Ferreira  

sábado, 24 de março de 2018

Paisagem...Um amor que não quero perder [ Poetizando...]

Deixei, que o meu eu se encantasse por belas paisagens
Se deslumbrasse e contemplasse, com o há de mais belo
As flores brotam ao som da natureza, que pelas margens
Bebem das águas que correm no rio, onde se sente apelo
*
Existe uma ponte entre o amor e o desejo, és meu jardim
Mesmo quando o sol não brilha, não perderás o encanto
As águas correm, levando a perversidade para outro fim
Deixando que as flores perfumem meu olhar de espanto
*
Devasso, meu pensamento, ao imaginar que vais chegar
Colho uma flor por gentileza minha, jurei de ta entregar
Mesmo que não a recebas em mãos, sabe-lo-ás entender
*
Entender-me-ás. Esta ponte é a distância que nos separa
Mesmo estando tão longe, faz-se perto, nada se compara
És como a paisagem... Um amor que eu não quero perder
****
Cidália Ferreira.
Nem sempre podemos oferecer belas poesias. Mas uma coisa eu sei, o que faço, faço-o com o coração. Espero ser do agrado de todos. Agradeço o convite do blogue:  Filosofando na Vida
Bom fim de semana a todos.

quinta-feira, 22 de março de 2018

Novas folhas, em delírios floridos.

Resultado de imagem para imagem folha seca
Foste folha seca, levada pelo vento
A árvore desnuda, agreste, em depressão
Foste o cinzento do meu olhar, triste
Em momentos onde o frio me enlouqueceu
Dando lugar à chuva, que por vezes insiste
Levando todas as folhas envelhecidas
Deixando desnudos, os ramos verdes
Iniciando então essas novas vidas.
*
Agora que novas vidas parecem nascer
Em árvores que assim se revigoram
Novas folhas, em delírios floridos
Ventos ensolarados, desejos contidos
Numa primavera em seu resplandecer
Vida que nos dá vida, ao afolhar
Que nos dá a energia para viver
E em cada renovação, um novo olhar.
***
Cidália Ferreira.

quarta-feira, 21 de março de 2018

Ofereço, os sentimentos mais puros (Dia Mundial da Poesia)

Resultado de imagem para imagens dia da poesia
Sendo este dia, especial, ao nível mundial
Quero celebrar, com os Poetas, e Poetizas
Mergulhar nas poesias  em tom imparcial
Oferecendo à mente leituras e delicadezas 
*
Quero redigir, uns versos livres, com rima
Ser a diferença em cada instante na poesia
Dizer que  foste, uma referencia, o enigma
O exemplo, que  me fez crescer noite e dia
*
Por minha própria vontade a qual obedeço
Das minhas simples palavras eu sou refém
Os sentimentos mais puros, eu vos ofereço
*
Nos poemas que já redigi nunca confessei
A minha fonte de inspiração ser dum além
Onde pela escrita timbrada me deslumbrei.
****
Cidália Ferreira.

segunda-feira, 19 de março de 2018

Esperar-te-ei, num novo amanhecer.

Foste embora, deixaste-me só
Num sentimento doloroso
Sem saber, qual o rumo a seguir
Quando vejo o mar tão maldoso
E as nuvens não querem sorrir
Chega a brisa invade-me o corpo
Tu não estás, tremo de frio
Pensamento cruel, num vazio
Em que se encontra o meu coração
*
Praia vazia e o mar agitado
Uma brisa em tom endiabrado
O meu pensamento era o tormento
Em palavras levadas pelo vento
O meu coração acanhado, triste
Chorava, sem que ninguém visse
Porque foste embora junto com o sol
Não voltaste ao entardecer
Mas esperar-te-ei, num novo amanhecer.  

***
Cidália Ferreira.

domingo, 18 de março de 2018

Desfolhando e recordando, pedaços de mim {POETIZANDO...}

*
A vida, ensinou-me as regras mais difíceis
Quando me surpreendeu, com o infortúnio
Pôs-me à prova, nela passei, os dias cruéis
Não o desejo a ninguém... serei o desígnio
*
A vida mostrou-me uma dureza sem noção
Sem dó por mim, ofereceu-me o lado negro
Guardo memórias profundas e tanta aflição
Num livro timbrado, reservado, tão íntegro
*
A vida, o livro das minhas palavras oriundas
Onde guardo momentos ásperos, com alegria
Duma segunda oportunidade de vida e glória
*
Guardo os momentos de cicatrizes profundas
Guardo os pedaços, do meu corpo, que ardeu
Guardo tudo, e nada, mas alguém sobreviveu.
****
Cidália Ferreira.


Uma imagem - a meu ver  -, poderosa... Tentei ir ao encontro do POETIZANDO, desfolhando e rcordando pedaços de mim . Espero ser do agrado de quem me visita. Bom fim de semana.

sexta-feira, 16 de março de 2018

O mar assusta-me, sim!

Imagem relacionada
{Nem sempre escrevo o que quero
Nem sempre quero o que escrevo
Nem sempre sinto o que desejo
Nem sempre desejo o que sinto.}
*
O Mar assusta-me, sim!
Pela sua imensidão
Profundidade sem chão
Onde se afoga o meu coração
Imaginando, um fundo sem fim
*
O mar inspira-me... assim
Olhando-o, sem lhe tocar
Apreciando que o seu ondular
É muito mais belo de fora
Que dentro, sem o olhar
*
As aves esvoaçam em dança
Logo ao romper do dia
Será que chega a bonança
Ou tempestade em poesia?
***
Cidália Ferreira.

quinta-feira, 15 de março de 2018

Dar voz ao coração e chorar.

[Imagem capturada da minha janela, granizo]
***
Apetece-me, fazer  um poema com rima
Sem a imagem que seja, pode ser incolor
Não ver o sol, mas observando  de cima
Granizo caindo desalmadamente em dor
*
Apetece-me dar voz ao coração e chorar
Sem que as paredes me ouçam...é difícil
Sentir que sozinha não posso comunicar
Temo que o isolamento me torne indócil
*
Apetece-me redigir o que me vai na alma
Mesmo que as lágrimas  caiam, no papel
Fazendo delas a inspiração, e nunca o fel
*
Apetece-me fugir...o coração não acalma
A chuva não para e o cinzento atormenta
E o poema com rima é o que me acalenta.
****
Cidália Ferreira 

quarta-feira, 14 de março de 2018

Se as nuvens voltarem, ao entardecer

Resultado de imagem para imagens romanticas
Olhos nos olhos, tão sorridentes
Expressões que falam, dizem tanto
Lábios sedentos de desejo
Em praia deserta, corpos decentes
Esperando qualquer entretanto
Para se unirem sem contratempos
E sentirem qualquer vibração
Enquanto se troca um doce beijo
Em pensamento, a voz do coração
Sentimento, que nos faz sobreviver
*
Se as nuvens voltarem ao entardecer
Nada nos impede de as observar
Contemplar a chegada do luar
E sentir como o mar acalmou
Os nossos rostos comprometidos
Olhares silenciosos, convidativos
A momentos a sós, sem preconceitos
São sentimentos de quem ama
Meu coração embriagado reclamou
Olhos nos olhos... e ao amor se entregou.
***
Cidália Ferreira.

segunda-feira, 12 de março de 2018

Ecos do silêncio...

Foto de Cidália Ferreira.
Ao som das ondas do mar, que escuto
Olho o céu e reparo em seu esplendor
Adornado pelo sol, num tempo enxuto
Ao fim de tarde, onde te espero, amor
*
E nos ecos do meu silêncio onde sinto
Um sussurrar, uma brisa que alimenta
Esta saudade é tão grande e não minto
Mas guardo só para mim esta tormenta
*
A noite chega e o sol isenta-se de mim
O mar acalma e a intempérie já passou
O meu coração não disfarça o frenesim
*
Estas águas despertam-me as emoções
O coração acalma. O amor não chegou
Mas aqui, confesso as minhas aflições.
****
Cidália Ferreira.

domingo, 11 de março de 2018

Para vocês... Feliz domingo

Resultado de imagem para flores bom domingo

Recebam essas Rosas... Nelas depositei o meu carinho, o meu amor, a minha amizade e a sinceridade do meu coração...Para dedicar a Alguém muito especial...VOCÊS!


Hoje estarei em família, daí vos visitar mais tarde.
Feliz Domingo...Beijinhos mil...


sexta-feira, 9 de março de 2018

Melancolia...

Imagem relacionada
Sinto que lá fora, o vento forte assobia
Tocado pela chuva que cai, sem noção
Ouvem-se os ecos nos telhados vazios
Das folhas velhas, levadas. Quais rios
Levam sem destino, deixando a fobia
De um tempo agressivo, em exaltação
*
Molho meu rosto sinto-me deprimente
Sinto que o tempo me traz melancolia
Mesmo sabendo, ser um bem precioso
Mas acordar ao som d'um dia chuvoso
Há uma tristeza que o meu corpo sente
Olho a chuva e  minha alma se arrepia.
****
Cidália Ferreira.

quinta-feira, 8 de março de 2018

MULHER QUE ÉS...[ Poetizando ]

Resultado de imagem para imagens do dia da Mulher
D ia internacional da Mulher... QUE ÉS;
I nspiradora. Poderosa. Empenho. Dedicação
A mbiciosa, teimosa. A persistência. A sedução
*
            I nteligente
                N atural
                   T alenteosa
                      E smerada
                        R esponsável
                           N ão é perfeita
                              A ma com o coração
                                 C oncelheira
                                     I rreverente
                                       O orgulhosa
                                          N otável
                                              A miga
                                                 L utadora
D inamica. Amorosa. A tentação
A mavél. Protectora dos Seus, no sentimento mais profundo
*
M ulher. Esposa. Mãe. Avó. Multiplicação
U ma força da natureza. Mesmo com seus defeitos
L utadora. Umas vezes fria. Outras, o calor exímio 
H abilidosa. Destemida. Guerreira. Sentimental
E qulíbrio. Sensível. Sofredora. Racional. A perfeição não existe.
R ainha o Ano inteiro. Mas este dia é especial... Para todas NÓS.  

****
Cidália Ferreira
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
POETIZANDO E ENCANTANDO


Como Mulher; Esposa; Mãe; Avó; e "Madrasta"; Deixo o meu Abraço/Homenagem, sincera para todas as Mulheres do Poetizando e  Encantado, bem como, todas as Mulheres do  Mundo... Este dia significa a luta pela igualdade...  Ofereço flores.

Imagem relacionada
Foto de Cidália Ferreira.
Obrigada pelo miminho 😀

quarta-feira, 7 de março de 2018

Alma vestida

Foto de Cidália Ferreira.
Caminho, serenamente, descalça
Ao romper d'aurora
Procuro no tempo a esperança
E a bonança
O sentimento e o amor
Procuro o meu eu
Procuro a calma, a paz
No aroma peculiar das árvores
Caminho em direcção ao sol em esplendor
Por onde se encanta meu coração
Nestes caminhos incertos, silenciosos
Onde me perco, devaneando
Pés descalços, alma vestida
Coração feliz... e amando
***
Cidália Ferreira

terça-feira, 6 de março de 2018

Folhas, que parecem ter vida.

Foto de Cidália Ferreira.
Folhas envelhecidas, que parecem ter vida
Quando se soltam e esvoaçando sem rumo
Remoinham pelas ruelas que ninguém liga
Acabando nas valetas, já mortas. Presumo  
*
O vento sacode as árvores secas, desnudas
A chuva alimenta rebentos, que prometem
O tempo eleva na sua vastidão. Mas mudas
São as folhas que caem sem vida. Desistem
*
Desistem de uma época que por elas passou
Quando outrora eram encanto da natureza
Preciosos momentos dos olhares em beleza
*
Cai a chuva suavemente, onde se dispersou
Alimentando os arvoredos e novos rebentos
Na folhagem prometida pelos novos ventos.
****
Cidália Ferreira

domingo, 4 de março de 2018

Mar e a lua, fiéis ao nosso amor. (...Poetizando...)

Depois de um dia feliz e abençoado
Onde tu e eu, nos entregámos
De corpo e alma
Aos sinais dum tempo, que voa,
Chega a noite, sorrateira
Viajámos em serenidade
Para junto do mar, procurando a calma
Onde nos pudéssemos abraçar
Longe, de todos os olhares
Contemplando a beleza na noite
À luz do brilhante luar
*
No mar agitado, as águas borbulham
E ao sentir a nossa fiel presença
Parou, acalmando a fúria
Parecia escutar nossos sussurros
E num ápice impôs a sua sentença,
No céu as nuvens se dissipam
Dando lugar à lua com seu glamour
Um brilho que nos ilumina a mente
Despertando em nós, o desejo
De selar o amor... eternamente
Onde o mar e a lua testemunham nosso beijo.
***
Cidália Ferreira.
Mais uma vez agradeço o convite do Filosofando na Vida e é com orgulho e satisfação que participo. Nem sempre me  sai o melhor, mas, acreditem que o que sai é do coração...Espero que gostem
Bom fim de semana a todos os que por aqui passam...O meu agradecimento aos que me lêem e  comentam...

sexta-feira, 2 de março de 2018

Sonhos...Caminhos de Fantasia.


Foto de Cidália Ferreira.
Adormecida em devaneio, meros sonhos
Onde a beleza que  espreita me enamora
Meu coração emudecido, olhos risonhos
Quando avistam um mundo belo, lá fora
*
São  meus sonhos caminhos de fantasias
Desejos que fluem sobre grandes ilusões
Mesmo que o sol não nasça todos os dias
Haverá sempre calor e novas conclusões
*
Adormecida no sonho...descontentamento
Nem sempre o sol me alegra o sentimento
Se não existirem impossíveis para abraçar
*
Quero despertar e elevar em mim o desejo
Quero olhar o horizonte, aclamar um beijo
Que o impossível me torna difícil alcançar.
****
Cidália Ferreira.