quarta-feira, 15 de março de 2017

Queria voltar atrás...

Resultado de imagem para Imagens-  passos- voltar atras no tempo
Queria voltar atrás no tempo mas sem pressa
Queria ser o que não  sou  mas sem vaidade 
Porque  essa, nunca  entrou, é uma verdade
Queria que o tempo parasse e sem promessa
.
Queria ser, como que  já fui, durante a vida
Queria voltar a ser a energia que me guiava
Queria ser o passado  de uma era precavida
Porque essa, simplesmente eu vislumbrava
.
Queria voltar atrás nestes passos de firmeza
Ser a criança que não fui na minha infância
E que nada  disto fosse o peso  da distância
Queria voltar, à minha força, e sem tristeza.
****
Cidália Ferreira

33 comentários:

  1. Oh, está mesmo lindo!!! Muitas vezes tenho esta vontade de voltar ao passado, á infância....Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Muito lindo e teu poema lá também! Fui visitar a amiga e gostei! bjs,chica

    ResponderEliminar
  3. Olá Cidália, fiquei muito comovida com este poema, de alguma forma entrelaça-se com aquilo que eu escrevi hoje.. regressar á infância seria realmente mágico...
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  4. Um soneto belíssimo, excelente e inspirado-inspirador.
    Este teu soneto musicado, seria uma música maravilhosa.
    A imagem é linda para o soneto.
    Apreciei muito!!
    Beijinhos.
    Ps: Respondi para ti, vou visitar o blog da tua amiga...

    ResponderEliminar
  5. Um soneto maravilhoso de um desejo de voltar a ser criança.
    Lindo Cidália!
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  6. Boa tarde, querida Cidália!
    Todos temos quereres guardados e sonhados... lindo poema!
    Bjm muito fraterno

    ResponderEliminar
  7. Olá Cidália
    Lindo poema, a minha infância foi ótima. Bjs querida.

    ResponderEliminar
  8. Não dá para mudar o passado.
    Mas também não querias, hoje és a pessoa que és, encantadora e sensível talvez por ele.
    Vive o Hoje Minha querida amiga como a intensidade das tuas palavras.

    beijo

    ResponderEliminar
  9. Cidália, lindo poema, também tenho às vezes muitas saudades da minha infância.
    Beijinhos de Luz!
    AnaMaria

    ResponderEliminar
  10. Infelizmente o tempo não volta, há que viver o momento.
    Adorei o poema.

    Beijinhos Cidália

    ResponderEliminar
  11. Um poema bem tocante
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  12. É Cidália,
    Triste sua poesia
    Temos que viver com intensidade todas as fases da vida.
    Pena que a vida a atropelou
    Beijos
    Minicontista

    ResponderEliminar
  13. Que maximo amei super tocante, obrigado pela visita.
    Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderEliminar
  14. Gostei tanto, Cidália!
    Quando pensamos no passado há sempre algo que gostaríamos de mudar, de aperfeiçoar. É difícil lidar com alguns arrependimentos, mas agora o melhor que podemos fazer é devolver ao passado o que lhe pertence e olhar em frente.
    Beijinho

    (Vou visitar o blog que me indicou)

    ResponderEliminar
  15. às vezes não é possível voltar atrás...
    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  16. Lindo, mas triste!
    “Na viagem que é a vida o comboio não pára duas vezes na mesma estação...”
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  17. Cara amiga poetisa, acho que todos nós, em algum momento de nossas vidas, somos tentados a voltar ao pretérito e reviver situações passadas, mesmo sabedores de o tempo corre para a frente. Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas uma linda tarde.

    ResponderEliminar
  18. Voltar atrás já não é possível mas podemos ser o melhor que podemos ser.

    Já visitei o outro blogue.

    ResponderEliminar
  19. Podemos recomeçar, mas quase sempre sem conseguirmos voltar atrás...
    Excelente poema, gostei muito.
    Cidália, continuação de boa semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  20. há coisas que são passado, e não podemos voltar.
    mas podemos sempre recomeçar, porque cada dia é um recomeço.
    bejinhos
    :)

    ResponderEliminar
  21. Cidália lindo o poema, gostaria de poder voltar para consertar muitas coisas talvez hoje a minha vida seria bem diferente, bjs.

    ResponderEliminar
  22. Não podemos voltar atras. Podemos pacificar o nosso coração e fazer de cada etapa um novo recomeço.

    ResponderEliminar
  23. Compreendo e toca-me muito este poema.
    Eu também queria voltar atrás, mas não posso.
    Dei tanto de mim a quem nada merecia.
    Fiz tanto por muitos/as e não mereciam nada.
    Às vezes a solidão é feita dessas recordações doridas.
    Bom fim de semana, amiga.
    Bjs.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  24. Ótima postagem gostei muito, ganhou um fã abraços.

    Me segue, que eu sigo de volta!

    http://nintudo.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  25. Antes demais quero elogiar a foto que está em perfeita sintonia com a inspiração deste poema!
    Uma vontade poderosa de regressar ao passado marca todo o poema desde o 1º ao último verso.
    Adorei!!!! Sempre maravilhoso!
    Um abraço gigante

    ResponderEliminar
  26. Uma inspiração lindíssima e tocante, com alguma saudade e nostalgia...
    Quem não gostaria de voltar atrás, em determinadas circunstâncias?...
    Adorei, Cidália!!!
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
  27. Quanta saudade de outros tempos.
    Tão nostálgico e tão belo.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar