quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Noite fria, lareira acesa e coração apertado

Noite fria, lareira acesa e coração apertado
No sentimento, a culpa, uma lágrima caída
Nas chamas onde me aqueço estou retraída
Imagino o brinde no momento desesperado 
.
Em noite fria, meu pensamento atormenta
Preciso da tua chama  para poder respirar
Esta lareira, não é  mais  que um recordar
Das lembranças, onde a saudade aumenta
.
Imaginava-nos  assim num brinde caloroso
Onde as palavras fossem beijos silenciados
E os corpos sentissem o impacto afectuoso 
.
Mas fica apenas no coração de quem sofre 
Que entre chamas, tempestades e amuados 
Ficam sentimentos gravados  no meu cofre
****
Cidália Ferreira 

35 comentários:

  1. Quando um amor acaba, fica sempre um sabor amargo na boca e um vazio no peito.
    Gostei.
    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Sempre me imaginei na sala, ao pé da lareira, a beber vinho. E este poema transportou-me um pouco para esse momento. Obrigada!

    ResponderEliminar
  3. A espera para um brinde a esse grande amor.
    Lindo demais Cidália.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  4. Inspiração linda numa fria noite....bjs, chica

    ResponderEliminar
  5. Noite fria, lareira acesa uma combinação perfeita, lindo poema Cidália bjs.
    http://www.lucimarmoreira.com/

    ResponderEliminar
  6. Magnífico soneto.
    Gostei imenso.
    Cidália, continuação de boa semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  7. Magnifico poema,acompanhado de uma excelente imagem.
    Bjs

    ResponderEliminar
  8. Noite fria e uma lareira, os ingredientes para uma noite deliciosa.
    Magnífico poema.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  9. Um poema muito bonito, embora com uma nota triste, melancólica...
    Beijinhos,
    http://chicana.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  10. Mesmo sendo solitária com um bom vinho e uma lareira o cenário muda com certeza.

    bjokas =)

    ResponderEliminar
  11. Cara amiga Cidália, natureza e paixão, eis seu habitat poético, cenário que você com propriedade.
    Um abraço daqui do sul do Brasil. Tenhas um lindo fim de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu quis dizer, cenário que você domina com propriedade.

      Eliminar
  12. Imagem muito sugestiva.
    Poema narrando uma situação
    não mtº. feliz, mas que acontece
    - na vida -. Eu sei que acontece.
    Bjs. amiga
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  13. De facto a "chama" é sempre muito importante...

    Um beijo

    ResponderEliminar
  14. Olá Cidália.
    Gostei muito do seu poema Noite fria, lareira acesa e coração apertado. Um belo poema. Um canto às dores do amor. Parabéns.
    Abraços.
    Pedro.

    ResponderEliminar
  15. Que poema lindo com saudades
    R: São sim os olhos do meu irmão
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  16. Um belo poema de exaltação às recordações de um cálido amor e num cenário esplêndido Cidália
    Belíssimo!!!
    Beijos

    ResponderEliminar
  17. Oi Cidália
    Um lindo soneto de amor que só você sabe fazer
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  18. A mesma peculiar melancolia. A espera de... Beijos!

    ResponderEliminar
  19. Uma palavra que ilustra a beleza deste poema: MARAVILHOSO

    Bjo

    ResponderEliminar
  20. A passar por cá para desejar bom fim de semana!

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  21. Muito bom com fundo musical a condizer.

    Bom fim de semana e abraços

    ResponderEliminar
  22. Uma belíssima inspiração... e que tão bem combina com o fundo musical... como um todo!
    Maravilhoso de se apreciar, Cidália!
    Beijinho! Bom fim de semana!
    Ana

    ResponderEliminar
  23. Querida Cidália
    O cenário estava perfeito!
    A saudade faz doer, não faz?
    Um belo poema!
    Parabéns.
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderEliminar
  24. As labaredas vivas duma lareira touxeram memórias de outrora! De momentos vividos que agora viraram saudade!!!
    Embora emocionalmente triste não deixa de ser um saudoso e maravilhoso poema.
    Muitos beijinhos amiga-

    ResponderEliminar
  25. Lareira aces, vinho tinto, um frio de trincar são convites para o amor
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  26. Tão nostálgico e tão belo
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar