terça-feira, 30 de maio de 2017

Não esperes...

Resultado de imagem para imagens de reflexão
Não esperes que o meu coração te abandone 
No meio do nada, quando tu és sempre tanto 
Sempre, e quando o momento se proporcione 
Dar-te-ei tudo de mim e serás o meu encanto 
.
Não esperes que eu te esqueça, és o meu pilar
O sentimento onde me abrigo das tempestades
Mesmo em dias tristes onde espero o teu olhar
Não há nada que nos separe das cumplicidades
.
Quero seguir-te no caminho por onde te perdes
Quero estar junto ao teu peito quando precisas
Porque no meio do nada apenas tu improvisas
.
Jamais esquecerei quem no meu coração mora
Sabes onde me esperar, por favor, sem demora
Porque espero momentos bons...e tão rebeldes.
****
Cidália Ferreira.

domingo, 28 de maio de 2017

Enquanto meus olhos olhavam o infinito

Resultado de imagem para imagens de reflexão
Enquanto meus olhos procuram o infinito
As ondas desfazem-se suavemente  
Entre pedras e areias já cansadas 
Que se fazem sentir pelas madrugadas,
A noite cai e apenas o silêncio 
Onde vagueiam vontades e desejos
Retidos na brancura das águas calmas,
Qual tristeza que chega e vai embora
.
Este meu olhar atrevido, tão faminto
Manifesta profundidade, sentimento
Quando vagueiam por recantos do teu mundo
Em noite amena, o desejo é tão profundo
De voltar entrelaçar-me em teus braços,
E neste mar onde faço juramento 
Imaginar-te aqui seria o meu querer,
E um abraço teu, o meu desejo. Não minto
***
Cidália Ferreira 

sábado, 27 de maio de 2017

Venham ao aniversário do meu blogue.

Resultado de imagem para bolo aniversario 4 anos de blog
A 27 de Maio de 2013, nascia o meu filho mais novo. Este blogue. Longe de imaginar até onde poderia ir. Quatro anos, (4), é ainda pequeno, mas, para mim já é  adulto, pois é aqui que me refugio grande parte do tempo. É aqui que escrevo com emoção, com um sorriso no rosto, ou com lágrimas nos olhos...É a partir daqui que me delicio com os vossos blogues. 
.
Sem o vosso carinho e apoio nada disto seria possível. Todos vocês são responsáveis pela minha existência e pelo meu esforço e dedicação. Espero poder continuar, contando convosco. 
.
A vida tem momentos bons e menos bons, daí, muitas das vezes, dar voz ao coração. Tudo faz parte.
.
Muito obrigada a quem me lê,  e a quem me lê e comenta. 
.
Muito obrigada ao Ricardo e à Margarida que foram os responsáveis pela abertura deste blogue que, para mim é Sagrado. 
OBRIGADA A TODOS.
Resultado de imagem para gifs champanhe
Excelente Sábado para todos nós.

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Para quê ter ilusões...

Para quê sentir-me a flor mais bela se o momento é passageiro
Se esta alegria passou, voltou a tristeza ao meu pobre coração
Estas lágrimas que botam meus olhos, são em mim o nevoeiro
Que me roubou o sorriso, deixando-me em triste desorientação
.
Para quê, ter ilusões  nos dias felizes, se depressa volto a cair
Se tu és a luz dos meu olhos, e não poderei  perder-te, jamais
Se neste  momento, a minha  maior dor, é ter que te ver partir
Não mais esta flor abrirá com  alegria, porque sofreu demais 
.
Para quê viver neste mundo cruel se não tenho mais o valor
Se os meus dias  felizes são ceifados, deixando-me sem chão
Olho para o lado,  não estás, apenas o cheiro da murcha flor
Deixando-me em sofrência, se valerá a pena pedir-te perdão
****
Cidália Ferreira.

terça-feira, 23 de maio de 2017

Neste meu desassossego inebriante

É em noite escura que te mostro a beleza
Do meu corpo em constante desassossego, 
É neste silêncio em que sinto o desejo
Dos recantos do teu corpo em labirinto,
És a força do meu constante pensamento
Imaginando, cada poro teu, sendo meu
Onde me perco nos momentos mais famintos
Neste meu silêncio de iluminado desejo
Pelos devaneios... a lembrança do teu beijo
.
É em noite escura que iluminas minha mente
Neste meu desassossego inebriante
Que incendeia com palavras simplesmente
Este meu imaginário vagabundo,
És a força deste meu tanto querer
Onde habitas, no pensamento mais profundo,
É o teu corpo um pedaço instigante
Que me leva à loucura, ardentemente
Pelos devaneios, e segredos do meu prazer.
***
Cidália Ferreira

segunda-feira, 22 de maio de 2017

O PROMETIDO É DEVIDO. Partilhando convosco.

O MEU SEGUNDO PASSEIO SÉNIOR ...DESTA  VEZ, A VIANA DO CASTELO
Foto de Cidália Ferreira.
O prometido é devido! Aqui estou eu a partilhar convosco momentos inesquecíveis do passado dia 20, (sábado). Passeio Sénior. Não porque tenha a idade que pretendem, mas por acompanhar o Marido que já passou os 55 anos. O nosso autocarro era o 27. 
Foto de Cidália Ferreira.
 À saída, imagem da nossa paroquia, capturada de dentro do autocarro.
Foto de Cidália Ferreira.
O pormenor dos chapéus que nos ofereceram, que deram um jeitão, derivado ao calor que estava . Albergaria-a-Velha, existe há 900 anos.
Foto de Cidália Ferreira.
 No inicio na viagem...
Foto de Cidália Ferreira.
Há chegada a Viana...
Foto de Cidália Ferreira.
Quando se avistam paisagens como esta, tudo pára! Fiquei apaixonada por Viana do Castelo...
Foto de Cidália Ferreira.
A Basílica de Santa Luzia. Fica no alto, tendo uma vista apaixonante para a marina e o Atlântico.
Foto de Cidália Ferreira.
Pousando para o fotógrafo :)
Foto de Cidália Ferreira.
Foto de Cidália Ferreira.
As minhas tias queridas. É por elas que também gosto de ir.
Foto de Cidália Ferreira.
No jardim da praça da republica
Foto de Cidália Ferreira.
Sombras maravilhosas... Convidativas...
Foto de Cidália Ferreira.
Foto de Cidália Ferreira.
Foto de Cidália Ferreira.
Olhares pelos horizontes...
Foto de Cidália Ferreira.
Ao fundo dos arcos, por trás de mim, fica a Catedral. Onde foi realizada uma missa reservada aos séniores de Albergaria e suas freguesias. Não fui assistir porque no meu grupinho (familiar), uma tia não podia caminhar muito e eu fiz companhia, ficando no parque.
Foto de Cidália Ferreira.
Estátua de Viana, no jardim do parque da Cidade
Foto de Cidália Ferreira.
Depois do almoço, uma caminha com o marido pela marina do Atlântico. Momentos de Alegria e diversão...este e outros.
Foto de Cidália Ferreira.
Por trás de mim, ao fundo, passa o comboio. Na ponte Eiffel.
Foto de Cidália Ferreira.
Foto de Cidália Ferreira.
Com o calor que se fazia sentir já apetecia "um mergulho" Lol
Foto de Cidália Ferreira.
Cá está o meu grupinho de familiares, lindos e divertidos, Faltam cá dois...
Foto de Cidália Ferreira.
Nada como refrescar a garganta 
Foto de Cidália Ferreira.
 Lindo... As gaivotas andavam à procura de alimento junto das pessoas, que almoçavam por ali...
Foto de Cidália Ferreira.
E como o que é bom acaba rápido, chegou a hora do regresso. De coração cheio de felicidade, apaixonada pela Cidade de Viana do Castelo e com a esperança de voltar, porque o lema é: Quem gosta vem. Quem ama fica.

Muito obrigada à Junta da nossa Freguesia pelo convite, pela oportunidade que me deram de conhecer (uma pequenina parte)  desta apaixonante Cidade. Tenho muitas mais fotos :)

Espero que gostem.
Cidália Ferreira

domingo, 21 de maio de 2017

Venham celebrar o dia comigo. Hoje é o meu dia.



Bom dia.
Hoje, partilho convosco mais um aniversario. Pois em 21 de Maio de 1963, pelas 6 horas da manhã, nascia a minha pessoa. Simples, honesta, apesar do mau feitio. Lol. Mais uma vez, longe dos afectos que mais gostaria de receber, mas já falta pouco. 54 anos, já começa a pesar, mas, estou aqui para as curvas...digo eu...Lool.  Que todos (as) possamos brindar... à vida.


Sirvam-se do meu bolo e do champanhe. ;-)
Resultado de imagem para champanhe

sábado, 20 de maio de 2017

Que o vosso Sábado seja tranquilo.

Resultado de imagem para Imagens sabado feliz
Que o vosso Sábado seja feliz e tranquilo. Aproveitem o sol...Eu vou aproveitar o dia, mais uma vez, com os seniores, num passeio que depois partilharei convosco. Sejam imensamente felizes, hoje e sempre.

Não terei tempo de vos visitar... mas prometo que não falho. Quando existe vontade, mais vale tarde que nunca.



quarta-feira, 17 de maio de 2017

Se me perguntares porque me fui embora

Imagem relacionada
Se me perguntares  porque me fui  embora
Sem nada levar, apenas marcas no coração 
Aquelas que entraram, e não saem, por ora
Porque o meu sentimento sofreu de aflição
.
Se me perguntares, porque sofro eu, sozinha
Porque escolhi eu a solidão para me abrigar 
Será porque a alma que se esgotou é a minha
E tão sozinha ficou, junto ao lago, a divagar
.
Serás a estrela maior que me guia os sentidos
E me faz pensar, se vale a pena voltar a viver
Voltar aos  momentos, meus desejos contidos
.
Se me perguntares se vou voltar, digo: talvez
Porque no meio  do nada só tu quiseste saber
Porque sofre meu coração de quando em vez.
****
Cidália Ferreira

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Se pudesse libertar-me desta vida

Imagem relacionada
Se soubesses o quanto me sinto inútil
Quando tento libertar-me e não consigo,
Como se uma pedra me agarrasse e me travasse
O caminho, que quero fazer contigo,
São momentos em que para comigo reflicto 
Se vale a pena esta vida de incerteza
Quando penso que poderei ser tão ingrata,
Tento fugir, mas não consigo, sinto-me preza
.
Se pudesse libertar-me desta vida
Como borboleta que voa e vai embora
Não sentirias a minha falta, por agora
Nem sentirias o valor do meu esforço,
São momentos em que meu coração chora
Quando penso que nada valeu a pena
Porque minha alma se sente desprovida,
Quero ir embora, a fim, de sair de cena.
***
Cidália Ferreira

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Se eu te disser, que ainda...

Imagem relacionada
Se eu te disser que ainda desejo passear contigo
Pelo areal molhado, nem que seja ao entardecer
De mãos dadas, com tuas palavras de enaltecer 
Acredita, este é um desejo meu, já muito antigo
.
Se eu te disser que as minhas palavras são leais
Que o sentimento que carrego, é tão verdadeiro
Que tudo o que faço, apenas tem um  paradeiro
E esse, és tu, porque seguimos os mesmos ideais
.
E neste areal molhado onde  deixamos pegadas
Marcas dos desejos e tantos outros sentimentos 
E o desejo de voltar aos nossos únicos momentos
.
Sabes, este é um  desejo antigo, mas muito puro
Jamais te deixarei sozinho em caminho inseguro
Porque  és o imaginário das minhas caminhadas
****
Cidália Ferreira.

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Mas quem sou eu afinal?

Resultado de imagem para imagens. O quanto marcam as palavras
Depois, daquele momento, pesado
Que me fez voltar às lágrimas
Revivendo, todo um passado 
Como poderia ficar, se me deixaste 
Como se toda eu diminuísse,
E nada valesse. Senti-me fraca, sem valores,
Senti que o chão me estaria a fugir
Senti-me o nada, no meio nada,
Olhando o vazio com nuvens amarguradas,
Mas quem sou eu afinal?
~
Saí... saí com vontade de acabar
Com tudo o que me atormenta
E são tantos e tantos momentos
Em que sozinha dou por mim a chorar
Pensando, se valerá a pena continuar,
Esta luta, que meu coração trava
Que me sufoca e me leva a pensar
Se algum dia eu tive valor,
Não sei. Só sei que me apetece partir
Levando de ti, apenas o teu amor.
***
Cidália Ferreira

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Encontrava as pedras mais luzidias e brilhantes

Resultado de imagem para imagens para refletir
Enquanto procurava as pedras no chão molhado
Ouvindo o sussurrar  das ondas, plena calmaria
Já o sol se escondia nas  nuvens, envergonhado
Beijando o mar, em  jeito de tão calma romaria
.
Encontrava as  pedras mais luzidias e brilhantes
Como só o mar as sabe trabalhar, tão misterioso
Como o desejo de passear pelo areal, como dantes
Contemplando a beleza de um mar tão cauteloso
.
Mas enquanto eu olhava as pedras ouvia alguém
Olhava em volta, praia vazia e não via ninguém
Apenas  as ondas, num  vai e volta, em liberdade
.
E por teimosia minha fiquei esperando, sozinha
Sei, que chegará até mim, quem comigo caminha
E no silêncio das pedras matamos nossa saudade
****
Cidália Ferreira 

domingo, 7 de maio de 2017

Feliz dia para todas as Mães. "Saudades"...

Resultado de imagem para imagens mãe

Seria tão bom que neste dia pudesse ter à minha mesa os meus filhos e netas, todos já fazemos uma boa e divertida  mesa.  Apenas me vai ficar no imaginário, com saudade. Bem sei que a vida é assim. Também sei que estão bem. Mas, por muito bem que estejam, existem sempre dias de muita saudade de parte a parte. 
Neste dia, em especialmente, sinto-me só. Sei que "à minha" volta vou Mães receberem aquele beijo, aquele abraço... eu nada. Para mim, não são os presentes que valem, mas sim os afectos, o carinho, a companhia. Porque embora pense que, dia da Mãe é todos os dias do ano, neste dia, sentimos-nos um pouco mais mimadas. Claro que este dia passarei em família, mas, faltam-me os afectos dos meus Filhos.

FELIZ DIA, PARA TODAS AS MÃES DO MUNDO, NÃO SÓ HOJE, MAS SEMPRE

Cidália Ferreira.

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Abro-te a porta para nosso consolo

Resultado de imagem para imagens abro-te minha porta
Abro-te a minha porta de par em par
Acolho-te em meu coração pequenino
Dou-te de mim, o melhor
E meus braços para te amparar,
Depois de entrares de mansinho
Estendo-te as mãos, dou-te colo
Dou-te a força que não tenho
E acredita, este é o meu carinho,
Abro-te a porta para nosso consolo,
.
Não importa o tamanho nem a beleza
Não importa, se sobre ela chove
Importa sim, o tamanho e fortaleza
Com que meus braços te querem acolher,
Meu coração chora ao ver-te entrar
Não Imagina como será se te perder
Como flor murcha, em saudade que dói,
Jamais a porta se fecha, para te amparar
Porque fazes, eternamente, parte do meu ser.
***
Cidália Ferreira

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Reflexão, tristeza...

Haverá momento mais triste que a dor
Quando se instala  num pobre coração
Deixando num  momento avassalador
Amarguras bem difíceis de superação
.
O que  adiantam as ilusões desta vida
Se nada é certo nesta  triste passagem
Quando  numa perda sem vida vivida
Seguindo o pesadelo de triste viagem
.
Neste momento  de reflexão e tristeza
Onde o meu  coração se uniu e chorou
Nada neste mundo é com tanta certeza
Como uma vida que o destino te ceifou.
****
Cidália Ferreira.

segunda-feira, 1 de maio de 2017

Para ti, Ricardo, muita força neste momento de dor.

Imagem relacionada

Apesar de estar um pouco melhor, ainda não me sinto bem para escrever. Porque hoje, estou emocionalmente muito triste e em baixo. O meu Amigo Ricardo perdeu o seu Mano com 54 anos."Vitima de cancro pulmonar". Quando gostamos dos amigos de verdade, a sua dor, é a nossa dor. A sua tristeza, é a nossa. É assim que me sinto hoje. Triste, muito triste.

Para ti meu querido amigo, que tenhas muita força neste momento tão doloroso para ti e tua família, principalmente para a tua querida Mãe.  Queria dar-te um abraço de conforto, mas a distância é muita.
Tu sabes que estou sempre a teu lado para o bem e o mal. MUITA FORÇA E CORAGEM MEU AMIGO.

Quanto a vocês que me lêem, peço desculpa pelo triste desabafo. Ninguém está livre.

Cidália Ferreira.