quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Onde existe uma verdade. É a minha vida, uma sentença.

Foto de Cidália Ferreira.

Não havia frio, não havia perfeição
Não apareceram as aves para me consolarem,
Não havia sol, ainda, apenas uma frescura
Do silencioso amanhecer em meu corpo
Despido de nadas, ou talvez muitos,
Não havia ninguém para alegrar meu coração
Onde neste lugar te esperava por loucura
.
O sol acabara de nascer, meu olhar enterneceu
Ainda que fossem apenas uns raios espreitando
Meu corpo recebia-os como alguém que conheceu
E na memória do meu corpo as coisas foram ficando
.
Não havia frio, porque imaginava tua presença
Imaginava-nos rodeados, de flores silvestres, perfumadas
Ainda que o momento me faça lembrar com saudade
Aquela, que só tu sabes, porque sou a lealdade
Sou um corpo despido onde tudo é transparecia
Como notas musicais e poesias orvalhadas
Onde existe uma verdade. É a minha vida, uma sentença.
***
Cidália Ferreira

27 comentários:

  1. Belíssimo poema, gostei imenso.
    Cidália, tem um bom resto de semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  2. Querida Cidália
    Quantas memórias guardamos!
    Como soube expressar falar-nos das suas de uma maneira tão poética!
    Parabéns.
    Beijinho
    Beatriz

    ResponderEliminar
  3. Queria dizer:
    Como soube expressar-se ao falar-nos...

    ResponderEliminar
  4. Precioso tu poema.

    Un placer venir a tu blog.

    Besos.

    ResponderEliminar
  5. Encantador o teu poema.
    Linda a tua expressão poética.
    Beijos.
    Alexandra

    ResponderEliminar
  6. Cidália perfeito o poema, cada palavra trás uma emoção, muito bonito e encantador bjs.

    ResponderEliminar
  7. Simplesmente maravilhoso Cidália!
    Vejo uma pintura em cada palavra dos seus versos.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  8. A verdade na pele (corpo) e na alma inscrita de
    uma saudade doce no perfume da poesia.
    Muito belo, Cidália!
    Beijo.

    ResponderEliminar
  9. A saudade feita poesia.

    Brilhante poema!
    Parabéns!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  10. Fantástico Cidália, adorei. Beijokas :)

    ❤ Célia Santiago
    Diário Feminino
    FacebookInstagramYouTube

    ResponderEliminar
  11. Magnifico e belo poema minha amiga, gostei bastante.
    Um abraço e bom fim-de-semana.
    Andarilhar || Dedais de Francisco e Idalisa || Livros-Autografados

    ResponderEliminar
  12. Mais um belo poema, com verdades que nos aquecem a alma e o coração! Um beijinho grande.
    Bom fim de semana,
    http://chicana.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  13. Boa Tarde, querida Cidália!
    Sim, o nosso coração tem memória...
    Bjm muito fraterno

    ResponderEliminar
  14. Hola, acabo de descubrir tu blog, yo también tengo uno de libros, te invito a el, se llama " estoy entre páginas" saludos...

    ResponderEliminar
  15. Uma belíssima e inspirada torrente de emoções!
    Um poema lindíssimo e intenso! Gostei imenso, Cidália!
    Beijinho! Bom fim de semana!
    Ana

    ResponderEliminar
  16. Um poema bem profundo que eu gostei muito de ler.
    Bjs

    ResponderEliminar
  17. Que lindo poema ;)
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  18. A passar por cá para desejar um bom fim de semana!


    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  19. Oi Cidália
    Adorei o seu poema
    Tem uma sensibilidade mil
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  20. Beautiful!!!!!!!!!!!! Uma imagem verdadeiramente fascinante deu inspiração a este belo poema que como sempre deixa os teus fans encantados.
    Feliz fim de semana amiga e que seja inspirador...beijinhosssss

    ResponderEliminar
  21. OI Cidália obrigada pelo carinho São lindas suas poesias
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar